Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

14
Nov 08

            Vestindo carmesim, lenço na cabeça,
            nas mãos um belo ramo de flores variadas,
            cabelo apanhado atrás, bem mais
            confortável, ao calor que insiste, explorando
            toda a sua grandeza; róseo rosto, que
            empalidece, todos os jardins, por onde passas,
            assim te vi, embevecido, descendo as escadas,
            de tua humilde casa.


            Tua graça de mulher, fez com que meu coração
            batesse mais rápido, e, vendo-te, descendo as
            escadas, numa perfeita sintonia, fiquei meio sem
            jeito, para abrir minha boca e deixar-te meu
            galanteio, frémito e suspiro, retratando fielmente
            a beleza, de teu bonito ser.


            E enquanto desces as escadas, formosura de
            todas as formosuras, de passo certo e sem
            hesitações, guardas-me nos olhos e um sorriso
            aflora naturalmente, em teus lábios, num real
            cumprimento à minha pessoa, dizendo-me como
            me encontro bonito, de fato azul e lenço branco
            no bolso, em contraponto, com a alva brancura,
            de teu vestido de noiva.


            Apanhando-te, no último dos degraus, dou-te
            meu braço, acordando para o mundo e retendo
            em mim, as mil e uma fragrâncias, que cobrem
            teu real ser, e, assim, caminhamos, por entre as
            gentes, que não dispensaram, momento único.


            Já dentro do carro de luxo, que, aguardando por
            nós, se manteve a uma sombra, todo ele cheio
            de efeitos, agrado de amigos e familiares, enfim,
            partimos, descendo a estrada, em direcção à
            cidade grande, onde nos esperava, simbólicas
            palavras, culminar de um grande amor, que já
            não conseguíamos controlar, e, as lágrimas, não
            se contiveram, enquanto o carro, com custo,
            tentava chegar a seu destino.



       

publicado por SISTER às 08:28

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

22

28
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO