Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

12
Ago 10

Não sei se deva escrever este poema.
É um mistério que eu, poeta, nem busco decifrar,
pois só me traz alegrias, iluminando meus dias,
mas sem fazer-me sonhar...
Foi trazido pelo vento, soprando em vales, colinas,
florestas, planícies, campinas, caminhos dentro de mim,
escondendo algum segredo, mas sem fazer-me recear...
Mostrou-me a estrela norte, guia de toda sorte
que eu quisesse alcançar, nas estradas que, perdida,
não encontrasse um lugar...
Seu doce olhar refletindo as ondas verdes do mar,
tocando a pura areia, na praia fez-me sereia
e alegre pus-me a cantar...
Fez-me sentir tão menina, partilhando brincadeiras
como crianças arteiras, inventando peraltices,
mas sem me machucar...
Fez-me esquecer os problemas,
que enfrento a duras penas, sem nada poder mudar...
Apagou de mim as tristezas, o passado que sofri
e hoje só planto flores, espelhando belas cores,
perfumando a nova estrada que pus-me a caminhar...
mostrou-me enfim as belezas que a vida pode me dar... 
E continua o mistério, mas o tempo não me obriga
o enigma interpretar...
Sabe por que, meu amigo, eu relutei escrever ?
A magia desse olhar, as palavras tão serenas
que nem sonhava escutar...
Quer saber ?
Esse poema é você !


publicado por SISTER às 14:20

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13

16
17
18
19
21

22
24
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO