Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

27
Mai 07
Falas de amor e eu te escuto.
Escuto e calo o que penso, a sós.
A sós... penso eu, como sempre estive.
Como sempre esteve o meu amor por ti.
 
 
Falas de amor com as mesmas palavras.
Palavras iguais às de ontem e sempre.
De um tempo passado, vestido de sonhos.
Sonhos solitários que o tempo não vingou.
 
 
Tanta vida passou, desde aquele tempo...
Tantos sóis e luas... De presença, o vazio!
No tempo e na ausência perderam-se vidas.
E a vida não perdôa o que não se viveu.
 
 
Falas de amor e eu te escuto.
As mesmas palavras, mas o tempo é outro.
Meu amor é o mesmo, mas eu já não o sou.
Falta o brilho do encanto de quem já sonhou.
 
 
Gosto das palavras, encanta-me ouví-las.
Mas são tão frias quando, apenas, palavras!
Vazias de gestos, carentes de fé.
 Nem só de palavras sobrevive um amor.
Lêda Mello
 
publicado por SISTER às 06:00

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO