Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

05
Nov 10

Eu vi passar por mim, um mercador,
com toda espécie de quinquilharias.
Não carregava nenhuma ilusão,
perdeu no jogo todas as que tinha.

Oferecia, aos brados, na calçada:
"- Venham, é barato, é quase nada!
Eu tenho dores, faltas e manias,
eu tenho tudo que jamais teria,
se, por alguém, tivesse sido amado.

Sonhos diversos, os mais variados!
Podem escolher, são coloridos,
belos e puros, nunca realizados...

Tenho traições nessa bagagem,
de amores e de amigos. Foram tantas...
paga que tive após lhes dedicar,
amor grande e sincero de verdade.
E ainda que mil anos se passarem...
irá doer por toda a eternidade.

Tenho saudades de qualquer tamanho,
das que nos fazem logo adormecer,
saudades das que todos querem ter,
é o que mais tenho,
venham... venham ver!"

Ele seguia, firme, rumo ao nada...
a oferecer o que a vida lhe deu,
num inventário de cruel fascínio,
dos ganhos que aufere quem perdeu.

Quem perdeu até mesmo a esperança,
aquela derradeira, esfarrapada,
que se vê despencando num abismo,
dando a certeza de não ter mais nada!

Com algo de tristeza, eu percebi,
que aqueles passos trôpegos que vi,
a oferecer o que ninguém precisa...
era meu coração que estava ali,
na tentativa frágil e indecisa,
de reaver a crença que perdeu,
depois de tudo que viveu, sofreu...

publicado por SISTER às 13:51

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19

23
24
26

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO