Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

12
Jun 08

Ainda que eu ande distante
      das coisas que falam de amor
      meu ser clama com furor

      Ainda que o dia me chame
      a trabalhar com sofreguidão
      meu corpo grita por paixão

      Ainda que eu tenha
      que amargar mil pesares
      que fazem da dúvida pensares

      Ainda assim te procuro
      por entre duendes e fadas
      em teu castelo amordaçadas

      Mesmo que eu queira
      para sempre, esquecer-te de vez
      me vejo acariciando a sua tez

      E de teus beijos me lembro
       teus carinhos reacendendo
       meu corpo rejuvenescendo

      Ainda vago nas noites
      em busca do meu alferes
      nem sei mais se ainda me queres

      As vezes falo coisas
      que eu nem mesma sei
      e depois tristonha vejo que errei

      Mas hoje não vou te magoar
      com toda a certeza meu amigo
      vou querer paz e alegria contigo

      Nas voltas que a vida dá
      em minimos instantes que sejam
      há mil ilusões que vicejam

      Num jardim encantado
      repleto de flores sentinelas
      o amor pulsa em todas elas

      Posso sentir teu coração
      batendo forte no peito
      estou apaixonada, não tem jeito

      Dizes que vou me machucar
      voce está como sempre certo
      mas a razão tomou um rumo incerto

      Está perdida em um rio
      perto do teu barraco abençoado
      onde te encontrei refestelado

      E minha emoção pura despertou
      ao som da música que se elevou no ar
      e principiamos a nos desejar

      Mas o tempo e a distância cruéis
      afastaram nossas intenções
      e parecemos sem pretensões

      Mas a esperança me anima
      a te ver de novo alvissareiro
      de sonhos também és passageiro

      E assim definitivamente te lanço
      a pergunta que não quer calar
      Em teu coração haveria lugar

      que abrigasse uma estrangeira
      que da vida apenas deseja
      se tornar prisioneira

      de um coração valente e forte
      que indique um norte
      na vida e na morte

      Nas asas da poesia viajo
      em mil fantasias me entrego
      sou cheia de sonhos não nego

      Mas o que é a vida
      senão o pulsar constante das estações
      acelerando os corações

      Tristezas e dissabores
      cedem lugar à magia e encanto
      dois seres debaixo de um manto

      fazem amor até o sol raiar
      na delícia da hora prazerosa
      que deixa a vida mais gostosa

Guida Linhares

 

publicado por SISTER às 06:47

Há muita saudade impregnada nas noites
Quarada nos varais todos os dias.
Há vozes ecoando pelas paredes
Saltando dos quadros tanto colorido,
Muita vida pulsando no respirar da cidade.
Nesse quarto de hora sem ponteiros
Sobre a cama mal estendida
A saudade já foi há muito esquecida
E a vida parece morrer me medo de viver.
 

Angélica T. Almstadter

 

publicado por SISTER às 06:46

Ah, o amor!... Mola propulsora da vida...
                                A verdade que aprendi ao te conhecer!
                                Sentimento sinônimo do poder
                                Que traz esperanças na exata medida.

                                Ah, o amor!... Tinta viva de uma aquarela!
                                Ou fonte de inspiração de um menestrel...
                                Para o pintor, faz complemento ao pincel;
                                Liga o poeta à sua musa nos versos pra ela.

                                Ah, o amor!... Comunhão de dois corações!
                                Corpo e alma unidos em um lugar qualquer...
                                Eu sou teu homem e tu minha mulher,
                                Felizes, experimentando emoções.

                                Ah, o amor!... Que entrelaçou nossos destinos!
                                Por completo, deu-nos a felicidade,
                                Sustentada por nossa cumplicidade,
                                Deliciosa nos afagos repentinos.

                                Ah, o amor!... Que me devolveu a alegria
                                Quando eu já sucumbira com meus fracassos.
                                Vieste em definitivo para meus braços...
                                E nos tornamos um só naquele dia!

                                Ógui Lourenço Mauri

publicado por SISTER às 06:45

Seduz minha alma com teu olhar penetrante,

      faz de mim homem-menino

      Retira-me a razão,

      Levando-me a este jogo sem fim de sedução...

      Lança-te em meio aos meus lençóis

      tomando-se o néctar de minha essência!

      Entrego-me neste jogo maluco, chamado paixão...



      Sim, meu homem-menino

      Tirando tua razão

      E nesse jogo maluco

      de sedução...sem fim...

      Entrego-te meu coração

      E a ti eu mostro a mim

      e toda minha paixão.



      Tua pele de seda com aroma selvagem

      Mulher tigresa...

      Desejando ser domada por mim, agora teu dono e senhor!



      Minha pele

      Meus poros

      exalam

      Perfume de sexo

      Sem nexo

      Animal...

      Desejo-te em mim

      Ser domada... sim

      E também

      Amada... com amor

      Sugada com ardor...

      Meu homem e senhor!



      Nestes instantes de prazer absoluto jogo-me em teus braços

      Confundo-me com o próprio tempo,

      Faço dele pequeno diante de nosso fogo...

      Penetrante nas entranhas mais profundas de nossas almas.



      Prazer absoluto

      Eu te desfruto...

      Ah... gostoso sabor o teu...

      Homem meu

      amado e senhor

      Dono do meu amor.

       

      A ti entrego-me sem querer saber do amanhã,

      Hoje, contigo, é a eternidade a cada minuto a teu lado

      Sempre de horas intermináveis, múltiplos gozos...

      Elevando-nos aos jardins do próprio Eros, a invejar-nos...



      Contigo vivo o hoje

      E pra sempre... eternidade

      Porém nesse momento...

      Somente insanidade

      Desejo violento

      Libidinal...

      Loucura total.






      De minha tigresa faço senhora, rainha de minhas selvas...

      Entrego-te meus segredos até então impenetráveis.

      Agora faço de nosso amor essência mais pura,

      Mais doce que mel, com gosto de pecado...

      Quero-te por todos os meus dias a fazer-me teu escravo...

      Teu senhor... Teu amor...!



      Serei tua rainha tigresa,

      Meu dono e senhor

      Meu amor

      Prometo o que quiseres

      Todos os dias, tua serei

      Meu rei!

      E quando provares meu mel

      Juro, meu amo e senhor

      Estaremos no alto do céu.

      Eu, você, nosso amor. 



      Faço de ti meu universo, meu tempo, meu sol, minha lua,

      Minha estrela absoluta!

      Viajo entre o infinito, contigo enfrento a tudo.

      Lanço-me teu defensor e senhor, rainha de meus castelos!

      Vem, vamos viver intensamente nossa paixão!...

      Entregando-se, um ao outro, da maneira mais louca,

      Sem limites, sem barreiras...



      Serás meu homem, meu mundo!

      Escolhido por mim,

      senhor absoluto da minha vida.

      Por ti quero ser querida

      Amada com tesão

      Em mim... a tua boca

      Sem limites, sem barreira

      De maneira louca

      Vivendo nossa paixão.

      Lilicys


      
 

publicado por SISTER às 06:43

 hoje eu só queria acordar sem você!

            me sentir limpa...

            não precisar te observar
            ver teus erros, engolir, perdoar

            hoje eu queria voltar a sorrir,
            sem este emprego de vinte e quatro horas
            a me sucumbir...

            não lembrar que existem telefone... pc...
            você dizendo deles dispor...
            e pra que precisas deles?

            grande ouvinte...
            ...grande amor?

            hoje eu queria não ter nojo de mim,
            nem repulsa de você...

            hoje eu só precisava de um pouco de coragem
            pra voltar a viver...

            pra não desviar meus olhos do espelho
            me reconhecer...

            só por hoje...
            pra aliviar um pouco
            pra sobreviver....

            não precisa ser pra sempre...
            só por hoje...
  Má Oliveira

 

publicado por SISTER às 06:41

Oh, magna Pátria-Mãe de minha Pátria!
      Que aos brasileiros deixou por legado
      Extenso território unificado,
      Além de preservada a língua mátria.

      Portugal, pequeno na Geografia,
      És um gigante, porém, em tua História!...
      Toda ela construída de muita glória,
      A partir da primeira dinastia.

      Lindo é o rubro-verde de teu pendão,
      Tanto quanto o nosso verde-amarelo;
      Nós mantemos na "cor da esperança" o elo
      A simbolizar um porvir de união.

      Comunidade luso-brasileira...
      Fraternidade, mescla cutural!
      É o Brasil integrado a Portugal;
      Livres, agindo da mesma maneira.

      Por ser brasileiro, sou grato a ti!
      Por meu país, que tu deste de presente...
      Sem sangue derramado... Comovente!
      Pra teu orgulho e da terra onde nasci...

      Ógui Lourenço Mauri

 

publicado por SISTER às 06:38

     
  (I)
  Teu corpo, delírio que me diverte.
  Teus afagos, sensações que me arrepiam a alma.
  Teu beijo, este néctar encantado
  Que libo com meus lábios.
  E o ar que respiro se converte
  No aroma secreto que deliro de tua pele.
  
  Ébrio de um sonho!
  E tua imagem sob noites deleitosas
  Onde violava e penetrava-me os pensamentos
  E o que se tornava perfeito
  Vinde nestas noites em sonhar contigo,
  Brandas aparições.
  
  Teu corpo! Como queria delirar nele
  E poder no sono misterioso
  Regozijar e respirá-lo neste vício a ti.
  
  (II)
  Quando aos teus beijos, combalido meu coração
  Tremendo com fervor e desejo
  De quem almeja morrer amando
  Por possuir tanto amor.
  Deliro em tua ausência com tal mórbido furor
  Que me entristeço.
  
  (III)
  Podeis te em meu coração te confortar...
  Meu coração que te cativa,
  Deleita sob tua imagem, idolatra...
  Une nos meus sonhos suspiros meus
  Ao ocultismo deste amor
  Que me subjuga a tua percepção
  E bem entendimento.
  
  Podeis te comparar a um anjo noctívago
  De sonhos meus? Um nume, ou apenas
  Uma imagem anacrônica de um alguém perdido no tempo.
   
   
  Davys Sousa

publicado por SISTER às 06:37

      Tengo un corazón gitano
      que es libre como el viento,
      como marino va buscando
      un corazón en cada puerto.

      Como dueño aún no tiene
      que haga realidad su sueño,
      este solitario corazón vaga
      de la mano con el tiempo.

      No conoce lo que es amar
      ni jamás lloró por un amor,
      pero sueña con hallar un corazón
      que quizá en un lejano puerto,
      muy pronto encontrará.

      Que es mi corazón de piedra,
      suele la gente decir.
      Que se oculta bajo una coraza,
      también escucho opinar.
      No entienden mi deseo de
      evitar que lo lastimen sin razón.

      Presumo al correr el tiempo
      que el amor nunca llegará,
      mas confío que la vida tal vez
      quiera regalarme un corazón,
      que escondido en un rincón
      del mundo, solitario existirá.

      ©SKORPIONA

publicado por SISTER às 06:36

...E, quando o sol
  já ia escorregando
  goela abaixo do horizonte,
  a lua surgiu
  como um claro sorriso,
  na boca da noite.

  Eme Paiva

publicado por SISTER às 06:35

Nos desvios por onde a vida nos leva, do que foi,

as marcas estão nos lábios!...Tatuadas na pele;

suaves, como a brisa que sopra num final de tarde.

Não há lamento, há carinho na saudade!...


Carmen Cristal

publicado por SISTER às 06:35

Tu eres el recuerdo que me gustaría olvidar
      Tu hiciste que el amor en mi corazón renaciera
      Tu hiciste la pasión de todo mi cuerpo calentarse
      Y solamente a tí dedicarme y querer

      Tú hiciste azul todo mi cielo
      Hicíste de las estrellas mis fantasías
      Hicíste del sol mis deseos
      Y del mar mis esperanzas

      Diste lozanía a mis sentimientos
      con los cuatro elementos

      En el fuego mi pasión se incendia
      en el agua en su cuerpo bañarme
      En la tierra mis caricias plantar
      En el aire tu amor respirar

      En los oceanos de la ilusión cae mi corazón
      Mi mundo de sentimientos se derrumba
      Mi futuro y proyectos hechos humo
      Con tu pérfida arte de engañar

      Y me hiciste quedarme así
      Yo mismo con pena de mí
      Mataste mi jardín
      Donde ni quiera cizaña vá a crecer.

      Joe'A

publicado por SISTER às 06:34


O amor é um sentimento unico
no nosso peito igual se sente
da mesma forma em qualquer pessoa também sente
parece até, que um somente sente, através da gente

interessante como é envolvente
independente do par da gente
por quem ou por algo se sente
de forma una, quase igual, semelhante

é como alguem nos usasse e amasse
associando, unisse pares para se amarem
por eles sentisse, através de todos amasse.
Quando se separam, desesperam, sofrem

Esquecem e em outros amores se envolvem
e novamente a amar voltam, intensamente
Nao de forma igual, mas semelhante.
É o amor virus...a todos contaminando
Joe'A

publicado por SISTER às 06:33

Sem saber como
                  numa encruzilhada de destinos,
                  apareceste,
                  nem me fixei em teus olhos,
                  nem tu tão pouco,
                  somente que começamos a conversar,
                  a nos escutar.
                  O tempo nos deu uma piscadela de
                  cumplicidade,
                  brincamos,
                  começamos a ser amigos,
                  começamos brincando.
                  Mas tu estavas perdida,
                  lagrimas de tristeza,
                  eu vivia em meu mundo
                  mágico de cores,
                  me descubria,
                  me sentia,
                  Vivia.
                  Sem dar-me conta  transmiti o que meu
                  coração sentia,
                  sem dar-me conta do que ansiava o teu,
                  corações de prata que se aproximaram
                  cheios de sonhos,
                  almas gemeas que começaram amando
                  em um mundo mágico,
                  inventamos carícias,
                  iinventamos de novo o amor,
                  onde seguiu sempre,
                  jogando com nossos corações.
                  As vezes,
                  ainda que me sinta perdido de amor,
                  quero que saibas que vôo somente de vez em quando,
                  quando menos esperas, a espera,
                  e ainda que com o tempo tu já me
                  conheces melhor que eu,
                  sabes companheira amante,
                  companheira de minha vida,
                  que somente saio a voar,
                  para saudar as estrelas,
                  para brincar com os entardeceres,
                  para indagar nos meus silencios,
                  em minha própria história,
                  mas teu coração sabe que para sempre
                  apareço,
                  que volto a brincar com a magia de tuas carícias,
                  com a cumplicidade de teu olhar.
                  Aí estas sempre companheira,
                  olhar do meu próprio olhar,
                  tu que me ensinas,
                  me entregas a cada segundo,
                  tu que  me fazes sentir sempre,
                  o amor que nunca tive,
                  aí estás,
                  eterna,
                  como o é semrpe nosso amor,
                  nossa amizade,
                  o olhar mágico de teus olhos,
                  cheios de entardeceres, de mar de
                  estrelas,
                  de pequenos detalhes que fizemos
                  imensos como os sonhos de nossa
                  vida,
                  carícias que crias a cada dia,
                  tua doce voz sempre falando com meu
                  coração.

                  Te quero companheira,
                  te quero meu amor
                  nunca  esqueça ...

               


        enrique martinez

 

publicado por SISTER às 06:32

Asilado em meu espaço vazio...
        Meditando...distanciado de um mundo
        de mentiras,.. inveja e rancores.
        me encerro em meu próprio mundo.

        Tanta confusão em meus pensamentos...
        Sentindo que o tempo me devolve a vida...
        Sarando as mais profundas feridas.
        Espaçando as névoas do desamor
        e da agonia.

        Na solidão do meu espaço vazio...
        Onde somente encontro essa paz......
        Que acaricia minha alma, e da vida ao meu coração
        enfraquecido. 
     

                 Bellasalvaje    

publicado por SISTER às 06:31

 Hoje não é o dia de nos ver
          e eu aqui suspirando,
          Pensando em voce e
          voce pensando em mim,
          Pensando no dia do nosso,
          Próximo encontro.

          Esse algo que nos separa,
          Esse seu compromisso,
          De que voce é casada,
          De que a ele esta ligada.

          Sei que me ama,
          Sei que deseja a mim,
          e quando tem frio,
          A unica coisa que quer,
          É  estar ao meu lado.

          Mas aqui estou esperando o dia,
          Do nosso próximo encontro,
          Esse dia onde esse momento,
          Se faz eterno,
          e onde seu corpo e o meu ,
          Se enchem de desejos.  

          Omayra       
  

publicado por SISTER às 06:30

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO