Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

25
Set 10

O coração debruça frente as minhas verdades,

busco ao fundo da alma os porquês...

Sem respostas,

deparo-me frente a este mundo

que por vezes mostrou-me o louro;

por outras, colocou-me frente à derrota.



Quero pedir-te perdão meu grande e único amor...

Hoje,

despeço-me deste sentimento lindo

que me fez chegar até aqui, tropeçando ou não...

Dos erros que cometi, fui pago com o mesmo

através da senhora ilusão;

tomada pelo prazer momentâneo

que me custa a dor mais profunda

que o universo possa apresentar-me...



Ao fechar as cortinas do tempo

recolher-me entre estrelas,

seres encantados

se fizeram presente a meu redor.

Fazendo-me ter forças necessárias

para não entregar-me à senhora morte,

que, por vezes, tentou abraçar-me...



Neste novo caminho

imposto por esta dor infinita

pude sentir que sou querido e desejado

até mesmo por silhuetas mais jovens que a tua.

Mas tudo foi em vão, pois a essência se foi...



Hoje,

o poeta se debruça

frente sua janela de encanto e poesia

aonde, de um mundo por vezes imaginário,

retira inspiração que toca  corações solitários.

Hoje,

o grande se torna pequeno...

Não somente para pedir-te perdão,

Mas como pedir a tudo que me ladeia,

que eventualmente, sem querer,

tenha algum dia machucado, ou ferido...



A você terra

a qual tanto piso e pouco ofereço...

A vocês meus pássaros, meu animais,

a quem às vezes, pouco tempo tenho

para retribuir-vos o amor oferecido...

A vocês meus amigos e amigas

os quais tanto me dão de carinho...

Até mesmo a você, ou vocês;

aos que não gostam de mim

mesmo sem que eu saiba o porquê;

só quero vos pedir perdão...



E hoje, quando despeço

do sentimento mais lindo que vivi

para iniciar a procura pelo meu novo sol 

apenas vos peço:

- Vivamos em paz, apenas isto!...



Agora volto-me à janela

de lá, vou em busca da inspiração.

Mesmo que ela advenha da dor

afinal,

sempre será prova de meu aperfeiçoamento!...




publicado por SISTER às 16:06

24
Set 10

Você tem várias irmãs,
Você é parte de nosso "eu", de nossa história...
Você é irmã da dor...Irmã da morte...Irmã da fome...
Irmã do descaso...Irmã da traição...Irmã do fracasso...
Irmã oculta de nossos sentimentos mais profundos...

Ah você, nós faz de grandes homens,
seres sem proteção.
Parados no infinito de seu mistério.
Você que por muitas vezes denuncia
nossos sentimentos, nossas fraquezas...

Outras, nos faz ver o quanto ainda podemos ser gente...
Pois, você, também tem uma meio-irmã,
Ainda, que distante, chamada emoção!...
Que assume em seguida como felicidade...

Está então, ah...Como é linda!...
Surge nos momentos únicos!...
No carinho ao próximo,
em nossas conquistas
que por menores que sejam
nos faz grandes perante o mundo...

Ah...Esta tua irmã...Senhora maior...
Um sentimento que bate no peito, forte!...
Parecendo que o coração nos sai pela boca,
é a compensação de todas as outras irmãs
que nos machucam tanto...

Mas sabe senhora Lágrima,
passei a te aceitar quando vi
que nos dias mais tristes de minha existência, 
um anjo surgia a minha frente
e tratava-me com folhas,
retiradas da pureza do Olímpo...
Enxugando-te logo de meu rosto
e levando ao Senhor esquecimento.


Sinto em cada um destes momentos,
que um ser, o maior de todos!...
E dono de nossos sentidos,
lembra-se sempre de socorrer-me...
Então, logo vejo que a senhora,
mais uma vez,
Passou em meu rosto,
e deixou uma semente
para meu aperfeiçoamento!...

publicado por SISTER às 14:13

06
Jul 10

Apresentei-me para dançar...

Fui colocado neste grande salão chamado vida,

pelo ser mais belo que conheci,

certamente o que mais me amou!...

Ah!...Como foi, por diversas vezes, difícil dançar!...

Atire-me nos braços da infância, entre sonhos,

sem pecado fui crescendo,

neste grande salão,

passavam-se muitas coisas entre meus olhos.



Meu coração sofria, a cada instante,

que perdia um animal, uma plantinha;

Sorria, toda vez, que de alguma forma,

aquela majestosa senhora de amor me devolvia...



Ah!...Cada brinquedo, cada palavra de meu pai,

cada ensinamento, e assim fui dançando...

O encontro da fé...

Nossa!...Templos enormes, suntuosos,

e, em suas portas, por vezes, seres com fome e frio!...

Nossa!...Quantas vezes, pegava minha merenda,

às escondidas, entregava a estes

que nem sei qual destino tiveram

neste imenso salão.



Depois, fui saindo deste mundo dos pequenos anjos.

Nos estudos fui procurar o conhecimento das letras,

que maravilha a cada boa nota, e

que decepção, comigo mesmo,

a cada nota vermelha...


Ai a gente vai procurando amigos...

Lança-se de novo neste imenso salão,

que dificuldade alguém se apresentar

para lhe fazer par...

Assim a gente aprende

que antes temos que nos livrar de cobranças,

de qualquer tipo de egoísmo, abrir nosso coração,

entregar a mão, compartilhar da dor, do sorriso,

saber dizer um "sim"  e, principalmente,

ter a coragem de interpor o "não" quando necessário...

Nossa!...Muitos se apresentaram,

Mas poucos me restaram...



Assim a gente vai, neste grande salão de dança,

ao encontro, enfim, de algo que venha nos fazer conhecer...

O êxtase de tudo... do prazer, da felicidade,

isto chama-se amor!...

Nossa, este então, como foi difícil...

Procurado entre muitos no salão, passei por eles,

com eles conheci a traição.

Depois, conheci um daqueles amores,

que você mesmo diz impossível,

e me enganei...

Com este conheci todo o êxtase, o brilho das estrelas,

o romantismo da lua, a força dos vulcões,

a brisa do mar, nossa sensação única esta!...



Assim é este grande salão,

que este ser chamado mãe me colocou,

agora que ela se foi para os braços do criador,

do gerente destes salões,

resta-me sentar, dar lugar a outros

que chegam para dançar,

seria você?!...

publicado por SISTER às 18:13

10
Jun 10

Cansado de te esperar

desesperado te procurei entre continentes,

sobre as águas de todos os oceanos,

em todas as ilhas e arquipélagos.

Cavalguei entre as matas de várias nações,

subi montanhas, escalei penhascos,

enfrentei rios ferozes...

Lancei-me no deserto e sob o castigo do sol

que me colocava à prova...

Percorri longas distâncias

sempre a gritar por teu nome.

Quando a noite se colocava,

exausto sonhava com teu carinho, com teu beijo,

com teu amor...



As forças eram então renovadas

quando os primeiros raios do dia firmavam.

Continuava minha caminhada sem limites,

sempre com a esperança de encontrar-te,

Busquei, então, entre magos saber

e todos me afirmavam: " - Que só a minha persistência

e crença no amor seriam capazes

de fazer com que um dia te encontrasse."



Busquei entre as estrelas e elas nada diziam...

Quando, estava a ponto de entregar-me à senhora morte...

Sentei-me à porta de uma gruta e com lágrimas na face

pedi ao Senhor do Universo uma chance para ser feliz.

(Pudesse enfim encontrar-te)...



Comecei então a ouvir o canto de um pássaro bem-te-vi:

"bemtevi-bemtevi"...

O canto mágico vinha de dentro daquela gruta,

busquei encontrar o pássaro que me saudava,

lá, bem ao meio daquele lugar, enfim encontrei você...

Frente a um riacho

compartilhavas da beleza das pedras preciosas

que eram opacas, diante de tua beleza.



Nossos lábios se encontraram,

nossos corpos entregaram-se, um ao outro,

por inteiro sem limites...

Onde só o prazer de duas almas que se amam poderia falar,

Assim, se fez nosso encontro mágico...

Onde toda a força daquele universo em que tanto te busquei

aflorou em nossos corações em noites intermináveis...

Sendo, a nossa única companhia -

O bem-te-vi, meu pássaro do amor!

publicado por SISTER às 09:59

01
Jun 10

Tu és a força que domina o coração dos justos,

Tu és fonte límpida de cura,

Tu és o remédio dos humilhados,

Tu és o acalento dos esquecidos,

Tu és a visão dos cegos,

Tu és maior que os oceanos,

Tu és mais forte que os terremotos,

Tu és o vencedor de todas as guerras,

Tu és a chave da alegria,

Tu és mais quente que o astro rei sol,

Tu és o companheiro dos justos,

Tu és o caminho dos sábios,

Tu és canto dos pássaros mais raros,

Tu és mais... entre os jardins a flor mais bela,

Tu és o pai da vida,

Tu és a compreensão para a morte,

Tu és a pena que os poetas usam na escrita,

Tu és irmão da caridade,

Tu és o gêmeo do perdão,

Tu és meu sangue, a ti aceitei, na esperança que um dia o mundo seja belo sem a violência e a dor...





Tu és o Amor!!!





publicado por SISTER às 11:11

31
Mai 10

Ah encontrei-me com um anjo...

Estava eu a caminhar tristonho e indagou-me ele:

- O que tens?

Disse-lhe: - Ai meu anjo se ao tempo pudesse voltar...

Então, o ser de encanto e luz, me colocou a seu colo e disse-me:

- O que farias se pudesse? E passei então a falar...

"Se, ao tempo pudesse voltar, colocaria cada flor que arranquei novamente na terra,

para que ela pudesse sorrir à muitos...

Daria ao irmão desconhecido tudo aquilo que não me faria falta em meus armários,

daria mais valor às coisas pequenas que passam frente aos nossos olhos,

às vezes desapercebidas por estarmos a correr sempre...

Cuidaria mais da saúde de meu corpo, por vezes esquecido pelo trabalho constante,

daria mais atenção a meu lar, viveria mais meu canto.

Entenderia mais, daria ao pássaro que me oferece o canto a saudação de meu amor;

Ao sol que me oferece a luz, a gratidão de minha alma.

Aproveitaria o encanto que a luz ofereceu-me para sob ela amar...

Cederia mais, procuraria ser mais aluno aplicado do que professor;

colocaria aos pés dos que amei mais de mim do que dei...

Ensinaria ao ignorante o caminho da luz antes, de simplesmente ignorá-lo...

Procuraria perdoar o traidor, pois, ao invés de minha ira eles necessitam de minha pena e perdão

por terem sido tão fracos.

Prestaria mais atenção às crianças, eternos e grandes professores por serem dotadas da pureza.

Acolheria mais meus velhos, tirando de cada um de seus contos

aprendizado a ser colocado em prática...

Entregar-me-ia mais à leitura, buscando entre os grandes mestres literários,

o conhecimento necessário para poder ensinar a todos que dos livros não puderam ter acesso...

Ah...Se pudesse anjo, voltar ao tempo...

A cada manhã, ao invés de falar só uma vez: -Te amo mamãe, papai...Diria muito mais vezes...

Ah, se pudesse ainda, corrigiria tudo que me fez perder meu amor e,

a este grande amor que conheci me entregaria ainda mais...

Ah se pudesse voltar!...

Por fim, não ficaria olhando os erros e chorando...

Partiria em busca de corrigi-los e, ao me entregar aos braços da senhora morte poder falar:

Fui feliz!..."

Abri os olhos, e o anjo disse-me: - Então voltes!...

E, cá estou...

publicado por SISTER às 10:30

30
Mai 10

Quando já me preparava para fechar as cortinas da vida,

por não acreditar mais que poderia ser feliz,

achar que o amor me dera as costas,

Sento-me frente ao mar...

Em lágrimas, preparo minha despedida...

Eis, que surge você!

Com teu olhar penetrante,

E dentro de meu íntimo rasga-me o peito,

Toma posse de minhas veias, em um só gesto;

leva-me a espécie de êxtase jamais sentido...



Contigo percorro o mundo...

Corpos  entregues  nestes prazeres intensos

aonde o tempo pára

e, se entrega as nossas paixões...

Nossos dias, novas experiências repletas de carinho,

Com um fogo nas veias que nada é capaz de apagar,

Este fogo que agora toma conta de meu ser...



Entrego-me a ti, faço de teu corpo refúgio de todo o meu prazer,

escolho-te para amar, amada para sempre mesmo após a morte...

Em nossos momentos mágicos,

marcamos nossa história em cada entrega

que nunca cansávamos de fazer um ao outro...



Contigo aprecio o algodão-doce de nosso ninho de amor

(como chamas a cada canto que fazemos amor),

e nesta algodão doce maluco, cheio de sabor e vida,

vamos, um ao outro, entregando-nos em nossos desejos...

Sem pudores, agora libertos estamos do mundo...



Vivemos em carícias intermináveis

repletas de cor e doçura...

Como o algodão doce feito desta teia chamada paixão...

Com a mistura do açúcar que é certamente nosso amor...

Quero, enfim, contigo saborear todas as formas de amor existente...



E, quando acabar vamos criando,

Nossa fonte é inesgotável,

Somos tais quais o universo...

Somos ômega e alfa, Vento e a brisa...

O pecado e a inocência, somos o mundo!

Somos dois a conhecer o amor...




publicado por SISTER às 11:53

21
Mai 10

Destas trevas,

que consumiam minha alma...

Liberto-me das falsas palavras de carinho,

embaladas em juras de amor eterno,

que o vento levou,

para as ruínas da traição...

Agora, liberto,

busco entre os pedaços lançados

ao meio do caminho de nossa história,

o que carregava o amor,

que sentia por ti.

Avanço, em busca das lágrimas,

que derramei por ti,

de cada presente,

de cada noite mal dormida,

pensando em ver-te reinando sobre tudo...

De cada manhã,

tarde e noite de entrega...

De cada instante, que dediquei a alguém,

que acreditava ser luz,

mas era treva.

E deste passado surjo,

frente a este novo mundo,

que, agora, me é apresentado...

E grito por alguém,

que me ajude a ser salvo de tuas garras,

que já se aproximam,

com sua sedução,

com este seu envolvimento,

que se faz a "conta gotas",

mas que bem conheço.

Tu és letal à alma, ao coração,

porque tu és a mentira

disfarçada de amor...

De bondade, de charme e de sedução...

Cansa-se logo dos teus escolhidos

e deles se vê livre.

Se de teus olhos, um dia,

fiz meu mundo, agora,

deles faço a tranca de meu coração

a teus investes...

Se de teu corpo fiz minha essência,

hoje, o repugno,

buscando novas fontes

de revigoramento...

Se de ti fiz minha vida,

hoje, te sepulto

e lanço-me, meio à viuvez medonha,

que chora embalada pela mentira,

que te domina a alma...

Ficas tu com tua escolha mundana;

ficas tu com o prazer da silhueta,

porque isto é efêmero

e qualquer brisa leva...

Eu busco e quero o amor!

Se para isto tiver

que percorrer continentes,

atravessar oceanos,

enfrentar o deserto,

o farei com a certeza

de que chego vitorioso...

Se meu pecado foi amar-te,

agora, me entrego

ao purgatório do esquecimento,

a fim de redimir-me comigo mesmo...

E com isto fazer

com que minha dignidade

sempre esteja acima de tudo.



publicado por SISTER às 15:06

08
Mai 10

Ah! Doce Rainha dos Anjos...

Senhora do amor, consolo dos aflitos,



Fonte de luz!



Essência mais pura do perdão.

Eleva tuas mãos sobre a humanidade...

Perdoa os incrédulos;

Cicatriza as feridas do ressentimento;

Torne os corações amargurados, doces;

Leve a esperança aos desesperados;

Mostre a luz aos perdidos;



Una as famílias e protegei os lares da separação.



Afastai de toda a tentação!



Coloque no coração do avarento - a caridade;

No coração do traidor - o remorso;



Dos jovens a pureza, dos anciães - o consolo.



Faz com que o homem use as palavras para o entendimento;



Os poetas façam da poesia instrumento de união, fraternidade e amor;



Que a terra não seja dividida entre poucos e possa acolher a todos...



Que a mesa seja farta em todos os lares;

Que a paz reine entre as nações;



Que o mal não prospere!



Que o homem respeite o mar, a natureza, o ar;

Que a liberdade dos pássaros seja constante;



Faça senhora, que minhas mãos possam servir sempre!



Que a mão que dá, não cobre;

Que meu coração esteja sempre pronto ao entendimento;



Que faça do perdão meu instrumento!



Que meus braços possam acolher a todo irmão

em busca do calor humano.



Dai-me senhora, forças para aceitar minhas dores!

E aquelas que não puderem ser retiradas, que eu possa vencê-las,



Amém.



publicado por SISTER às 12:09

05
Mai 10

Com teus passos suaves



como onça a trilhar sob os bosques de meu coração toma-me para ti...



Lançando-me neste turbilhão de prazer e êxtase...



Como o vento a tocar-me na pele



Oferece-me o bálsamo da suavidade...



Mas, ao aproximar-te, me faz sentir os vulcões de minhas entranhas...



Desejando sempre a cada instante,



de forma incessante, insinuante,



Delicada como uma tulipa,



Tornando-se felina com garras afiadas levando-me a loucuras...



Fazendo-me esquecer de tudo.



Apodera-se de meu ser!



Faz-me teu escravo absoluto controlando minhas sensações



desde a saliva até pensar



tudo girando em torno de ti...







Às vezes sinto-te feiticeira com teus olhos de amêndoa,



mulher faceira, mística senhora,



escondendo entre teus longos cabelos segredos desconhecidos.



Lancei-me em teu mundo de senhor absoluto tornei-me servo...



Teu sabor tomou meu ser, de tal forma a elevar-se sobre mim mesmo



desconhecendo por vezes o que desejo, ou não...



Este sentimento maluco ardente transformando tudo ao meu redor



Tu és o meu tempo, tua és agora minha escolha, por ti a renúncia, por ti a mudança,



por ti o abandono de meus conceitos...



Leva-me junto de ti! Pouco importa para onde, ou como...



Mas, leva-me!



Não me faças pensar no passado o que ficara para trás...



Afinal, agora nada mais importa, sem ser saboreá-la,



lambuzar-me nesta loucura deliciosa que é amá-la...



publicado por SISTER às 11:14

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO