Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

14
Abr 10

Meu coração é o céu,
ganhei, perdi e com a fé
no amor que nasceu comigo,
sigo em frente...
Estou feliz porque sou
amada, amei e ainda
amo a vida...
Sou feliz porque sei
que faço pessoas felizes,
sou feliz porque não
guardo mágoas, sou feliz
porque sei que a vida
é preciosa e temos que vivê-la
da melhor forma possível
sem nunca ferir alguém...
E se por ventura eu
machucar alguém, tenho
a humildade de pedir
perdão...
Hoje eu sei que ser feliz
é fazer da vida, cada segundo
dela, um jardim onde cultivamos
o amor da família, dos amigos
e ter a compreensão que somos todos
filhos do mesmo pai... nosso criador...

publicado por SISTER às 09:21

09
Abr 10

Estou a beira de um penhasco...

Não tenho forças para dizer não

e confessar um interesse oculto

que aos poucos está é devorando

meu indefeso coração...

Uma paixão que me incita,

excita e me coloca trêmula tamanha a emoção...

Ai! e como fica o meu amor, meu doce encanto,

meu tesouro, minha inspiração...

Já não sou eu mesma...

Vivo meus dias na dúvida

que beiram os limites do insondável,

flutuo em dois mundos...

Um ímpeto instintivo e irracional

está me deixando a deriva...

Penso em ficar dona dos dois

mundos...não posso!

Permaneço imóvel ante o abismo,

tal uma pedra adormecida...não quero!

Entre o amor e a paixão...

Tento deflagrar o meu impulso

e agir com coerência

e me deparo com a incoerência...

Amor e paixão.

Sentimentos sentidos 

e definitivamente inexplicáveis...

Entre o amor e a paixão...

Dois mundos que eu quero,

não posso unir...

Parceiros inseparáveis,  fundem-se...

Prazer e dor, desejo e ternura...

Corpo, alma, corpo e alma...

Que tormento, tenho medo

da intensidade da minha  ousadia...


publicado por SISTER às 12:55

08
Abr 10

No alvo murmúrio da manhã
nem mesmo a estação se define,
sol, chuva, frio, eu e meus
ecos nítidos reforçando a minha
vida solitária, sem alguém
e sem ninguém...
Sozinha...
Faz tempo essa agonia,
vem de longe
minha história sem data,
sem cor... ainda tudo está no lugar,
tesouros perdidos noutro tempo...
Sozinha...
Há pó nos degraus... desenho...
Quintal sem paisagem...
Dezenas, centenas de folhas
espalhadas... escrevo algo e,
cansada deito-me sobre o pó...
Silêncio inesgotável que se
quebra com o ruido de
antigas pétalas caindo lentamente...
Eram amarelas...

publicado por SISTER às 11:26

O teatro está lotado de um vazio gelado, no palco, somente nós dois... Há tempos contracenamos o mesmo ato cheios de desejos dentro de um tempo marcado que não tarda em fechar o véu que nos separa... Nada sabemos, somente trocamos momentos dementes que é tudo num instante e nada até o próximo ato... Inexiste o percurso de se estar entre amantes até que a fome de contracenar se abrasa... Vem carente e caliente, cheio de paixão, mas deixa o amor na curva de outra mente... O que não o impede de inflamar, seduzir e enganar outros corações... Acabou o espetáculo..
publicado por SISTER às 11:25

Onde estás agora...
Estranhamente como chegou,
partiu deixando-me na dor.
Grito teu nome na esperança certa
de que vai me ouvir e assim voltar...
Quero desvairadamente beijar teus
lábios e matar meu desejo...
Me aquecer no teu calor e
abrandar o sofrer da minha alma...
Onde estás agora...
Vem que quero estar contigo,
te mostrar as marcas que
crivou com os teus olhos
meu corpo sedento de amor...
Volta para meus braços que sempre
foi teu refúgio e os teus meu porto seguro.
Onde estás agora...
Vem sentir como ainda te quero...
Só você pode me tirar deste inverno que
tua ausência deixou...
Meu grande amor, onde estás agora...
Meu coração chora,
quer a ternura do seu amor...
Por tudo e pelo meu viver...
Onde estás agora...

publicado por SISTER às 11:23

15
Mar 10


      Como é o amor...
      Com é amar...
      Penetrar no íntimo do Ser
      e deixar transparecer, exalar
      todo amor e bem-querer que,
      do peito nasce, que no olhar
      deixa mostra, que num minuto só de
      tempo se faz uma eternidade...
      Este amor que trago em mim,
      é feito de amores de que falam
       os poetas... eu sei...
      E de um grande amor vivido,
      somente por amor foge-se
      da razão deixando o coração
      no comando das emoções,
       sempre se curvando
      diante de seus sentidos...
      Ah! como eu sei...

publicado por SISTER às 17:40

      Se eu morresse amanhã


      partiria segundos depois


      sem apegos e lamentações...


      Essa vida é uma escola e


      acho que aprendi bem a lição,


      foram tantas perdas, tropeços


      e aflições que viver mesmo é


      construir sonhos para


      gozar lá no além...


      Na partida só uma coisa


      me deixaria aflita, saber que


      quem me ama vai sofrer...


      Não chorem por mim que


      vou é muito feliz encontrar o


      meu povo e amores que


      ja se foram a muito daqui...


      Levarei desta vida somente o


      que minha alma gravou,


      recordações e sentimentos...


      Deixarei aqui com vocês o que eu


      mais tinha de bom, meu amor


      e meu carinho e as lembranças de


      alguém que por aqui passou...

 

    

publicado por SISTER às 17:39

A minha poesia sou eu em vários tempos...
 
Sou momentos, poeira branca e vermelha,
 
  chuva quente em noites frias...
 
Tempestade de verão, a saudade do outono...
 
Vem comigo poetar, entra  na minha 
 
poesia e seremos ventos colhedores
 
 de estrelas, navegadores, caça e caçador...
 
Tudo em mim é desejo, minha própria emoção...
 
Sou luz, um lampejo, sou sílabas, sedução...
 
Vem comigo e te despe, me mostra o teu
 
 poetar e vamos virar o mundo pelo avesso...

publicado por SISTER às 17:36

09
Mar 10

Vestí meu coração de aventuras
 inconsequentes...
 Resoluta, seduzir-te de perene
 embriagues com o doce mel
 da minha voz, foi o meu alvo...
Conquistado com beijos de amores,
te amei nos braços de uma noite quente,
Sem culpa...

publicado por SISTER às 15:38

17
Fev 10

Sou tua fêmea.
És meu macho.
Meu cheiro te excita.
Teu cheiro me acende.
Buscamo-nos mutuamente.
Nosso desejo nos faz vibrar.
Queremos muito mais.
Nos amamos loucamente.
Somos um só na paixão.
Nosso amor toma conta de tudo.
Quando o cansaço nos vence,
nosso amor explode
numa torrente de frenesi.
Somos corpos mortos
vencidos pela paixão.
Então, calmamente nos abraçamos
e repousamos nos braços um do outro,
entregando-nos ao sono
sem culpas.

publicado por SISTER às 14:30

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO