Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

31
Mai 08

Tens a mim...
       com rimas e estribilhos,
      para cantar e recitar poesias ,
       e discorrer magias
       neste mundo de ilusão.

      Tens a mim...
      fazendo juras de amor,
      à procura de atenção
      contemplando minha imagem,
       e usufruindo de seu coração.


      Tens a mim...
      bordando com todas as letras,
       seus anseios e desejos escondidos,
      procurando abrir novos caminhos
       para podermos amar.

      Tens a mim...
      para todo e sempre,
      respeitando e colorindo,
      todos os instantes e momentos
      de nossos dias .



      JOSÉ ERNESTO FERRARESSO

 

publicado por SISTER às 07:05

Queria ter um amor para a vida inteira,
Mas é pedir muito a natureza que nos faz ímpar
Vivemos sozinhos a procura de sermos amados
Quando na verdade temos
A nós mesmos como fiéis companheiros
Não se macula uma inocência
Com vãs palavras
Não adie um sonho que alguém possa ferir
Confie em você e nos seus princípios
Viva em paz consigo mesmo
Nada mais além a te impedir.

Nanci Laurino

publicado por SISTER às 07:04

Queria ter um amor assim
Intenso, sensato, capaz de amar,
amar para a vida inteira.
Mas.
Hoje não há quem queira
nem se entregue por inteiro
assuma esse sentimento
contentam-se com metades.

Isa Andrade

 

publicado por SISTER às 07:04

Tempo parado em  reflexão
Momentos eternos  passando,
Sentindo a batida da solidão
E  neste tempo sigo caminhando.



Minutos em horas se transforma
O coração parado nessa espera,
Marcando a batida na demora
Lento, frágil nessa quimera.




Reflete o tempo, em espera
Pausando devagar o respirar
Morrendo aos poucos sem lamentar.





Reflexo, reflexão, tempo em agonia
Oras passadas, vida sem aurora
É o tempo levando a alegria.

Teka Nascimento


 

publicado por SISTER às 07:03

Tempo de ver, rever...

Instantes que se vão

Lembranças que tomam a alma

E projeto-me  frente ao desconhecido

 

Segundos que se faz horas

Os olhos a buscar no infinito

O amor que não retorna

Aos poucos a dor toma-me

 

Soluços lagrimas que se vão

Marcando a pele antes desejada

Entregando-me a mortalha que espera

 

Quando a agonia  encobre a alma

Vem o arco-íris a anunciar nova aurora

E com a ela a esperança de tua volta



Paulo Nunes Junior

publicado por SISTER às 07:02

30
Mai 08

Mi soledad está bien acompañada,
      abrazada a nuestros recuerdos
      de tantos buenos  momentos que tuvimos
      y la certeza de que más tendremos

      Que falta su toque me hace!
      así como el hálito que su beso contiene
      en la amplitud que su abrazo tiene
      cuando de cuerpo y alma me rodea

      Recuerdos que arrulan mi cuerpo en añoranza
      en los brazos de la noche
      en los deseos del breve despertar en días de tí
      con nuestros sueños despertados en las realizaciones

      Repleta de tí, completa de nosotros
      que otra vez saciarán nueva añoranza
      en estas idas y venidas de nuestras realidades
      en el sueño de de un solo sueño tenernos

      Joe'A

 

publicado por SISTER às 06:53

Eram casebres  de pescadores  em  praias distantes,
 pouco habitadas . Dentro, quase nada havia.
Apenas  algumas pessoas , vagarosamente, se moviam.
Em cada olhar   uma  sabedoria  ,
 em cada prateleira  uma relíquia trazida de mares
   navegados.  Uma arcada de  tubarão virava rústico
 relógio de parede . Uma concha maior , um porta- jóia
onde se  guardava  colares de seixos .
Flores plantadas em  latas  de óleo ,
enfeitavam as   pequenas janelas .
A conversa em voz  baixa contava casos de navios
naufragados ,  jangadas   e   velas.
Barcos pesqueiros  que desapareciam em ondas
gigantes e ventos boçais ; deixavam  lágrimas viúvas
em rostos apagados de saudades.
As rugas ao redor dos olhos  vincados pelo
sol constante , escondiam um olhar distante
mas   ainda   cheio de   expectativas.
Hoje , o mar estava para peixes .
Empurraram o pequeno pesqueiro azul e
branco com cuidado , chamado Leonora ,
 para além do arrecife e foram.
 Daqui a dois ou três dias, de volta estariam.
Enquanto  cozinhavam  cabeças de camarão
e patas de siri  para o caldo do almoço ,
 Leonoras  pensavam  na vida. Na vida !
E dos seus lábios   saiam espremidas ,
pequenas preces inventadas,
  decoradas , repetidas...sábias.


lu.ferretti


 

publicado por SISTER às 06:52

 Meu amor é tanto maior, quanto o amor, que tenho pelas pessoas.



                  Saber amar é amar-se a si próprio, como a nenhum outro, assim
                  sendo, amo sem restrições, quem me cerca.



                  Nada procuro nas pessoas, que elas não possam dar a si mesmas,
                  eu sou apenas o porto e o ponto de partida.



                  Amo até ao âmago de minha existência: não diferencio cor, crença
                  ou estatuto, qual o amor, que tenho para dar e receber.



                  E se alguém estende sua, à nossa mão, devemos
                  corresponder, de igual forma, o gesto tido para connosco.

                   

                  Amor é dádiva e partilha: é um bem-querer, querer bem, que tem
                  de ter, à partida, o respeito e o cuidado, para com os demais.



                  Só no amor me encontro e realizo-me, ser merecedor, desse amor!



                  Jorge Humberto

publicado por SISTER às 06:51

Porque sendo tao linda como voce é,
      sem querer, chora sózinha pelas noites?
      se sente só?
      esta enamorada?
      ou talvez nunca lhe tenham dito lindas palavras...


      Pois lhe direi...
      Nao tem porque estar triste.
      Pois afinal lembranças sao somente isso
      Lembranças.
      Mas nao permita que lhe chegue a tristeza.
      porque, como uma flor poderá ir murchando.

      Nao deixe se levar por coisas tristes,
      pelo contrario, sempre pense na alegria
      e esquece logo de chorar
      por uma lembrança que tenha chegado em sua mente.

      De ao seu rosto sempre a vida..
      e nao permita que ninguem  por voce decida
      porque voce é algo grandioso que nasceu
      graças a um Deus a Quem deve estar agradecida.

      Voce é muito linda...
      mas nem sempre importa a beleza,
      nunca permita que o medo lhe domine
      e pense antes de dizer cada palavra
      para que se mantenha livre e no mais alto dos seus ideais
      e assim nao ter jamais medo do futuro.
      Voce tem tudo para ser o que desejar,
      e prestar atenção ao que tem nos caminhos
      e se um dia sem querer voce tropeçar
      toma como exemplo, para jamais repetir.

      Voce tem beleza, talento, inteligencia
      que mais quer pedir a vida?
      mas mesmo sendo como voce é
      nao deves se conformar apenas com o que tem.

      Desde que nao seja egoísta!!
      quando alguém lhe pedir, de-lhe a mão
      e nao permita que nunca o ódio chegue a voce
      porque o odio e o amor nao combinam
      e voce deve amar por toda a vida.

      Amar a quem lhe ame...
      mas nunca odiar ainda que lhe odeiem
      grava este conselho
      e quando estiver triste:
      ria, cante, escreva
      mas nunca chore
      porque talvez esse alguem,
      avalie bem, talvez
      nao lhe mereça...

     

  Emigdio Gomez    
                                              

publicado por SISTER às 06:50

Ali estavas
      como sonhava em sentir sua pele
      envolta com meu corpo
      e lhe cobria com meu peito
      sonhava tão alto
      alçava minha asas ao céu
      e ali estavas...em meus sonhos

      como sonhava em cruzar nossos olhares
      e sentir suas palavras
      como aquela canção doce
      que chega até a alma,
      e meu peito, seu refugio,
      e meu coração, sua casa.

      e ali estavas...em meus sonhos,
      em tudo que eu desejava,
      como queria sentir seus labios
      a molhar-se nos meus,
      sentir suas caricias
      perder-se nos meus sentidos.

      e ali estavas..em meus pensamentos,
      e docemente penetrou
      no meu distante coração,
      ali estavas o tempo todo,
      hoje, nao sei onde ficou
      a lembrança deste amor.

     

      Janeth G. Barjau    
   

publicado por SISTER às 06:49

Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO