Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

11
Set 07
Caminhei sobre o deserto da desilusão, conheci os bosques da ingratidão,

tropecei, cai e,  com vergonha, escondido do mundo,

a chorar como pequeno desamparado...

O medo do novo mundo apresentado,

ao olhar para os lados

perceber que agora só a solidão se fazia presente...

A procura de respostas que não tive e creio nem as terei...

Começa a procura então quase que desenfreada

por alguém...

 

Passando a fazer parte deste cenário,

retirei-me de trás dos rochedos.

Onde escondido protegia-me dos ataques ferozes

de um mundo ligado só a prazeres e materialismo...

Minha fonte o amor,

Este, mesmo que ferido profundamente,

dava-me condições de enfrentar a cada amanhecer...

Poder pouco à pouco preparar-me

como fênix a saudar a vida,

mesmo estando em meio ao vale sombrio da morte...

 

Se, durante minha trajetória

nunca tomei nada de ninguém...

Alguém me mostrou, enfim, o que fora feito comigo...

A dimensão da dor que sofre aquele

que é usurpado em sua alma,

que é retirado de si, às vezes o próprio núcleo da sua vida,

como foi brutalmente a mim feito...

Passando dias de solidão reinante

e presenciar o que me fora arrancado feliz,

vivendo entre mundos imaginários, deixando história,

 rasgando passados, jogando ao léu o amor,

o carinho e a dedicação...

 

Mas, enfim... Onde apegar-me como sair destas trevas de dores infinitas?...

Se, as pessoas têm por tendência pensar só em si e em seus próprios interesses.

Agora, sozinho, o quê?

E, quem poderia enfim ajudar-me?

Corri entre vales, enfrentei as sombras,

combati o desânimo, escrevi sobre a dor, sobre a vida,

sobre a esperança, enfim...

 

Só existiria um ser capaz de sentir a dimensão de minha dor

e curá-la e frente a este de joelhos pedi:

"Pai!... Não quero que me devolvas

aquilo que me despreza...

Porque, se assim o faz, é porque nunca me amou.

Mas, dei-me apenas forças para suportar esta dor...

A luz se fez presente Ele me fortaleceu e cá estou!...

 

Paulo Nunes Junior

publicado por SISTER às 15:45

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO