Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

18
Out 08

                                Fora do alcance, de todos os olhares,
                                por sobre a areia quente, das dunas
                                transmutáveis, por acção do vento,
                                caminho, observando-te ao longe,
                                brincando à beira-mar, em conchinhas
                                pegando, cada uma com sua beleza.

                                Apenas te quero descobrir, em total
                                liberdade, guardando o céu, quando
                                este se junta ao mar, e, tudo parece
                                mais perto, quando as gaivotas decidem
                                poisar, e, as nossas recordações,
                                são a espuma das ondas, esbatendo-se.

                                Percebo então, que a água deve estar
                                convidativa, pois noto, que caminhas,
                                decidida, adentrando o mar, saltando
                                frágeis ondas, rindo-te, qual menina.
                                Meu primeiro instinto é ficar feliz por ti,
                                e, até o sol intenso, deixou de perturbar.

                                Resolvida a dar-te um pouco de descanso
                                e introspecção, sais da água e pões-te a
                                caminhar, na fímbria do mar, procurando
                                a areia molhada, onde tuas pegadas quase
                                não se notam, quando paras para reflectir,
                                sobre que é o amor, na vida das pessoas.

                                E o teu rosto ao vento, esvoaçante cabelo,
                                lembra a de uma autêntica esfinge,
                                soletrando palavras em silêncio, mas que
                                eu adivinho serem nossas e apenas nossas.
                                E, em simultâneo, sem que nos vejamos,
                                chamamos então pelo nome, um do outro.

                                Agita-se o mar, cavalos e galgos de ondas!
                                mas a felicidade é toda tua, pois hoje é o
                                teu dia. E, em anoitecendo, eu estarei lá,
                                pegando carinhosamente, em tuas mãos,
                                puxando-te para mim, em abraço firme,
                                buscando o puro mel, de teus lábios salgados.


                              

publicado por SISTER às 10:45

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO