Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

24
Mai 10

Versos inquietos, aflitos, complexos...
Momentos de ardor e êxtase libertos...
Depositando doces ósculos e amplexos,
No corpo do amante febril e desperto.

É inexplicável, coração é bicho estranho.
Navega por mares e terrenos baldios,
Provoca dores e ferimentos insanos...
Enlouquece em taquicardias e arrepios!

Versos navegam por mares incertos,
Afundam nos pântanos do indômito ser...
Colocam mistérios a descoberto...
Amores que atingem o auge do querer.

Versos são instantâneos, fotografias,
Pedaços do poeta atirados ao vento,
Espalhando sua excêntrica biografia...
Como um terno e inocente cata-vento!

Versos são, do poeta, o instrumento.
Navalha cortante ou meigo tormento...
São suas poções, seus unguentos...
A religião, a oração, o ar, o alimento!

Versos são amontoados de ira e ternura,
Devaneios avassalando sentimentos...
Arrancando do poeta toda a amargura,
Transmutando em euforia o sofrimento!

Versos são poemas, o próprio poeta!
Que da alma... deixa a porta aberta!

publicado por SISTER às 13:48

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
17
18
19
20

23
28
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO