Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

27
Jan 08
Vida vida
  Como pode ser
  Tento me achar
  Mas vivo a me perder
  
  Quando penso
  Estar certo
  Estou completamente
  Errado
  
  Quando achei
  Que ia me dar bem
  Foi ai que me estrepei
  
  Vida vida
  Não sei mais
  O que fazer
  Já que não faço
  Nada certo
  Errado não quero ser
  
  Quero respostas
  Mas, só tenho perguntas.
  Quero soluções
  Mas só arrumo problemas
  
  Vida vida
  Quero parar de remar
  Contra a corrente
  Quero parar de andar
  De encontro ao vento
  Quero aprender
  Com o bambu
  Que se enverga
  Mas não quebra
  
  Quero aprender a ceder
  Pra poder vencer
  Quero ser humilde
  Sem ser humilhado
  Quero ser humilde
  E não capacho
  
  Quero olhar e ver
  Quero ouvi
  E compreender
  
  Quero a alegria
  Porque conheço a tristeza
  Quero o amor
  Porque já sofri a dor
  De amar sem ser amado
  Quero a paz
  De ouvir o mar
  Na concha do caramujo
  Que há muito
  A concha abandonou
  Mas que ali
  O som do mar deixou
  
  Quero na amizade
  Encontrar abrigo
  Ou simplesmente
  Um amigo
  ABittar
publicado por SISTER às 06:10

Essa pessoa que tanto falas,
  É de certo, uma Mulher de sorte,
  Pois que tem o amor de dois Homens,
  O Poeta e o Homem que é só ternura....

  Seu coração tão lindamente entregue,
  Rasgando o peito, expondo aos olhos
  Bate suavemente sua cadência,
  Melodia exata do amor puro que perdura!

  Ele vingará, e dará testemunho,
  A tantos que no amor não mais acreditam,
  Seu amor será sempre recompensado...
  Pelo eterno amor da escolhida! 

  Nanci Laurino

publicado por SISTER às 06:10

Passeava eu muito descansado quando
                  Vi que, no passeio, uma mulher chorava.
                  Perguntei-lhe, porquê, de tal desengano,
                  Enquanto uma palavra assim balbuciava:

                  Meu marido usou-me co outra, cismando,
                  Levou-me filhos, deixando-me enganada,
                  Com parca renda, que, aqui, vou usando,
                  Para não morrer sozinha nem esfomeada.

                  Passei-lhe as mãos, pelo cabelo, revolto,
                  E disse-lhe: do nada, teus filhos surgirão,
                  E verás o mais pequeno no maior envolto.

                  Por isso mulher, pára de chorar, que já foi,
                  Faze um sonho maior, para a tua geração,
                  O que agora te queima mais tarde não dói.

                  Jorge Humberto
publicado por SISTER às 06:10

Paseaba yo mucho descansado cuando
                  Vi que, en el paseo, una mujer lloraba.
                  Le pregunté, porque, de tal desengaño,
                  En cuanto una palabra así balbuceaba:

                  Mi marido me usó con otra, cismando,
                  Me llevó hijos, dejándome engañada,
                  Con parca rienda, que, aquí, voy usando,
                  Para no morir solitaria ni esfumada.

                  Le pasé las manos, por el cabello, revuelto,
                  Y le dije: de la nada, tus hijos surgirán,
                  Y verás el mas pequeño en El mayor envoltorio.

                  Por eso mujer, para de llorar, que ya fue,
                  Hace un sueño mayor, para la  generación tuya,
                  Lo que ahora te quema mas tarde no dolió.

                  Jorge Humberto
publicado por SISTER às 06:10

 Reclusa
                  em meu próprio eu,
                  vi a vida desmoronar;
                  a ilusão morrer,
                  o sonho apagar...
                  Foram tantos
                  os dias de tristeza,
                  que pensei
                  não mais ter
                  forças para continuar;
                  temdo em mim,
                  apenas,
                   aquela vontade
                  de desistir...
                  Mas,
                  pelo controle
                  que temos sobre
                  nosso destino,
                  na fé que nos faz fortes,
                  busquei,
                  lá no fundo,
                  um resto de esperança
                  e com ela,
                  mesmo ferida,
                  com a alma sangrando,
                  levantei.
                  Abracei minhas dores,
                  sequei as lágrimas
                  e voltei à vida
                  e, por Deus,
                  nesse instante,
                  para mim tão sofrido,
                  te encontrei,
                  e tu, paciente,
                   companheiro,
                  amparando  minhas amarguras,
                  com amor e carinho,
                  abriste caminho,
                  levando-me até o sol
                  e lá,
                   a teu lado,
                  vi um novo amanhecer
                  e nele, contigo,
                  encontrei
                  uma nova forma de viver.
                  Amando sem cobranças,
                  vivendo o presente,
                  com intensidade,
                  esperando com tranquilidade
                  o momento seguinte,
                  sorvendo da vida,
                  com vontade,
                  todos os sabores,
                  agradecida por cada conquista,
                  sendo a real verdade,
                  do que se é:
                  um ser humano,
                  capaz de cair,
                  mas, também, de levantar
                  e voltar a caminhar,
                  ser feliz,
                  renovado na esperança
                   de sobreviver
                  a qualquer desesperança;
                  parte do Universo,
                  sabiamente criado por Deus,
                  uma fortaleza de amor,
                  Filho da Fé...

  Carmen Cristal
publicado por SISTER às 06:10

Senhor, Olhai pelo meu amigo!
      Que as pedras sejam removidas do

      seu caminho,
      Que tenha forças para carregar

      seus fardos,
      Que encontre coragem
      para resistir ao mal,

      Que possa ver o amor em todos os seres,
      Que seja abraçado pela lealdade,
      Que encontre conforto e saúde
      se estiver doente,
      Que seja próspero e saiba partilhar,

      Que tenha paz cobrindo seu espírito,
      Que sua mente obtenha os conhecimentos,
      Que use sabedoria para aplicá-los,
      Que saiba distinguir o Bem do mal,
      Que tenha Fé
      para manter-se forte na dor.

      Senhor,
      Olhai pelo meu amigo!

      Protegei cada passo que ele der,
      Que a cada novo dia
      ele aceite o novo,
      Que saiba alegremente
      comunicar novidade.

      Que Vos sinta em todos os momentos
      E que tenha o Vosso colo
      por toda a Eternidade.

      A.D.
publicado por SISTER às 06:10

En Camboya, por culpa, de un déspota asesino,
                      En que ley no había, sino la Marcial, color de añil,
                      Millares de camboyanos, intentaram huír del peligro,
                      Encontraron la muerte en los campos, culpa de un fusil.

                      El Khmer Rojo, diciéndose del pueblo, el amigo,
                      Seguía las órdenes de la Unión Soviética: gente servil,
                      Combatiendo en las calles de Phnom Penh, el enemigo,
                      Cuando desciendan de las montañas en estado febril.

                      Claro que, para unos y otros, o sumenos es el pueblo,
                      Muertos por una bala perdida o al golpe de catana:
                      Apilando craneos, en bambú, como si de un huevo.

                      Y, no eran sólo las balas, que mataban las gentes,
                      Muchos, sin tener lo que comer, arremetían por sacana,
                      La  añoranza de sus casas y de sus críos cientos.

                      Jorge Humberto
publicado por SISTER às 06:10

Sei que trago resquícios de rua, o medo de perder,
                    O que tanto conquistar me levou, ao mundo vencer
                    Com todas as suas armadilhas e se acaso fraquejo
                    Eis que me amedronta e teme, se cego nada vejo.  

                    Meu linguarejar era rude, para os bandidos vencer,
                    Mas aquele não era eu, mas forma de me submeter
                    Ao que esse mundo me pedia, co todo seu traquejo
                    E onde imperavam as armas, de mui fácil manejo.

                    Mas o que nunca perdi foi o amor, para dar a quem
                    O quiser aceitar. Que quem comigo ficar, negará
                    Muito de sua vida, pra no fundo de mim ver alguém.

                    E, é por isso, que eu ainda discuto por banalidades,
                    Ofendendo a quem não devo nem o merece já,
                    Pois no meu brasão, do Olimpo, as mil divindades.

                    Jorge Humberto
publicado por SISTER às 06:10

...a ti mujer que ya amaste
                        ...a ti mujer que te apasionaste
                        ...a ti mujer que ya sufriste
                        ...a ti mujer que has sentido los dolores del desamor

                        Pero nunca perdiste las esperanzas en el amor
                        aún sufriendo,aún cayendo ...
                        luchaste por siempre por el amor
                        Pués en tu corazón él palpitaba .

                        Mujer que vives de las emociones
                        Que piensas con los sentimentos
                        Que tu razón es la razón del corazón
                        Que buscas realizarte por el amor

                        Mujer de piel y voz suaves
                        de cuerpo con redondeces
                        que articulas de  una forma personal 
                         y con la diplomacia del  cariño.

                        Que colocas el  corazón frente a la razón
                        Que das apoyo , que acaricias con tus manos
                        Que das amparo , que das perdón
                        Que das  a luz, que eres parte de la creación .

                        Danos tu   poesia
                        llénanos de pasión y alegría
                        Sacia nuestros deseos
                        E  inspira  de mucho  amor en  nuestros corazones .

                        Mujer ... juntos somos más que la  razón
                         aumentas mucho más las emociones ,
                        y el arte , y la  poesia, y la canción ...
                        sólo con  el espiritu  de  tu corazón

                        Joe'A
publicado por SISTER às 06:10

As abelhas fazem mel
Não é dificil entender
O relógio anda
Passos ligeiros do tempo

Amor e sexo
Quatro letras
Preliminares,sincronismo
Não espere mais

Ando escrevendo na cama
Você não esta aqui
Para conversarmos
Sobre a origem do universo

Minhas estrelas candentes
São completamente surdas
Preencho formulários do mal
A felicidade não move músculos

Tantas letras,tantas palavras
Dúvidas da carne, fácil pensar
Nem uma linha num jornal
Nem uma notícia num blog

Pensamentos aéreos
Não discuto com a razão
Espíritos,demônios e deuses
Tudo perdido no papel

Carlos Assis

publicado por SISTER às 06:10

Leia de baixo para cima
Não sei mas escrevi assim
O poema nasceu
Do amor seu

Arrancado do nada
Cuspido da escuridão
Xingado
E amaldiçoado

Feche os olhos e sopre
Esta chegando
Falta pouco
Faça força

Mas elas acontecem em quantidade
Ninguém espera alegrias
O dia de amanhã vai ser lindo
Vai dar tudo certo

Feche os olhos e sopre
Esta chegando
Falta pouco
Faça força

Carlos Assis
publicado por SISTER às 06:10

Se você perdeu o amor da sua vida,
            por amor a sua vida,
            não perca o amor próprio.
            Se você perdeu o emprego recentemente,
            não perca a capacidade de trabalhar,
            renove-se.
            Se você perdeu um caminho ou direção,
            não perca a capacidade de guiar-se.
            Se você perdeu dinheiro ou bens materiais,
            não perca a força do trabalho que reconstrói.
            Se você perdeu o ânimo e até a esperança,
            não perca a capacidade de sonhar.
            Se perdeu o sono,
            ganhe o dia.
            Se perdeu o trem,
            vá a pé.

            Em todas as experiências negativas,
            em todas as supostas derrotas
            escondem-se tesouros.
            Ora, só perde algo aquele que um dia encontrou,
            então, um dia você amou, viu, apostou, realizou,
            sentiu o gosto da vitória,
            sabe como ela é,
            agora sabe onde não errar e isso não tem preço.


            Paulo Roberto Gaefke
publicado por SISTER às 06:10

Estou sempre pensando que não estou pronto, achando que não chegou à hora.. "tudo tem seu tempo"..todos parecem ser idiotas, mas talvez eu seja mesmo o maior idiota desse mundo... "Respire através dos calores do seu desejo até que seus sentidos entorpeçam e que sua carne se retraia...então quando ela esfriar fale através do terremoto, do vento e do fogo..sua alma é fluorescente, brilha na escuridão, porque ela é iluminada por dentro."
  Tem dias que tudo parece estar fora do alcance das mãos, então tenho que deixar a alma tomar o controle de tudo, esqueço do corpo porque no momento ele não me serve mesmo pra nada. Torno-me sideral, minha história tem mais de cem mil anos o que são esses trinta e três perto dessa imensidão de tempo? Eu nunca estarei velho demais pra nada com cem mil anos de idade.
  Por qualquer caminho que eu siga preciso cantar... "ela tem cabelos da cor da noite, pele de alvorada, sorriso de neve, cheiro de floresta"...sou um caçador de nuvens, sou perseguido por carros, sou ungido pelas pedras, sigo o chamado do mar.. "antes do mundo acabar o mar devolverá seus mortos, eles estavam adormecidos em seu fundo esperando a hora de voltar".A noite não é mais uma criança, ela cresceu demais e não sabe mais brincar, por isso é preciso amanhecer para despertar com esperança.
  Você costumava me trazer o sol todos os dias, você costumava me levar pra caminhar pelo espaço por entre as constelações, o céu do nosso quintal era o nosso jardim... "essa versão do nosso amor eterno prevê que tenhamos um filho chamado Nicolas e uma menina que ainda não sei o nome...desata o nó dos seus pensamentos e pergunta ao pó onde me encontrar..sobe na garupa da terceira onda que quebrar na praia, vamos seguir o caminho que o reflexo da lua desenha na superfície do mar...coloca aquele teu vestido cheio de miçangas pra me esperar..."
 - Papai?
  -Oi meu filho.
  - Por que temos que morrer um dia?
  - É o destino de todos nós....
 - E a vida acaba mesmo quando termina?
  - Não meu filho, a vida nunca se finda...
  
  Por toda a minha vida te escreverei cartas e sei que elas vão de alguma forma te encontrar, elas foram o jeito que encontrei pra que você soubesse que estou eternamente a tua procura....quando ler algo que reconheça sorria porque eu também estarei lhe sorrindo do outro lado.



  Andre Luis Aquino

publicado por SISTER às 06:10

Hoje me vi num espelho,
Olhei-me de pertinho,
Achei-me meu olhar
Diferente, triste...
Não sinto na minha alma
O que o espelho me mostra,
Dizem que a alma não envelhece,
Só corpo padece...

Essas dúvidas provocam frustração,
Em alguns a tristeza, noutros depressão,
Mas, parece que não adianta reclamar,
Deve-se, então o espelho evitar?
Uma sugestão é tentar acreditar
Que envelhecer é o privilégio
De se viver mais.

Não é bom nos auto-enganar,
Sim, evidenciarmo o que temos de positivo,
Sem nos envolvermos em fantasias,
Porque elas são fugazes,
E conflita com a realidade
Quando formos em busca da verdade...
Nesse momento só prevalece a razão.

Mas tudo é muito confuso,
Em nossos derredor,
Há uma descabida agitação
Nos conflitos da tecnologia,
Onde não há razão e nem emoção,
O homem foge da espiritualidade
Ao viver em busca da velocidade,
Como se isso fosse solução
Para a essência da vida...

Meus versos contrariam
Os meus princípios que são apoiados na fé...
Pensando bem, a fé pode ser solução,
Devemos, diante disso, então,
Reler os preceitos e nos entregarmos à oração,
Virá o alívio pela fé, esperança e caridade,
Que são as virtudes teologais...

Ao serem aceitos esses preceitos
Criar-se-ão na nossa mente, novos conceitos,
Haverá, então, a aceitação da realidade,
O fruto será a felicidade e o prazer de viver,
Sem o medo da verdade.

®Tarcísio Ribeiro Costa

publicado por SISTER às 06:10

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO