Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

20
Nov 10

Fruto amavelmente perdido da mão direita
Derrame verborrágico palavratório
De um sentimento ectoplásmico catatônico
Facto pulsante manequeista
Jacto aquecido pela performance metacarpofalangeana
No principado da lascívia voluptuosa

Doce minuto no paraíso neuropoético
Marcha triunfante pela avenida divina
Da soberba imaginação amnésica
Dentro de corredores inexistentes
A caça do caçador sanguinolento
Léxico ,vândalo e artístico

Meu ventrículo esquerdo pulsa e suspira
Um amor perdido na terra do Dante
Feitiche patético fulgurante
Do cálice dourado neurastênico
O plus,o ultra e o espectacular
Versos nostálgicos de tecidos cavernosos

Fiz um pacto werherniano silencioso
Em letras minúsculas e acquosas
Espumante jorro da fonte da felicidade
Liberdade pastosa de dedos tediosos
Linhas pélvicas dançantes na palma dos sonhos
Necromância pastosa da impossibilidade

A flor do leite derramado
Ventrilóquia de um ato inacabado
Insalubridade amanteigada do corpo
No cheiro dos anjos e no perfume dos demônios
A poesia não é o concenso
Mas a divergência

publicado por SISTER às 15:52

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19

23
24
26

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO