Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

10
Jun 10

Cansado de te esperar

desesperado te procurei entre continentes,

sobre as águas de todos os oceanos,

em todas as ilhas e arquipélagos.

Cavalguei entre as matas de várias nações,

subi montanhas, escalei penhascos,

enfrentei rios ferozes...

Lancei-me no deserto e sob o castigo do sol

que me colocava à prova...

Percorri longas distâncias

sempre a gritar por teu nome.

Quando a noite se colocava,

exausto sonhava com teu carinho, com teu beijo,

com teu amor...



As forças eram então renovadas

quando os primeiros raios do dia firmavam.

Continuava minha caminhada sem limites,

sempre com a esperança de encontrar-te,

Busquei, então, entre magos saber

e todos me afirmavam: " - Que só a minha persistência

e crença no amor seriam capazes

de fazer com que um dia te encontrasse."



Busquei entre as estrelas e elas nada diziam...

Quando, estava a ponto de entregar-me à senhora morte...

Sentei-me à porta de uma gruta e com lágrimas na face

pedi ao Senhor do Universo uma chance para ser feliz.

(Pudesse enfim encontrar-te)...



Comecei então a ouvir o canto de um pássaro bem-te-vi:

"bemtevi-bemtevi"...

O canto mágico vinha de dentro daquela gruta,

busquei encontrar o pássaro que me saudava,

lá, bem ao meio daquele lugar, enfim encontrei você...

Frente a um riacho

compartilhavas da beleza das pedras preciosas

que eram opacas, diante de tua beleza.



Nossos lábios se encontraram,

nossos corpos entregaram-se, um ao outro,

por inteiro sem limites...

Onde só o prazer de duas almas que se amam poderia falar,

Assim, se fez nosso encontro mágico...

Onde toda a força daquele universo em que tanto te busquei

aflorou em nossos corações em noites intermináveis...

Sendo, a nossa única companhia -

O bem-te-vi, meu pássaro do amor!

publicado por SISTER às 09:59

Desistir, nem pensar
Devo continuar, diz o coração
Já que minha vocação
É amar, sempre amar

Incendiar, todos os dias, a vida a dois
Com as chamas de ousadas novidades
Onde carinho e desejo, em intensidade
Sejam iguais, antes, durante e depois

Entrega, cumplicidade e ardor
Marquem cada minuto, cada segundo
De nossas loucuras no mundo...

Assim quero viver contigo o amor
Até que a morte, "essa trágica realidade"
Nos separe e Deus nos una, na eternidade!

publicado por SISTER às 09:57

Estou de mal de você poesia!
Fiz-me poeta por sua culpa...
Sonhei com estrelas e calmaria...
Tornei-me uma sonhadora estúpida.

Por você, cometi tanta patifaria,
Velei um amor perfeito na noite...
Presa de um sonho, que anestesia
A brutal solidão, que é um açoite...

Estou de mal de você poesia!
Minha realidade é uma aberração...
É arrastado e sonolento o meu dia,
A noite, uma repetida e velha canção...

Por você me entreguei feliz aos delírios,
Acreditei... lutei por utopias tantas...
Sangrando a vida em meio aos martírios,
Sufocando doridas lágrimas na garganta....

Estou de mal de você poesia!!!
Vejo a vida passar pela janela...
Meu viver é uma terrível melancolia...
A ilusão passou, não sou mais aquela....

Por você perdi tudo!...

publicado por SISTER às 09:56

Mulher eu sou e tenho orgulho ser...
Pois graças ao meu doce veneno.
Faço de ti meu menino, meu pequeno,
Amado, feliz, pacificado e sereno...


E na noite, meu toque de carícia,
Tira teu juízo, teu chão, tua razão.
Te acende, embriaga e assanha...
Mas oferece o paraíso, a emoção!


E quando entre mil beijos, te ofereço,
Minha vida, meu ser, alma e coração.
Sou alimento, essência, tua existência.
Vejo-te tão frágil, tão meu, só paixão!


Mulher eu sou e tenho orgulho de ser,
Não sou feminista, não choro minha sina.
Sou cheirosa, sexual, delicada, abusada.
Adoro ser desejada, tua fome me fascina!


Sou mulher e tenho orgulho de ser...
Adoro poder ser carente, frágil, mimada...
E pelas esquinas do teu corpo me perder!
Pois sou mulher e só desejo ser amada!


publicado por SISTER às 09:55

Estou pensando em você nessa noite...
Nos seus olhos ardentes e apaixonados.
A voz cálida, mil carinhos na madrugada,
Minha vida entregue aos seus cuidados...


Estou pensando em você nessa noite...
Onde estará, onde andará você agora?...
Estou só, faz frio, não tenho seu calor
O peito alucinado, saudoso, o seu implora...


Estou pensando em você nessa noite...
Lendo seus bilhetes, suas cartas e poesias.
No travesseiro, o seu perfume, seu cheiro...
Sinto as carícias, o êxtase e a doce calmaria...


Estou pensando em você nessa noite...
Por que não volta, por que amor meu?
O amor ainda vibra em meu ser, ainda!
Será querido, que você me esqueceu?...


Será que toda aquela paixão morreu?...



publicado por SISTER às 09:54

Da tua boca, um beijo
Do teu olhar, o brilho
Do teu sorriso, a magia...
Ainda que represente ousadia
Ainda que seja crime
São desejos
E desejo não se reprime
Nem se esconde
Com amor se responde!

Se me excedi, se agi como um ladrão
Não contendo emoção e  furor
E se por isso me levas a um tribunal
Saibas: tudo que fiz
Aos olhos de Deus, o supremo juiz
Não constitui nenhum mal
Assim, nessa demanda do coração
Não heverá vencido nem vencedor
Afinal, não se peca por amar
Tampouco se condena amor!

publicado por SISTER às 09:53

Eu sou aquela...
Aquela que você tanto ama,
Que lhe põe louco em chamas!
Quem você deseja e chama...

Eu sou aquela cuja voz lhe arrepia...
Sua alegria, seu luxo, seu caso sério...
Seu segredo guardado a sete chaves,
Seu mais ardente e gostoso mistério...

Sou a que nas madrugadas fala
De amor, sonhos e vontades...
A sua gata, a sua companheira...
O vício que lhe traz felicidade...

Eu sou aquela que canta na noite...
Sua fera, sua menina apaixonada...
Seu céu azul, sua vida, seu destino,
Sou tanto... sou tudo e sou nada!...

publicado por SISTER às 09:52

Vamos tentar... amor meu...
Vamos tentar não sentir saudade
Da paixão que não morreu...

Do amor intrépido e louco...
Do grito abafado... rouco...

Vamos tentar esquecer... meu amor,
As estrelas debruçadas em
Nossos suados dorsos...

Da tua mão tocando segredos...
Da minha mão ousada e sem medo!

Vamos tentar esquecer... amor meu,
Dos beijos molhados de desejos...
Dos nossos alegres folguedos!

Esquecer tantas cartas e segredos,
Tantas madrugadas e juramentos!

Vamos tentar esquecer nossas canções,
O jantar... o champanhe no gelo...
Tua camisa e o meu vestido preto...

Esquecer... que fui toda a tua vida...
Que foste a cura dos meus medos!

Vamos esquecer, tentar não pensar...
Na noite que nos convida e incita...
Que, matreira, insisti em nos chamar!

Esquecer, preciso esquecer do teu peito
Cheiroso... do teu corpo a queimar...

Vamos esquecer, vamos tentar meu amor...
Não falar de nós, não falar de aconchego...
Não lembrar do convidativo verão... do calor...

Do quarto quieto... à nossa espera...
Da ânsia que nos toma e desgoverna!

Vamos tentar amor... tentemos
Esquecer a água morna do chuveiro,
O abraço... a fome... o travesseiro!

Afinal... por que temos que tentar
Esquecer, renunciar, chorar, desabar?

É tarde! Muito tarde para esquecer!
Para desistir de querer... de amar!
Pecamos? Vamos continuar a pecar!

Não dá para voltar atrás, não dá para
Negar o amor que chegou para ficar!


publicado por SISTER às 09:51

Se eu pudesse gritar ao mundo
Esse doce segredo, essa magia
Que tem sua pele, seus dedos...
Se eu pudesse dizer quantos
Sonhos coloridos e reais vivemos....
Se eu pudesse tirar esse véu
Que encobre meu rosto...
Desvendar para o mundo esse mistério ...
Dizer desse amor lindo
Nessa doce tenda que nos cobre...
Desse bailado alucinado que nos envolve...
Se eu pudesse dizer das nossas taças
Seledas tantas vezes por mil beijos...
Tanto suor, carícias... saciados desejos...
Dos meus anéis mergulhados em seus cabelos,
Do baton se perdendo, carimbando seu peito...
Dizer do amor endiabrado e santo
Que traz vida, vida mergulhada
Em cores, flores e fragrâcias sutis...
Por certo o mundo extasiado pararia
Para ver passar dois vencedores,
Dois amantes alucinados.. assumidos,
Gritando somos um só no amor nos anseios,
Alucinações, dois corpos que se 
Perdem e se encontram
Para serem uma só fonte de energia,
Duas flores de um mesmo jardim...
Olhem, vejam o que pode o amor...
O amor venceu enfim!...

publicado por SISTER às 09:50

Amar-te... É mais que uma expressão...
É mais do que viver apenas... É religião.
Sentir vibrar a alma como um címbalo...
Ter o coração entregue em tuas mãos...

É viver... Querendo-te em mil loucuras...
Ter-te toda hora e querer-te sempre mais...
Meu... Tão meu... Tão lindo... Tão intenso!
Sentir tua respiração aportar no meu cais...

Amar-te... É o ontem, o hoje... O amanhã.
É sentir a vida jorrar em todos os poros...
Deslizando por meu corpo como um céu...
É repetir em teu ouvido... Que te adoro!...

Amar-te... Vai muito além deste mundo,
Vai às profundezas do ser e do sentir...
Na voz emudecida do desesperado beijo.
E pouco importar o que estará por vir!..

Amar-te... É a mais bela das demências,
Viagem pelo astral só de ida, sem volta!
É oferecer-te meu corpo como alimento...
E não ver mais nada além daquela porta!

Amar-te, é a doença que não quero curar!
É a agonia gostosa que me ateia fogo!
É a lágrima... E o sorriso contagiante...
O querer mais, porque sempre é pouco!

Amar-te... É deixar-me enclausurar...
Nos teus abraços doces e amorosos...
Os dois, num grito surdo e apaixonado.
É mirar-me em teus olhos bondosos!

Amar-te... É toda a minha história...
É toda a minha existência agora...
Meu caminho de luz... Minha aurora!
Meu mais rico tesouro... Minha glória!

Amar-te... É tomar posse do universo,
É acreditar que tudo iremos vencer...
Unidos por esta força interior e divina!
Amar-te é, a cada dia, morrer e renascer!


publicado por SISTER às 09:49

Gosto de dançar, mas tenho dançado sozinho

Várias vezes, em pedacinhos

O que me importa é dançar

Não tenho tido tempo e ânimo pra dançar fora

Talvez seja o horrível das ruas

Barulho infernal e bala perdida

Não é ser  medroso, e nem medo de morrer

Mas levar bala sem doce, que machuca

É hipótese  ruim de doer


Estou me guardando nem sei pra que

Se tudo que eu quero acontece agora

Talvez seja o receio da coisa não continuar

Assim, bem simples, mas dando pra viver e sorrir

Paira no ar um sintoma de piora política

E de fato tudo já piorou

Agora e não deixar que o existente lá fora

Entre aqui, fazendo  clima de dor


Estou me preservando para o momento de agora

Ir muito lá fora é voar ao futuro

Ao futuro só lúcido e plantado

Ir seguro nos Santos

Se eles existem, claro que sim

Não fosse isso, quem vos estaria falando

Já morri algumas vezes e conheço a experiência

Nada de morrer mais ou menos

Se morrer outra vez, que seja alegre

E que não mate de susto, ninguém


publicado por SISTER às 09:48

Sim, se quiser pode ir,
dizer que me dei mal de todo,
que sofri até o pescoço.
Mentir pra quê ?
Pode dizer também que me arrependi,
que chorei, esperneei e tentei culpar o mundo.
Acrescente que vivi um tremendo desalento
e que do meu tormento somente eu sabia,
que a dor da gente ninguém vê.

Diz,vai dizendo, diz até que estive muito louco
e por pouco não viajei sem retorno,
porque estava absolutamente incompatível aqui.
Mas se vai dizer tudo isso,
diz ainda, que além de minha dor não ter fim,
que pretendo perdoar, se ela também fez errado.
Se ela ou eu, não sei mais quem, fez o que não devia,
que não penso nem mais como foi, ou como devia,
diga só... por melhor...
Diga só... que é pra ela voltar


publicado por SISTER às 09:47

Registre os momentos lindos, para que o tempo
feliz não esmaeça.
Páginas de amor são bens de verdadeira vida,
busca e realização maior.
O que é bom está sempre alicerçado no amor.
Solidifique as lembranças do bem,
em cada página diária.
Deixe a tristeza de lado, crie distâncias...
Prossigas, até que não se veja sequer os rastros da dor.
Faça um imenso favor a si mesmo, projete imagens
alegres, busque amor e inicie por uma namorada.
Namorada que juntos namorem vida, respeitando
na identificação de bens simples e gratuitos.
Ame o amor que é dele que surge horizonte de paz;
jamais volver à tristeza como companheira,
bom mesmo, é tristeza nunca mais.
Fique tristeza, distante e não me fira,
respeitarei suas sinalizações,
e nos teus exemplos de dor edifico o amor.
Templo de verdadeira vida,
encontro criatura e Criador.


publicado por SISTER às 09:46

Chore sim, desanuvie a tensão,
dessas marcas o tempo se encarrega.
Sinto o reflexo da tua dor e ele atua
bem forte em mim.
Dizer o que? Não sei o que dizer,
só sei que sofro e espero também, o conserto do tempo.
Não adiantar mentir ao coração,
dizendo que foi uma perda menor,
que logo vai passar
Eu até poderia estar alegre com o insucesso,
e sentir um caminho desimpedido...
Mas não é bem assim no amor.
Único bem que existia de verdade, era a tua alegria,
inexistindo ela, tudo é tristeza que chega,
sem anunciar-se e sem dizer o dia da ida.
Tentar sorrir desse quadro é ilusão que não cola,
não dá pra enganar nem num breve momento...
Vem, minha querida tristeza em forma linda de mulher.
Único remédio é o tempo, e ele somente chega,
quando deseja chegar.


publicado por SISTER às 09:45

Vale tudo, vá firme, sempre
se é em busca do amor.
Oh, vale mesmo!
Tudo e um tanto além!...
Agente se perde tanto,
tantas vezes fora do caminho.
Mas quem quer se defender da tristeza,
só com um grande amor.
Nada de viver sob os impulsos
estagnados da solidão,
porque somente um grande amor
é chave que abre vida,
isola o mal, é plena solução.
Reze, faça mandinga, desde que,
seja em nome do amor.
Prejudicar jamais, o amor não destrói, faz...
Assim, nesse quadro, suba escada,
sacrifício, promessa,
desde que, só se peça amor, carinho e paz, nada além...
E na conquista da harmonia, sua canção será alegre,
envolta de ternura do melhor contágio de mandinga/oração.
Dê ritmo suave, mesmo em sendo alegre, esfuziante,
porque no amor, até um tanto de saudade e solidão,
deve-se cantar com alegria...
Alegria feliz existe, esta aqui, ai...
Ou então, ela vem!

publicado por SISTER às 09:43

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO