Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

30
Set 09

    Que é isto que sinto?!...

    Que queima minha alma!...

    Entra por minhas entranhas

    Faz a razão submergir...

    O que seria não entendo...


    O que é esta estranha sensação

    de não pertencer-me mais...?

    Um esquecer-me de mim

    Para pensar só em ti...

    Seria amor afinal...?



    Que é isto,

    Que se faz presente em mim?!...

    Passo a não discernir,

    A razão me vai...


    Seria isto o supremo querer

    Forçando entrada em meu peito

    Seria uma magia, encantamento,

    Uma fuga de mim, do saber

    Antítese do esquecimento...?


    Perco a noção do tempo,

    Fundindo o dia e a noite!

    Num tempo sem tempo...

    
    Vai-se tornando pequeno esse tempo

    Fugidio, e então estremeço

    Não sei mais pensar, agir

    Estranha força a deste sentir

    Que determina meu esquecer,meu lembrar...


    Estranho!...

    Não há tempo nem espaço

    Não há razão

    No domínio de mim!...

    Em mim tudo é você...

    Torna-se você num só instante

    Tal como Omega...



    No vórtice que se forma

    um torvelinho leva-me a alma

    e já não mais a controlo

    Como explicar tal querer

    Pois enquanto me consumia

    em alarmente agonia

    Já estavas dentro de mim

    E em ti estava o meu olhar

    Repleto de terna alegria...


    Que é isto

    Que me faz menino?!

    Perdido em meu sentir,

    Anula meus pudores,

    Me faz perder de vez

    O controle de atitudes e ações,

    Domina emoções!..


    Feliz essa virtude...

     Poder escolher quem amar...

    Como adolescente deixar

    que a timidez nos consuma

    E as palavras fiquem pendentes

    de um gesto ou olhar...


    Que é isto

    Que faz meu coração

    Pulsar mais forte?!

    Meu olhar ir ao infinito

    Só em busca dos teus olhos!...


    Tremem as mãos

    Descompassa-se o coração

    Não mais controlo

    Os gestos ou meu falar...

    Estranha, louca sensação

    que me faz estrela

    em teu céu a caminhar...


    Que é isto

    Que me faz renunciar

    A todos os bens?!...

    Torna-me de nobre

    Um pobre plebeu!...


    Deixar o que era minha vida

    Por esta paixão incontida

    Tornar-me ladra de sonhos

    e hoje em meu calar propor

    Que tu o sejas... dos meu também...


    Que é isto

    Que me faz tremer?!

    E buscar no teu calor

    Minha renovação!...

    O que é isto afinal?

    Que me torna teu escravo...


    Tão doce é este saber

    de quanto me queres também

    Se és meu escravo o que sou

    Se juntei meus sonhos aos teus...?


    O que é isto

    Que se fez mais importante

    Do que o alimento?!...

    Que arrebata de mim

    Qualquer vontade,

    Dando lugar

    Só a sentimentos?!...



    É esta dádiva

    pelos deuses ofertada

    Alimento ao que se esvai

    de amor faminto

    Água da fonte caindo

    à sede de amar ofertando

    Cálice de transparente bebida...


    Que é isto

    Que revive lembranças,

    Doces pecados!?...

    Ah quanta lembrança!...


    É o teu sentimento ao meu

    se unindo em uma mescla de imagens

    Fortuitas imagens

    Neste sentimento concebidas

    Gerando num hoje...

    felicidade e saudade...


    Mas o que é isto afinal?!

    Será amor?!...

    Seria um sonho
    Ilusões que transponho
    e deixo em meu coração...
    Seriam


    Sim, são emoções...

    Pedaços de amantes corações...

    Sensações pelo amor consagradas
    ilusões que novamente
    fazem dos corações... sua morada...!

publicado por SISTER às 07:40

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

14
19

26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO