Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

02
Abr 10

Existe o momento
de encontro real:
um passar, perceber,
sem saber o final...
algo que chama o ser...
Um oculto sentimento!

Existe o momento
de comunicação:
a palavra que toca,
um aflorar de emoção...
O desejo que se coloca...
A ânsia... o intento!...

Existe o momento
de intuição:
do gérmen da vida,
o amor é missão...
Corpos são só guarida...
Voa o pensamento!

Existe o momento
da troca de olhar:
a boca emudece,
é hora do amar...
A teia se tece
na Luz do convento!

Existe o momento
em que o amar é intenso,
de completa união.
Se é perda de senso?
Eu digo que não...
Sementes ao vento!

Existe o momento
de terna carícia,
com boa intenção
e pura malícia...
Gostosa sensação!
Dá força, contento!

Existe o momento
de paz, só ternura,
carinho de brisa...
Frescor e doçura...
É a mão que alisa,
é o beijo de alento!

Existe o momento
de transporte total:
o ser da matéria se solta,
viagem astral!
Querubins são escolta.
O divino é fomento!

Existem  momentos
em que dissolvemos no ar;
é quando apoio, amparo
o amor corre a nos dar...
Esse sentir não avaro,
instantes mágicos e bentos!

Momentos de amor
de que a vida é construída...
caminho de fé, da cor
da esperança desmedida...
Criador e criatura,
composição de ternura!

Momentos de amar!
Vida e doação...
Jóias raras a se guardar
na mente, alma e coração...
Tesouro de felicidade,
Herança à Eternidade!...

publicado por SISTER às 13:57

Existe o momento para aquela carícia

toda ela cheia de malicia...

Existe o momento quando o suave carinho

é o mais lindo caminho

para se chegar ao coração ,

pois desperta aquela doce sensação

que inebria e entontece,

traz doçura e enternece...

Existe o momento para um simples toque,

que não tenha da paixão o retoque,

mas que traga toda a ternura,

aliviando alguma tortura...

Existe o momento em que um simples olhar,

indica à parceria, que estamos a amar...

Existe o momento em que basta uma palavra,

mesmo que seja à distância,

que nos alivia daquela sofrida ânsia,

quando precisamos de uma mão amiga...

São momento da vida,

fazendo-a gostosa de ser vivida...

publicado por SISTER às 13:56

Te quero meu.
Como aconteceu?
Sabes dizer o exato
momento em que a noite acabou
e o dia amanheceu?
Nem eu.



publicado por SISTER às 13:54
tags:

Pela estrada longa e sinuosa
eis que me deparo com alguém
a me avisar:

- Cuidado, haverá de se enraizar.
Sou aquele que encontrou em ti o seu par
e para sempre haverá de te amar,
próximo ou distante, não importa,
sempre, teu , será
e teus caminhos haverá de iluminar.

Sem pensar me entreguei ,
profundas raízes criei
não há como me libertar!!!
e por que o faria?

__ se era pela carência que padecia ...
pelos caminhos solitários e tortuosos,
até este amor se perpetuar.!!


publicado por SISTER às 13:52

Te amo:
__ na amplitude do silêncio,
no barulho das conversas,
no tic-tac do relógio,
na correnteza do vento,
nas águas do oceano,
nas areias do deserto.

Te amo:
__ na dor da solidão,
na alegria dos festejos,
nos meus sonhos,
na minha realidade,
no meu atino
no meu desatino.

Te amo:
__ no além das estrelas,
no mundo universal,
nas palavras grafadas,
nos meus pensamentos.

Te amo:
__além do infinito,
Te amo:
__mais hoje do que ontem,
Te amo __ porque te amo!

publicado por SISTER às 13:51

Amor, não chores por mim,
não me perdeste.... e nunca perderás.
Sou e sempre serei tua
mesmo longe
estarei sempre a te amar.

Amor , não chores por mim,
não me perdeste ...e nunca perderás.
Naquele dia em que me entregaste
teu coração, tua vida...
entreguei-me a ti, por inteira,
para nunca de ti me separar!

Amor, não chores por mim,
não me perdeste ...e nunca perderás.
Se a distância se faz presente ,
nos faz sofrer...
No futuro, seremos felizes,
é necessário confiar.

Amor, não chores por mim,
não me perdeste.... e nunca perderás.
D`us, nosso Pai, haverá de  nos agraciar
dando vida aos nossos sonhos,
completará nossa felicidade,
unindo nossos corpos.
Se nossas almas sempre
unidas estiveram
não há como mudar esta
realidade.

Amor , não chores por mim
não me perdeste... e nunca perderás.
Haja o que houver,
passe o tempo que passar
me custe o tanto que  custar...
preste bem atenção:
__Seremos sempre um do outro
isto é inevitável, já ficou decidido
por nós, pelos homens, pelos céus...
Por isto:

__Amor , não chores por mim
não me perdeste e  nunca perderás!!!



publicado por SISTER às 13:50

Meus olhos testemunham a marginalidade
e a mendigue dos homens sem rosto
que se passeiam de cá para lá nas ruas da
cidade, onde todo um novo calvário é proposto.

Jovens desfigurados e magros, enveredam
pelo mundo da droga, sem ter muito porque
haver, senão o velho caminho sem retorno
onde o sol não entra e a violência toma lugar.

Uma figura de cartão vai pela rua dizendo
coisas sem nexo, amarrando o passado
à corda da cintura, olhos lacrimejantes
sem uma expressão sequer em sua face.

E na loucura mole da infância crianças fazem
chacota do louco que se põe a praguejar
para contentamento dos jovens, também
eles perdidos (sem o saberem) para esta vida.


publicado por SISTER às 13:49

Quem dera resgatar as ondas cavalo
e a espuma de galgos para te ofertar
o mar em colo teu, para que nele
pudesses banhar toda a tua beleza.

Quem dera cobrir-te de flores e afins
de nardos te vestir, de malmequeres
e de jasmim e entregar-te em mãos a
chave da natureza vivificante em flor.

Quem dera ter das montanhas e dos picos
o ar purificado que sorverias com alento
em tua face rosada e ver-te correr de serra
em serra a meio aos pinheiros bravos.

Quem dera ser a neve que te cobriria de
manto branco, alva tão alva como não há
e nos céus uma águia voasse em círculos
e fosse o teu corpo dentro de teus olhos.

Quem dera ser tudo e todos no seu melhor
com gestos puros e edificantes, que te
elevassem ao mais alto de ti e lá ficasses
para glória de quem te oferecera o que te deixou.

Ah, quem dera, ser poeta, para doar-te
este poema, palavra, teorema, sílaba
conjugada com a dedicação que tivesse
aquando da sua nascença e tu fosses presente.

publicado por SISTER às 13:48

Tão leve quanto folhas ao vento, voam meus pensamentos.
Que a brisa amenize minha dor,
No Sol que abraça aquecendo minh'alma,
Dissipando a saudade escondida em meu sorriso.
Procuro meu repouso, junto meus pedaços...
Sigo!

publicado por SISTER às 13:47

No passar de meus dedos, pelos teus cabelos,
Perde-los aí; como que emaranhados novelos,
Que te cobrissem o rosto e eu lhes desse vida,
Que é toda aquela que, incólume, te é devida;

E olhando os traços, de teu rosto, enfim, vê-los,
Como suaves rios, em grandes barcos trazê-los;
Sentir tua pele na minha e sabe-la já perdida,
Era tudo que eu mais queria, da flor aí nascida.

Ah, mas nem o pintor, mais destacado, ali daria,
Por terminada, sua obra! e se fulgor houvesse,
Por acabar ficaria sua arte, que nele não caberia,

Destreza tamanha, para te pintar completamente.
E mesmo que o artista tentasse e até soubesse,
Nem por tentativa, erro, eras tu verdadeiramente.


publicado por SISTER às 13:46

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
15
17

18
21
24

25
27
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO