Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

10
Jul 09

As sandálias do discípulo fizeram um barulho especial nos degraus da escada de pedra que levavam aos porões do velho convento.

 

Era naquele local que vivia um homem muito sábio.

 

O jovem empurrou a pesada porta de madeira, entrou e demorou um pouco para acostumar os olhos com a pouca luminosidade.

 

Finalmente, ele localizou o ancião sentado atrás de uma enorme escrivaninha, tendo um capuz a lhe cobrir parte do rosto. De forma estranha, apesar do escuro, ele fazia anotações num grande livro, tão velho quanto ele.

 

O discípulo se aproximou com respeito e perguntou, ansioso pela resposta:

 

- Mestre, qual o sentido da vida?

 

O idoso monge permaneceu em silêncio.

 

Apenas apontou um pedaço de pano, um trapo grosseiro no chão junto à parede.

 

Depois apontou seu indicador magro para o alto, para o vidro da janela, cheio de poeira e teias de aranha.

 

Mais do que depressa, o discípulo pegou o pano, subiu em algumas prateleiras de uma pesada estante forrada de livros.

 

Conseguiu alcançar a vidraça, começou a esfregá-la com força, retirando a sujeira que impedia a transparência.

 

O sol inundou o aposento e iluminou com sua luz estranhos objetos, instrumentos raros, dezenas de papiros e pergaminhos com misteriosas anotações.

 

Cheio de alegria, o jovem declarou:

 

- Entendi, mestre.

 

Devemos nos livrar de tudo aquilo que não permita o nosso aprendizado.

 

Buscar retirar o pó dos preconceitos e as teias das opiniões que impedem que a luz do conhecimento nos atinja. Só então poderemos enxergar as coisas com mais nitidez.

 

Fez uma reverência e saiu do aposento, a fim de comunicar aos seus amigos o que aprendera.

 

O velho monge, de rosto enrugado e ainda encoberto pelo largo capuz, sentiu os raios quentes do sol a invadir o quarto com uma claridade a que se desacostumara.

 

Viu o discípulo se afastando, sorriu levemente e falou:

 

- Mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que o outro enxerga.

 

Afinal, eu só queria que ele colocasse o pano no lugar de onde caiu.

 

***

 

Pense em como aquilo que você faz todos os dias, está influenciando os outros. Por isso, aja sempre no bem. Faça as coisas corretas, começando pelas pequenas coisas como, por exemplo, manter limpa a cidade.

 

Seja você aquele que não joga papel no chão.

 

Coloque-o no bolso, na bolsa, num lugarzinho no chão do carro. Quando passar por uma lixeira, deposite-o ali.

 

Seja você aquele que respeita os sinais de trânsito.

 

Não estacione seu carro sobre a calçada. Não estacione em fila dupla.

 

Respeite as filas de ônibus, do banco, do supermercado, em qualquer lugar.

 

Espere a sua vez sem reclamar nem xingar. Preserve a paz.

 

Não arranque flores dos jardins públicos, mesmo que seja para plantar em sua casa, em seu jardim. Preserve o que é de todos.

 

Enfim, dê o bom exemplo em tudo.

 

Ao seu lado, sempre haverá uma criança, um jovem, um adulto, alguém enfim que se achará no direito de fazer o que você faz, principalmente se você for alguém que ele respeita, como o pai, a mãe, o professor, o melhor amigo, o político conhecido na cidade.

 

E lembra-se: "mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que o outro enxerga."

publicado por SISTER às 20:30

      É aquele ponto que é ativado
      quando ao ouvido falamos
      Amo você!!!....
      falamos, sussurramos
      o coração processa...
      mais que escuta, a toda mulher excita...
      os nervos faíscam
      e musculatura tremula
      o ventre anseia
      os seios e os lábios intumesce
      o sexo pulsa
      do desejo secreções emanam
      O corpo se contorce
      a alma sequiosa fica
      pela posse... se entrega.
      Ao coração falar, te amo minha deliciosa
      e a toda você desejo saborear
      de seu néctar provar
      nos teus calores me incendiar
      no seu tesão em ti espraiar
      no teu prazer navegar
      e lhe fazer mais que flutuar...
      simplesmente delirar
      de satisfação gritar
      seu corpo me serpentear
      teu eu estremecer
      e beijar seu coração, ao ter prazer
      ao declarar, adoro você
      gosto,quero, desejo, tesão, paixão...
      amo você

    

publicado por SISTER às 20:28
tags:

      Es aquel punto que es activado
      cuando al oido decimos
      Te amo!!!....
      hablamos, susurramos
      el corazón procesa...
      más que escucha, a toda mujer excita...
      los nervios sueltan chispas
      la musculatura tiembla
      el vientre ansía
      los senos y los lábios se entumecen
      el sexo pulsa
      del deseo secreciones emanan
      El cuerpo se contuerce
      el alma ávida está
      para poseer... se entrega.
      Al corazón decir, te amo mi delicia
      y toda tú deseo saborear
      de tu néctar probar
      en tu calor incendiarme
      en tus ganas revolcarme
      en tu placer navegar
      y hacerte más que flotar...
      simplemente delirar
      de satisfacción gritar
      tu cuerpo enroscandose
      tu yo estremecer
      y besar tu corazón, al tener placer
      al declarar, te adoro
      me gustas, te quiero, deseo, pasión...
      te amo

     

publicado por SISTER às 20:26
tags:

      Por entre um céu, de múltiplas claridades,
      onde nuvens brancas, se espalham
      livremente, quase, que tocando, os limites,
      desse corrido céu, pedra a pedra,
      um, de muitos castelos, medievais,
      gasto pelo passar dos tempos,
      persiste, em sua existência, no cimo de
      uma montanha. a meio, as ameias, que só
      podemos imaginar. algumas janelas e
      uma torre de menagem.



      Coberto o chão, pelas imensas derrocadas,
      tudo se ressume a um amontoado, de pedras
      e de terra solta, autênticos escombros,
      que, nos dias de hoje, não tem quem deite
      mão, limpando tudo e recuperando, a
      maravilhosa história, que este antigo castelo,
      guarda dentro de si, por de forma a ser,
      merecidamente honrado, pelos seus feitos.



      Junto à grande torre de menagem, o que,
      em séculos, foi a sua porta de entrada,
      hoje resta, um enorme buraco negro e disforme,
      embora, ainda se possa ver, sua forma
      abobadada, de aquando, a sua construção
      original, tudo puxado, a trote de cavalos.



      E ainda que, exista um estranho fascínio,
      ao ver e passear, pela antiguidade, de um
      castelo, encerrando, toda a sua imensa
      história, por entre pedras, na sua maioria,
      caídas, à sua desgraça, sou, por assim, dizer,
      um ferrenho defensor, de que, todos os
      castelos, devam ser restaurados
      e preservados, dando-lhes novos e
      distintos títulos. o que a cultura, agradece!




    

publicado por SISTER às 20:23

Pés descalços sobre a terra macia

Pele alva de exposta suavidade

Doce contraste com o arrebol



Bela campesina de doce magia

Diferente as mulheres da cidade

Mulher lua a brilhar como o sol



Ah, minha doce campesina

No teu colo de amor perfumado

Queria agora repousar minha face



Quando a lua ao céu já ilumina

Sinto-te aqui serena ao meu lado

Como se a roda do tempo voltasse.

publicado por SISTER às 19:29

        Ela triste e chorosa
        Me pediu uma flor
        Lhe dei uma serpente
        Ela me pediu um dia de sol em sua vida
        Lhe dei puras   e negras trevas dos desenganos.


        Ele chegou - se a mim
        com olhos tristes e velados...
        Eu pedi a Deus muita força
        para abraçar seu corpo cansado....


        Me pediu chuva
        Para regar o seu jardim de felicidade
        Lhes dei dozes amargas de venenos
        Das desventuras

        Meu querido plante no seu coração
        as alegrias que quer viver
        assim terá sempre um carinho
        para do seu coração oferecer....


        Pediu-me que saciasse sua sede
         da água da fonte do amor.
        Lhe dei um abismo de  seca solidão...

        Eu já estou saciada
        com um sentimento no meu peito
        que me leva para uma linda estrada...

        Ela me pediu para eu passasse
        Minhas mãos com suavidade
        Em seu rosto
         Recebeu de mim uma coroa de espinho

        Sua mão tem a suavidade de uma pluma
        que se alastra pelo meu corpo
        e, ao percceber tanto tanta dor
        escancarei as portas do meu amor...

        Ela me pediu uma vela
        Lhes dei um túmulo
        Me deu a vida
        Eu lhe  simplesmente lhes  dei a morte

        Por este motivo  que me chamam   de miséria...

        Eu recebi uma vela que iluminou meu caminho...
        Peguei a morte e destrui todo o mal
        que queria te cercar...
        E, com uma força incrível
        acumulei no meu peito tanto amor
        que pela sua vida se alastrou....

publicado por SISTER às 18:57

      Sem amor, não há ardor
      sem amor não há inspiração
      sem amor não se faz amor
      se satisfaz mas não se tem prazer... sem amor

      Com amor se faz o sol nascer
      e a vida resplandecer
      das cinzas renascer
      e o coração se enternecer... com amor

      Com seu amor sinto na pele o calor
      do desejo seu
      em meu corpo a derreter
      no incêndio de nossa paixão
      Seu coração a se contorcer
      dançando de prazer, no meu prazer
      exaltando nossa atração
      minha mulher, minha amante, meu coração
      sequiosa sorvendo meu tesão
      doce amor, quente paixão, amante coração...com seu amor

      O meu amor se entrega por completo a você
      se desdobrando por seu prazer
      em ritmo alucinante... pulsante... vibrante
      bebendo seu prazer... amor triunfante... com meu amor

      Nosso amor nos embriagando
      em nossas seivas
      aromas estonteantes
      soros... prazer murmurante
      Pelo principio do levitar
      na insustentável leveza do orgasmo
      nível da explosão dos sentidos
      estrelas candentes,
      cadentes fogos do nosso estremecer... com nosso amor

      Se não for por amor
      amar não faz sentido
      é uma vida perdida
      vida sem amor


    

publicado por SISTER às 18:56
tags:

      Sin amor, no hay calor
      sin amor nao hay inspiración
      sin amor no se hace amor
      nos quedamos satisfechos pero no se hay placer... sin amor

      Con amor se hace nacer el sol
      y la vida brillar
      de las cenizas renacer
      y el corazón enternecerse...con amor

      Con tu amor siento en la piel el calor
      de tu deseo
      en mi cuerpo derritiendose
      en el incendio de nuestra pasión
      Tu corazón contorciendose
      bailando de placer, en mi placer
      exaltando nuestra atracción
      mi mujer, mi amante, mi corazón
      sedienta sorbiendo mi placer
      dulce amor, caliente pasión, amante corazón...con tu amor

      Mi amor se entrega por completo a tí
      desdoblandose por tu placer
      en ritmo alucinante...pulsante...vibrante
      bebiendo tu placer...amor triunfante...con mi amor

      Nuestro amor embriagandonos
      en nuestros fluídos
      aromas que nos atontan
      susurros...placer murmurante
      Por el principio de levitar
      en la insustentáble leveza del orgasmo
      nivel de la explosión de los sentidos
      estrellas calientes, cadentes fuegos de nuestro estremecer...con nuestro amor

      Si no es por amor
      amar no tiene sentido
      es una vida perdida
      vida sin amor


  

publicado por SISTER às 18:55
tags:

        Preciso saciar,

        esta fome que consome.

        Meu corpo em desejo,

        desnutrido em espera...

        Do banquete prometido,

        em dias de farturas.

        De teus beijos...

        De teu corpo...

        Vem!!!

        Mata esta vontade,

        alimenta meus desejos.

        Teus fluídos.

        Teus sentidos.

        Teus gemidos.

        Em almoços e jantares.

        Nossos corpos paladares.

        De vontades consumidos.




      

publicado por SISTER às 18:54
tags:

      Dorme a noite em tuas mãos.
      Preguiçosa, esquecida, silenciosa.
      Impregnada de dor e saudade.
      Percorre teu corpo a brisa amorosa,
      
      Das noites insones... Do amor
      Louco, posto em versos reais.
      Brincando com estrelas luzentes,
      Lençóis declamando madrigais...
      
      Dorme tua boca sedenta de beijos,
      Tua pele eriçada querendo carinho,
      Na perturbadora e longa espera...
      Do teu sonhado e quente ninho.
      
      Tua cabeça gira... Gira sem rumo
      Certo, buscando uma explicação.
      Vai se debatendo em perguntas...
      Não há lógica no amor e na paixão!
      
      Apenas noites que dormem em
      Infernos vãos, sem qualquer razão.
      Quem ama está feliz entre espinhos,
      De joelhos, e em eterna adoração!

    

publicado por SISTER às 18:53

      Não sentiu falta de mim
      quando caia a chuva
      quando ardia o sol
      quando surgia a lua
      Neste mundo só

      Não sentiu falta de mim
      quando sorria a criança
      quando partia a lembrança
      quando passava a esperança
      Nesta saudade sem fim

      Não sentiu falta de mim
      Naquele beijo diferente
      que trazia só em minha mente
      para te dar tão de repente
      quando chegasse aqui

      Não sentiu falta de mim
      Naquele sonho só meu
      de te ver no azul do céu
      assim como num papel
      sorrindo só pra mim

publicado por SISTER às 18:48

Um traço sem meta...
Sou um risco finito,
Pedaços de passado,
Um presente que podia ser bonito...
Parêntese fechado...
Sem uma vírgula acrescentada...
Nenhuma exclamação...
Uma interrogação, não interrogada...
Um ponto final não dado...
Um trecho contado errado...
Uma literatura proibida
Um capítulo encerrado...
Todos parágrafos cumpridos.
Nenhum grifado...
Vou seguindo como o curso
De um rio, como suas margens,
Que seguem na mesma direção,
Sem nunca terem se encontrado...
Sou um vertical que chora na horizontal,
Que vive no globo da morte,
Temendo pela hora fatal...
Querendo ou não, um retângulo
Me será reservado, todos
os parágrafos estarão cumpridos
E na horizontal, junto comigo,
Serão levados!...

 

publicado por SISTER às 18:47

Un trazo sin meta...
Soy una raya finita,
Pedazos de pasado,
Un presente que podía ser bonito...
Paréntesis cerrado...
Sin una coma acrecentada...
Ninguna exclamación...
Una interrogación, no interrogada...
Un punto final no dado...
Un trecho contado de forma equivocada..
Una literatura prohibida
Un capítulo cerrado...
Todos párrafos largos.
Ninguno subrayado...
Voy siguiendo como el curso
De un río, como sus márgenes,
Que siguen en la misma dirección,
Sin nunca haberse encontrado...
Soy un vertical que llora en la horizontal,
Que vive en el globo de la muerte,
Temiéndole a la hora fatal...
Queriendo o no, un rectángulo
Me será reservado, todos
los párrafos estarán largos
Y en la horizontal, ¡junto conmigo,
Serán llevados!...

 

publicado por SISTER às 18:46

      Ah! Eu te amo com meus olhos perfeitos

      Que podem enxergar toda a sua beleza
      de um corpo saudável, cuidado

      de uma alma cheia de amor...

      Eu te amo com minhas mãos
      que percorrem a sua emoção
      parando onde você tem bolsões
      de energias mal trabalhadas....

      Eu te amo com os meus pés
      que te alcançam na eternidade
      que te resgatam do passado
      que te seguem no presente
      que não tem medo do futuro...



      Eu te amo no que você tem de perfeito
      nas suas incontáveis qualidades
      nas virtudes desenvolvidas
      nos defeitos trabalhados...
      Eu te amo ao raiar de um novo dia
      até quando o cenário do mundo fecha sua cortina....
      Eu te amo deitada ao longo de uma lareira
      aquecida pelo teu carinho...
      Eu te amo na madrugada fria quando o mundo silencia
      e, eu ofereço minha paixão como um quentinho cobertor...

      Eu te amo ao ver-te chorando pelas dores sentidas
      quando eu ofereço minhas lágrimas para afogar as suas...
      Eu te amo quando abres este lindo sorriso
      dizendo SIM ao Universo nos teus mais lindos versos...
      Eu te amo em cada necessário adeus
      em cada segundo compartilhado
      em cada suspiro trocado
      nas minhas lágrimas incontáveis
      em cada vez que fazemos amor...
      Eu te amo porque tu és o amor que sonhei
      que no meu afeto idealizei
      que na minha alma tem lugar...
      Eu te amo porque acrescentas á minha felicidade
      uma enorme capacidade de SER!

publicado por SISTER às 18:45

      ¡Ah! Te quiero con mis ojos perfectos
      ¿Qué se puede ver toda tu belleza
      DE un cuerpo sano, saludable
      con una alma llena de amor...

      Te quiero con mis manos
      que pasean por tu emoción
      parando donde usted tiene bolsillos
      de la energía mal trabajada...
      Te quiero con mis pies
      que te alcanzan en la eternidad
      que te rescatan de tu pasado
      que te siguen en el presente
      que no tiene miedo del futuro...

      Te quiero no que tu tienes de perfecto
      en sus innumerables cualidades
      en las virtudes desarrolladas
      en los defectos trabajados...

      Te quiero al rayar de un nuevo día
      hasta cuando el escena del mundo cierra su telón...
      
      Te quiero explayada a largo de una chimenea
      calentado por tu amor...
      Te quiero en la fría mañana cuando el mundo silencia
      y, ofrezco mi pasión como una cálida manta...
      Te quiero al verte llorar por el dolor que sientes
      cuando ofrezco mis lágrimas para ahogar las tuyas...

      Te quiero cuando se abra esta bella sonrisa
      Diciendo SI al universo en sus versos más hermosos...
      Te quiero en cada necesario adiós
      en cada suspiro compartido
       en mis innumerables lágrimas
      en cada vez que hacemos el amor...
      Te quiero porque eres el amor que yo soñé
      que en mi afecto idealicé
      que tiene lugar en mi alma...
      Te quiero porque acrecientas a mi felicidad 
      una enorme capacidad de SER!

publicado por SISTER às 14:16

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13
14
15

19
20
21
22

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO