Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

08
Fev 09

De beleza despindo, as áreas circundantes,
      terrenos baldios, com seus prédios inacabados,
      onde tijolos nus, se misturam, com o ferro
      armado, retorcido e à vista, de quem passa,
      de há muitos anos, albergam miseráveis
      habitações, de inúmeros imigrantes,
      oriundos de países, da grande mãe África.



      Caminhar, no interior, de um destes prédios,
      que deixaram, por acabar, é um risco diário,
      mesmo para os que lá «vivem», pois que,
      às escadas, falta corrimão e a tão necessária
      electricidade, inexistente, de todo.




      Então,
      conforme se vai subindo, ou descendo, de
      um para outro andar, ou simplesmente tentar
      sair do edifício, prestes a ruir, resta às pessoas,
      procurarem, pelo tacto, as paredes, tentando
      equilibrar-se, sentindo, debaixo de seus pés,
      tijolos e pedras, caírem estrondosamente, na
      boca profunda e negra, do monstro.




      Cá fora, saindo do que deveria ser um prédio
      habitável, o cenário não melhora, e ali se juntam
      as pessoas, perto dos restos distorcidos do ferro e
      do aglomerado de tijolos partidos, espalhados
      entre montes de areia e de terra ressequida,
      rodeados por extensas poças, de água morta, da
      cor da lama, que tudo suja e torna intransponível,
      o livre movimento, de quem ali reside, e, todos os
      dias, se levanta, a caminho de seu trabalho, feito
      de uma exploração, intolerável.




      Por tudo isso, vivendo entre escombros e sujidade,
      das águas o intenso fedor, de onde explodem,
      centenas de insectos contaminados, à mistura com
      cães, cheios de sarna e de outras doenças, não tendo
      mais onde brincar, é que as crianças adoecem, a todo
      o instante, enfrentando febres terríveis, sozinhos,
      com suas mães, pois que, a maioria, não tem papéis,
      para que possam vir a ter uma criteriosa e merecida,
      assistência médica, como qualquer ser humano.




     

publicado por SISTER às 14:09

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
24


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO