Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

30
Ago 09

      Dançando rodo, provoco seu desejo,
      Acendo mil brasas em suas veias...
      Meu cheiro de canela almiscarado
      Tece em seu corpo perigosas teias...
      Mary

      Qual um vulcão, que suas lavas expele,
      Sua dança cigana sabe me provocar,
      Faz um odor afrodisíaco de seu corpo exalar,
      Deixando os meus desejos à flor da pele.
      Lorenzo

      Vou deslizando sob seus olhos,
      Sob o olhar malicioso da multidão
      Seu ciúme crescente, claro, evidente
      Provoca fome, gula, frenética paixão...
      Mary

      Você, cigana, tem lido a palma de minha mão,
      Já conhece meus anseios, minhas fraquezas;
      Vive me provocando baques e surpresas,
      Sabe como ninguém encantar meu coração.
      Lorenzo

      Assim nossas vidas embriagadas,
      Se cruzam sedentas, sem explicação,
      Quanto mais danço mais o enlouqueço,
      Mais o quero em mim, em meu coração...
      Mary

      À medida que você vai bailando na pista,
      Sob tantos olhares que me deixam enciumado,
      Sinto meu coração batendo mais acelerado,
      Eis que a cada passo você mais me conquista.
      Lorenzo

      Vem cigano, escorrega no meu corpo,
      Dança comigo, vem, vem mais pertinho,
      Atiça, queima meus olhos com seu fogo,
      Roça seus lábios nos meus devagarinho...
      Mary

      Elevo-me às nuvens, dançando com você...
      E quanto mais perto de seu corpo eu chego,
      Mais desejos eu tenho de lhe fazer chamego,
      Indiferente ao que a platéia comenta e vê.
      Lorenzo

      Que importa o olhar da multidão?
      O hoje, o agora, o amanhã, o futuro?
      Se choveu, o sol nasceu ou morreu?...
      Se minha vida é só você... - Eu juro!
      Mary

      Nossos passos, lépidos e deslizantes,
      Sincronizados, em perfeita coreografia!
      Não vemos o mundo... Só a nossa anatomia;
      Alheios a tudo... Somos dois amantes.
      Lorenzo

      Dançando me insinuo, abuso; provoco
      Seus nervos, sua pele, seu arrepio.
      Vem cigano, que hoje a dança é nossa,
      Despeja suas águas claras no meu rio...
      Mary

      Venha, minha cigana, nossas almas comungar,
      Fazer delas uma só... uma única entidade;
      Vamos misturar nossos sangues, por fidelidade,
      Aproveitando esta dança e este propício lugar.
      Lorenzo

      Dança minha alma, minha vida,
      Beba no meu cálice de amor...
      Mãos perdidas, beijos, rostos suados,
      Sinta do meu buquê todo odor!
      Mary

      Nesta dança tocante, indescritível,
      Nossos rostos colados, trocam suor,
      Beijos, carinhos e a certeza maior
      De uma atração mútua irresistível.
      Lorenzo

      Somos começo, meio e fim
      Eu em você inteiro e você em mim!
      Soma de êxtase, delírio e loucura
      Um beija-flor amando um jasmim!
      Mary

      Sim, tudo parece um conto de fadas,
      Eu estou em você, você vive em mim;
      Deus vai permitir que continue assim,
      Duas almas ciganas vivendo apaixonadas.
      Lorenzo


   

publicado por SISTER às 13:21

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16
18
19
20
21
22

29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO