Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

10
Set 09

            Egoísta, tu falas e choras, reclamas,
            Como se fosses tu o único a sofrer,
            A sentir tristeza com o fim desse amor!...
            Esqueceste o que fui, o que fiz por ti!...
            O quanto te amei!...
            Apagaste da memória quantas noites insones,
            Olhando a solidão da rua, contei as horas,
            Com abnegação, esperando por ti...
            Queria ser a amante, a mulher desavergonhada,
            Me deitar contigo e, sem reservas, te amar!...
            Mas nada disso acontecia;
            Tudo era só ilusão desta pobre sonhadora...
            A espera e tanto desejo foram em vão!...
            Com lágrimas nos olhos,
            Tendo como companheira a desilusão,
            Via o dia amanhecer e eu, com a alma em pedaços,
            Voltava aos afazeres domésticos e profissionais!...
            Ser mãe, ser a professorinha da vila;
            Ia cumprir com as minhas obrigações...
            Mais uma noite e mais um dia se passaram
            E eu chorando um pranto dolorido e silencioso,
            Sentia-me só, com minhas provações!...
            E tu, ingrato, de bar em bar,
            Abraçado à boemia,
            Buscando por damas da noite;
            Desta, que era a tua mulher, esquecias!...
            Essa foi a vida que vivi contigo,
            Até que um dia, depois de muitas lágrimas,
            Decidi te deixar, ir embora com outro alguém,
            Que deu valor ao meu amor...
            Se perdeste o rumo, não foi por mim,
            Eu, até o fim, tudo te dei, por ti tudo chorei!...
            Hoje, que não te quero mais, tu falas e choras,
            Mas, em tempo, deverias ter lembrado
            Daquela frase tão conhecida!...
            "Quem ama cuida!..." - Tu não cuidaste,
            Outro ocupará o teu lugar...
            Não me imputes a culpa, não reclames!...
            Pagas o preço por não ter sabido amar...
            Deixo-te um adeus não dito;
            Quando saí, mais uma vez, não te encontrei,
            Estavas com a dama da noite,
            Em uma boate da zona sul, desfalecido...
            Enfim!...É chegada a hora de ser feliz...
            Em outros braços,
            Vou curar o meu mal de amor!...
            Em um breve amanhecer,
            Por Deus!...Terei te esquecido...


          

publicado por SISTER às 14:55

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

14
19

26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO