Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

27
Out 07
Sou menor do que o seu polegar;
Moro no bolso das pessoas.
E ali que passo as horas e me divirto .

Acho que você nunca me viu,
pois sou mesmo pequeno para se perceber.
Embora eu esteja com você o tempo todo,
duvido que a gente ja tenha se conhecido.

Antes de eu me tornar um Anjo...
Eu era um duende numa flor.
Foi o próprio Deus quem me tomou em suas mãos,
e me conferiu poderes de Anjo.

Agora Deus conta com muitos Anjos
e Ele os instrui em grupos.
E passamos a ser Seus olhos, ouvidos e mãos...
Somos instrumentos especiais a Seu serviço.
E devido ao fato de Deus ser tão ocupado,
e ter tantas coisas para fazer;
Ele disse que minha tarefa seria
a de tomar conta de você bem de pertinho.

Ele me enfiou no seu bolso,
abençoando você com a proteção dos Anjos;
alertando-me que eu jamais deverei abandonar você,
e eu prometi estar sempre a seu lado.
Conte comigo!
Que a proteção dos anjos envolva vc...
Beijos no seu coração!!!
Descomheço a autoria
publicado por SISTER às 07:59

Enciendo un cigarrillo
Pasa de largo un coche distinto.
 
Esto todavía va a matarme
Bueno… yo intento conformarme.
 
No es que no aprecie la vida
La encuentro bién devida.
 
Golpeo callado el cenicero
Y voy en un lujoso cruzero.
 
Talvez vaya para las Caraibas
A hacer surf en las avenidas.
 
Rayos! otro cigarrillo!
No es de admirar el súbito catarro.
 
Y assí acaba el sueño aduanero
Pués me falta el dinero.
 
Prometo… cigarrillo nunca más!
Pero ¿porque digo yo… jamás?
 
En este intervalo de un poema
Levanté la mayor celeuma.
 
Y ni assim gritando
Dejé de fumar.
 
Jorge Humberto
publicado por SISTER às 07:59

Fossem os homens todos dotados do sentimento da crença...

Quem dera a brisa pudesse te ofertar sempre algo...

Quem dera sempre existir alguém que fale contigo

e te faça acreditar que és amado...

Quem dera sempre termos alguém para poder abrir nosso coração...

Quem dera todos conhecessem a fé...

Quem dera nosso coração permitisse a entrada de muitos...

Quem dera termos saúde e vitalidade sempre para os cuidados de nossa sobrevivência...

Quem dera estarmos sempre tão próximos a Deus...

Que ele seja nosso grande guardião e protetor...

Quem dera podermos corrigir nossas escolhas

E, poder enfim, escolher e comandar nosso coração como grandes ditadores

a dizer: este sim, aquele não...

Viveríamos somente da razão.

E  ai?  Como ficaríamos sem a emoção,

e sem o amor?

Sem sonhar o homem certamente morre....

 

 

Paulo Nunes Junior

 

publicado por SISTER às 07:59

Na vida, as coisas são como têm de ser.
Nem sempre acontece o que se quer.
Tudo é possível, dentro da relatividade
das possibilidades e das percepções.
O que comove um, pode irritar outro.
As coisas da vida são como o rabo de um jumento:
 balançam para lá e para cá...
Quem é radical na postura
 filosófica, religiosa, humana ou espiritual ,
dança feio nas pistas da relatividade.
Na natureza, nada é fixo; tudo vibra, tudo muda.
A única coisa imutável é a lei cósmica de que tudo muda.
A flexibilidade é a grande firmeza,
como ensinavam os antigos sábios taoístas.
Por isso, o bambu novinho não quebra contra o vento:
ele é flexível.
Já o bambu velho é ressecado e duro;
contra o vento, quebra facilmente.
Os antigos iniciados celtas também ensinavam algo parecido e usavam,
como exemplo didático, o instinto da tarântula, quando tecia sua teia.
Essa aranha – uma das mais venenosas dentre os aracnídeos –,
prende as pontas de sua teia em pequenas plantas ou em ramos flexíveis.
Dessa forma, quando o vento sopra contra,
sua teia não se rompe, pois sua base não é rígida.
A teia até balança muito,
em conseqüência do movimento dos ramos onde está atada,
mas não quebra.
Na flexibilidade de suas bases está a firmeza!
Logo, quem é rígido nas coisas da vida corre o risco de quebrar feio.
Como diz o ditado popular:
“Nunca diga nunca”!
Não leve as coisas para o lado pessoal,
nem dramatize o que acontece.
Certos eventos rolam por causa da relatividade das possibilidades.
Tudo é possível.
Por isso, abra a mente.
Agora, faz calor; mais tarde, ventará;
e depois, virá a chuva.
Isso não tem nada a ver com você,
é só o jeito da natureza e seus ciclos vitais.
Com você presente ou não,
o mundo continuará girando sem parar...
Quer você ria ou chore, a natureza é do jeito dela!
Então, de que adianta se agitar e reclamar
porque o tempo não está como você quer?
E, dentro de você mesmo, não é assim também?
Tem hora em que você está bem quente, irritadão.
Em outros momentos, frio, desinteressado.
E, às vezes, chove torrencialmente em seus olhos - choro.
Preste atenção: a natureza não tem nada contra você.
Se toque: você não é vítima de coisa alguma.
Quando o vento vier, seja como o bambu novinho:
balance, mas não caia!
Quebrar, para quê?
E, quando tecer os pensamentos e intenções em sua mente,
que suas bases sejam flexíveis.
Agora faz calor; mais tarde, ventará; e depois virá a chuva.
Da mesma forma, agora é primavera;
em breve virá o calor do verão;
depois, o outono refrescará a atmosfera;
e, finalmente, o frio chegará com o inverno.
E tudo o que nasce, vive e cresce, fenecerá no fim do ciclo...
E viverá além, em outros ciclos astrais, sempre seguindo...
A natureza é o que ela é!
 Quer você ria ou chore, tudo passa...
E, da próxima vez que o vento da vida vier de frente com você,
qual será sua reação?
Bambu velho e rígido?
Ou bambu novinho e flexível?
Tecedeira com bases fixas?
Ou a sabedoria da tarântula nas bases flexíveis?
Nada de tempestade em copo d’água!
Dê um tempo na agitação e na sua irritabilidade.
Esfrie essa fervura!
Pode ser que haja ventania vindo por aí...
ou não!
Quem sabe?
  Wagner Borges
publicado por SISTER às 07:59

Seja alegre e otimista
Saiba levar sua cruz
Só assim você conquista
A doce Paz do Mestre Jesus
Não perca tempo na vida
Olhando só para trás
Só na estrada florida
É que colhemos a Paz.
 
Ao amigo de caminho
Procure estender a mão
Pois não caminha sozinho
Quem tem ao lado um irmão
Feliz quem caminha sorrindo
Sempre com a Fé renovada
E com as mãos espargindo
Gotas de Paz orvalhada.
 
 
(Um Espírito Amigo)
publicado por SISTER às 07:59

Surgistes em minha vida
Me convidando a viver um sonho,
 
 Cora Maria
Que já sabíamos impossível.
Tentei resistir, cercastes os meus passos.
  
Na minha carência te segui.
Conheci o amor, e me entreguei.
O melhor de mim te ofertei.
  
Arrisquei minha identidade
Diante da sociedade, pelo nosso amor
Protegendo o seu nome em todas as minhas ações.

Intensos momentos breves,
Pelo muito que meu amor exigia.
Porém a felicidade passava por mim,
E eu não sabia...
  
Hoje, sem ti apenas te abraço em sonhos,
Nada e ninguém mais poderá
Preencher o vazio que  me deixastes.

Se eu soubesse enquanto te tinha por perto,
Que hoje meus dias seriam de intenso inverno,
Teria me arriscado mais,
Teria procurado te ter mais,muito mais...
   
Teria te beijado mais, me doado mais,
Dito todas as palavras
Que calei quando o peito explodia de amor.
Nesta inutilidade da vida que é estar sem ti
Neste grande blefe que é viver, estou cumprindo
Apenas um papel de um ser infeliz...
   
Talvez um dia em outros braços, e abraços eu
consiga me envolver,mentindo a mim mesma.
 Sabendo que ninguém mais
poderá me devolver tudo o que em ti encontrei
   
Inútil vida...
Grande amor, para tão pouco dispor.
Inutil vida sem sentido,
Não faço mais questão de 
Nome, nem de sobrenome,
 SOU NÔMADE...

Explode meu coração,
Arrebenta minha ilusão tudo tanto faz,
Hoje sou nada mais do que um corpo sem alma,
Sem sonhos.

Que me pisem, que me leve o vento,
Sou pó da estrada que me consuma o fogo,
Sou resto, sou nada...
Mulher qualquer, mulher mutilada,
Perdida em labirintos.
  
Ficção, desilusão.
  
Nada mais...
publicado por SISTER às 07:59

 
   Mágica fragrância, que permanece no ar
 quando em pensamentos exalamos
  a essência do bem querer.
 Essa química pessoal é intransferível,
ninguem pode alterar no frasco da vida;

 ela já nasce marcada pela pureza e sensibilidade

dos anjos, que, em segredo,

embalam todos os sonhos

do infinito amor, 

cumprindo a promessa imortal
que só a delicadeza das flores
podem reproduzir no espaço,
atraindo da atmosfera o calor da paixão, 
 o beijo amado, o néctar do prazer,
para, na terra fértil, deixar as suas sementes
 germinarem, transportadas pelo vento,

multiplicando o seu perfume.

 

 Schyrlei Pinheiro

 

publicado por SISTER às 07:59

"Se você tem qualquer mágoa remanescendo da véspera,
      comece o dia, à maneira do Sol:
      - esquecendo a sombra e brilhando de novo."

      *André Luiz*

publicado por SISTER às 07:59

Enciendo un cigarrillo
      Pasa de largo un coche distinto.

      Esto todavía va a matarme
      Bueno. yo intento conformarme.

      No es que no aprecie la vida
      La encuentro bién devida.

      Golpeo callado el cenicero
      Y voy en un lujoso cruzero.

      Talvez vaya para las Caraibas
      A hacer surf en las avenidas.

      Rayos! otro cigarrillo!
      No es de admirar el súbito catarro.

      Y assí acaba el sueño aduanero
      Pués me falta el dinero.

      Prometo. cigarrillo nunca más!
      Pero ¿porque digo yo. jamás?

      En este intervalo de un poema
      Levanté la mayor celeuma.

      Y ni assim gritando
      Dejé de fumar.

      Jorge Humberto
publicado por SISTER às 07:59

Quando teus olhos

      fixam nos meus,

      sinto toda a ternura

      desse nosso amor...

      Quando teus braços

      me envolvem

      meu coração se

       enche de emoção...

      Um torpor percorre

      meu corpo

      que pede pelo teu...

      Nesse mágico instante,

      de amor e ternura

      olhando teus olhos,

      exclamo:

      Vem meu amor,

      vem me amar...




    Clara da Costa


publicado por SISTER às 07:59

Quero apenas olhar

      no fundo dos teus olhos,

      para poder sentir a doçura

      deste nosso mágico instante...

      Fixar na memória as lembranças

      que gravadas na memória ficaram,

      e depois de te abraçar com

      muito carinho e emoção.

      Toda a emoção do amor,

      toda a sensação do toque,

      aparece no olhar,

      provocando um doce torpor,

      um gostoso e suave choque,

      que nos incita a exclamar:

      Vem meu amor, vamos nos amar...



   Marcial Salaverry
publicado por SISTER às 07:59

Tenho dó das Estrelas
Tenho dó das estrelas
Luzindo há tanto tempo,
Há tanto tempo.
Tenho dó delas.
Não haverá um cansaço
Das coisas,
De todas as coisas
Como das pernas ou de um braço?
Um cansaço de existir,
De ser,
Só de ser,
O ser triste brilhar ou sorrir.
Não haverá, enfim,
Para as coisas que são,
Não a morte, mas sim
Uma outra espécie de fim,
Ou uma grande razão -
Qualquer coisa assim
Como um perdão?



Fernando Pessoa
publicado por SISTER às 07:59

Nunca más es más que para siempre
      para siempre está fuera de nuestro tiempo
      nuestro tiempo es apenas el presente
      acuerdate! el mañana no te pertenece
      mañana amanece como un nuevo día, otro presente
      un presente que puede ser un nuevo siempre
      nunca más, no es siquiera jamás
      pues en nuestras vidas van a haber muchos más
      más presentes, más mañanas, más vida
      más momentos, más sentimientos y muchos instantes
      instantes que pueden ser verdaderos presentes
      nunca digas nunca más
      tú misma puedes tener mucho más
      quien sabe cuanto de vida puedes aún tener
      quien sabe tú ames como nunca amaste antes
      y ser feliz como siempre quisiste.
      Y vivir tu presente mucho más


      Joe'A
publicado por SISTER às 07:59

A escuridão da longa noite se vai...
      A mulher vê que a madrugada agoniza,
      A espera está no fim, sua alma regozija:
      O Sol está de volta; Glórias ao Pai!

      Com as trevas, não foi fácil se imiscuir,
      Sentiu a falta do "astro-rei" de sua vida...
      Na ausência dele, teve a maior ferida,
      Ao ver um dos tesouros, de ambos, partir.

      Assimilou o baque de forma rara...
      Foi pura provação desta sua Passagem!
      Porém, dando mostras de muita coragem,
      Seguiu à risca o que Deus lhe reservara.

      Quanta expectativa!... Desespero, até!...
      O Sol está a caminho, é a luz novamente!
      Com a idéia fixa no retorno iminente,
      Ganha o presente por não perder a fé...

      Dele, ela vai sentir outra vez o calor,
      Contará de novo com sua proteção.
      Afagos, de coração pra coração...
      Nova alvorada... continuação do amor!


      Ógui Lourenço Mauri

publicado por SISTER às 07:59

Fossem os homens todos dotados do sentimento da crença...

Quem dera a brisa pudesse te ofertar sempre algo...

Quem dera sempre existir alguém que fale contigo

e te faça acreditar que és amado...

Quem dera sempre termos alguém para poder abrir nosso coração...

Quem dera todos conhecessem a fé...

Quem dera nosso coração permitisse a entrada de muitos...

Quem dera termos saúde e vitalidade sempre para os cuidados de nossa sobrevivência...

Quem dera estarmos sempre tão próximos a Deus...

Que ele seja nosso grande guardião e protetor...

Quem dera podermos corrigir nossas escolhas

E, poder enfim, escolher e comandar nosso coração como grandes ditadores

a dizer: este sim, aquele não...

Viveríamos somente da razão.

E  ai?  Como ficaríamos sem a emoção,

e sem o amor?

Sem sonhar o homem certamente morre....

 

 

Paulo Nunes Junior


publicado por SISTER às 07:59

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO