Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

15
Jul 07
Atemporal como quem não espera o desembarque,
presença que se faz no convés de um retirante,
segregação interior qual fragata que ao vento parte,
atracando em minha praia e invadindo meu coração itinerante.

Desembarcam em mim as estrelas no aconchego de seu ombro,
serena noite enluarada no mar que reflete o brilho do cais,
n’uma imagem que se forma em meu ponto de encontro,
na maré desemboco em meu porto de sonho que se faz.

Luar que enaltece ávidos apaixonados embebidos nesse sal,
viajor em seu leme imaginário que desata em minhas ondas a velejar,
amores impregnados de brisa romântica no castelo em sua nau
que aportam em meu porto, afogando-se em meu mar.

Mar que se encontra em areias embriagadas de sol e de sedução,
e pela noite lhe acompanham o farol que encandeia o corpo;
ser a âncora que mergulha em seu porto de ilusão,
e a corrente que desencadeia o ímpeto de retornar ao cais de meu porto.


Sandra Ravanini
publicado por SISTER às 09:36

Entre nuvens gotas de cristais
 sentimento de indulgência
harmonia espírito da compreensão
 encontrei paz 
princípio da Lei do exercício
amor ao próximo
compõe substância do ser
elevo Deus abrasando emoção
trilha da primavera
encontrei rosas
espinhos transformando em chuva de pétalas
 adentrando consciência
 espírito de complacência

 brandura alma da respiração
natureza força ativa
amando Criador
Universo de Jesus Pai maior
aclamou formas rochas ponte da fé
ar de alegria contemplo
 montanhas árvores animais
rogo a Deus
luz da inspiração
 dai-me força proteção
melancolia desprezo inveja
vingança livrai-me do coração.
Lucia Trigueiro
publicado por SISTER às 09:36

Se não sabes poetar,
O melhor é calar,não vale
roubar.
Poesia é sentimento,
ternura e emoção de um momento.
Divino don, que surge em instante
de inspiração e amor, tal qual uma flor.
Nos Poetas eu boto fé,
porque esses ficarão de pé, e
com tamanha dedicação,
seus caminhos seguirão,
e na história deixarão escrito,
marcas de um coração vivido
Elizabeth Assad
publicado por SISTER às 09:36

Louva-deus sentado na janela,

observa contrito o dia que passa.

Dentro do quarto, em cima da mesa:

pétalas, pensamentos, palavras, poemas.

Lá fora entardece, e um vento inquieto avisa:

logo-logo anoitece!

Pela janela: sol sonolento abençoa louva-deus.

Em cima da mesa: versos confessos, segredos, solidão.

Num canto do quarto, pendurada:

renda portuguesa diz que adora o poeta, que lhe tem devoção.

Agora é noite, luz da lua ilumina louva-deus.

Aqui dentro: poema inacabado,

onde palavras são pétalas, esboço de oração.

 NALDOVELHO

publicado por SISTER às 09:36

Foram tantos aborrecimento!
Doeu tão profundo!
Tantas lembranças vieram ao mesmo tempo
que quase me despeço desse mundo!
Tentei tirar
o que jogaram lá dentro,
drenar
o veneno imundo,
mas qual vírus peçonhento
foi contaminando tudo..
Cheguei a fazer uma fenda,
um rasgo bem profundo,
mas seus tentáculos ou melenas
me prendiam nesse mundo!
Hoje, com certeza lhe digo,
a palabra lançada
de forma doentiamente pensada
é pior que projétil inimigo!
Arrebenta, sangra, esgarça
em todas as direções e sentidos!
Envie-me uma granada!
Direcione contra mim, um míssil!
Minhas partes pelo chão espalhadas,
se duvidar, 
PREFIRO!
rivkahcohen
 
publicado por SISTER às 09:36

O vento

entra na minha vida 

por ruas desertas

sem eu saber onde estou

as imagens ultrapassaram o meu passado

e sinto-me perturbado

 

 Quando era garoto

desconhecia a cobardia

e a existência da guerra

não percebia a mortandade

 

Mas a longe de sentir pela consciência

talvez pela ingenuidade

e de repente senti o terrível

genocídio dos Alemães

do criminoso Hitler

comecei a sentir vergonha

de sentir a humanidade

 

 Adormecido 

 Cheguei a crer

que era tudo uma falsidade

uma mentira

mas as notícias

terríveis

mostraram a verdade

que ainda hoje

sinto a vergonha

de ser humano.

Pedro Valdoy 

 E ainda trémulo

vi tanta maldade

mesmo jovem

custava a acreditar

na crueldade humana

e minha imagem

parecia um pesadelo

 

publicado por SISTER às 09:36

Alguna vez te quise …
pero hoy …
hoy no te quiero …

Eres brisas sin fuerzas
de lo que fueran vientos.

¡ Tu inmadurez me espanta …!
¡ No tienes nada adentro …!

Alguna vez te quise …

y hoy …

hoy solo eres recuerdo
de aquello tan profundo
que guardaba en mi sueños …
y tus  manos vacías
en mis manos encuentro …

Alguna vez te quise…!!!

¡ Ay …!!!
Cuánto que te Amaba…!
Que al mirarte a los ojos
y acariciar tu alma
mi vida
te entregaba…
Te besaba en sonrisas
y en canciones volaba…

¡ Ay …!
¡ cuánto mal guardabas
para mi pobre alma…!!!

Se entristeció la luna
que en tus ojos miraba...

Alguna vez te quise …
pero ya …
ya no te quiero …

Se me quedaron besos
dormidos en los labios
que nunca despertaron
de lo que fuera un sueño…
 
¡ Tantos besos soñados …!!!
Aquellos que en tu boca
en cada día nuevo
te dijeran: TE AMO …

Aquellos ...
que en tus tardes
sellaran en caricias
tu oración y tu Salmo ...

Aquellos
que en las noches
de pasión desbordados
fueran uno en tus labios …
 
Alguna vez te quise …
pero ya …
ya, no te quiero …

Eres solo un camino
sin rumbo ni sendero.
Primaveras sin flores
y una llama sin fuego.
 
Tus manos son de todos …
Tus abrazos veneno …
Tus ojos la mentira
en que viajé en mi sueño …
Tus caricias palomas
que no saben de dueño …

¡Ay …!
¡Cuánto que te quise
que hasta duele el recuerdo …!
 
Yo sé que no te importa
lo que sentí, o siento …
Pero estamos iguales,
he sido tu reflejo …
 
¡ Tampoco hoy yo te siento ...!!!
 
Has matado en tus actos
al Amor verdadero …
Pero así como el Cristo
por Amor se entregara
y en su Cruz fuera muerto,
¡ Así …!!!
¡ En nueva vida …!!!
¡ renaceré a la gloria
de otro Amor Verdadero …!

Alguna vez te quise …
pero ya …

¡ Ya...

 

Audroc.

No Te Quiero …!
publicado por SISTER às 09:36

Aún veo en el espejo tu figura,
aunque el único soy ahora mirando,
mientras el otro yo sigue estrechando
en abrazo cerrado tu cintura.
 
Ya no es reflejo de ambos, es pintura
indeleble e inmóvil, conjurando
imágenes e ideas que van dando
nueva vida a nuestra íntima locura.
 
Y en este cuadro de los dos persiste
una sonrisa dulcemente triste,
y una mirada de interrogación:
 
¿Cómo enfrentar la nueva madrugada,
la vida, una vez más deshabitada
del elemento físico y la acción?
 
Francisco Álvarez
 
publicado por SISTER às 09:36

Como este pinheiro bravo, onde me sento,
Natureza espargindo o imenso firmamento
Assim os ébrios céus, no calor da tardinha
Em rituais de azuis na noite que se avizinha.
 
Ao longe o mar se afigura, estreito e difuso,
Subindo fráguas em movimento confuso,
Como o retrato que ora emoldura a praia,
Em movimentos bêbados numa roda de saia.
 
É pau, é pedra, cápsula lunar, sonda espacial
Maquineta de outros tempos, velas e bornal,
Espadachim, foguete, onda média, televisão,
Bomba de neutrões, luneta, radiodifusão.
 
Ah, se eles soubessem, o que é sonhar aqui,
Não teriam principio nem meio nem fim,
Quando o sonho entrasse plos olhos adentro,
Como este pinheiro bravo onde me sento.
 
Jorge Humberto
publicado por SISTER às 09:36

Essa palavra tem várias definições nos dicionários...
Da inspiração à atração, da paixão até a posse.
No entanto se analisarmos o ato de namorar com o coração, descobriremos nele a forma divina de dois seres exercitarem o amor.
Não como um contrato comercial que vai da posse aos direitos e obrigações...
Namorar é o ato de se dar, é quando uma pessoa encontra na outra sua parceira,
através da afinidade dos objetivos comuns, de atração física, mental e espiritual, formando-se aí o casal.
Namorar é compartilhar, é ter cumplicidade, namorar é dividir as alegrias, é dar apoio nas adversidades,
Namorar é relevar os defeitos, é valorizar as virtudes,
Namorar é saber que você não apenas escolhe...
Mas também foi escolhido.
E o mais importante...
Namoro não tem idade ou tempo,
Basta haver AMOR.

Cleude B. Santos

publicado por SISTER às 09:36

Vienes sonriendo hacia mí, te devuelvo la sonrisa,
Mundo encantado donde poco más es necesario
Que el amor, que me dás tan gentilmente,
Haciendome sentir como un creyente.

Y cuando andas eres cual bailarina, urdida
De casimira y romero, reteniendo el soplo de la vida
En mil ademanes basados, cuando bailas,
Cual niña que se esquiva, en revolotéos de trenzas. 

Tus pasos tan serenos, tu modo encantador,
De quien sabe el suelo que pisa, trae consigo
Toda la candidez, y en tu pecho duerme el amor.

Que se abatiesen aquí todos los cataclismas…
Que tú desaparecieses sin llevarme contigo…
Aún así,  todo esto sería apenas sofisma.

Jorge Humberto

publicado por SISTER às 09:36

Estou à beira do mar
E sinto meu corpo flutuar...
A água bate no distante olhar
E começo a chorar.
Você não soube me amar
E na vida me fez errar.
 
Talvez eu não conheça o seu jeito de ser,
Mas não vou deixar o mar me vencer.
Se estou a sofrer
Não deixarei transparecer.
Eu sei que vou morrer
Mas antes, você vou esquecer.
 
Se eu não soube lhe fazer rir,
Nunca precisei mentir.
Se acha que tentei fugir,
Só preferi partir...
Quem sabe, se da sua vida sair,
Você encontre motivos para sorrir.
 
 Marcia M. Girola
publicado por SISTER às 09:36

Esperar é muito mais difícil do que andar.
Esperar requer paciência, e a paciência é uma virtude rara.
 
É bom saber que Deus constrói cercas em volta do Seu povo,  mas isto se considerarmos a cerca apenas do ponto de vista de proteção.
 
Porém, quando uma cerca é conservada e, sendo uma cerca-viva, vai crescendo tanto que impede a visão do que está do outro lado,  o coração começa a imaginar se algum dia ele sairá daquele pequeno círculo de influência e serviço em que está contido.
 
E às vezes é difícil para a pessoa entender por que não pode viver numa esfera maior.
É-lhe difícil "brilhar no seu cantinho".
 
Mas Deus tem um propósito em todos os Seus impedimentos.
"O Senhor firma os passos do homem bom",
diz o Salmos 37.23.
"E as paradas também",
era a anotação que George Muller tinha ao lado desse versículo, na margem de sua Bíblia.
 
O homem que abrir caminho através das cercas de Deus cometerá um triste engano.
Um princípio vital de orientação é que o filho de Deus nunca deve se afastar do
lugar onde Deus o colocou, enquanto a Coluna de Nuvem não se mover.

Quando aprendermos a esperar sempre a orientação do Senhor em todas as coisas, seremos fortes, teremos a força que nos levará a ter um andar sempre equilibrado e constante. Muitos de nós estamos sem o poder que tanto desejamos.
Mas Deus nos concede pleno poder para cada tarefa que Ele nos dá.

Esperar, manter-nos fiel à Sua orientação, eis o segredo para obtê-lo. E qualquer coisa que sair fora desta linha de obediência é desperdício de tempo e energia.
Esperemos vigilantes pela direção de Deus.

Uma pessoa que é obrigada a estar quieta, em inatividade forçada, e vê passar diante de si as ondas palpitantes da vida, será que a existência precisa lhe ser um fracasso? Não;
 
A vitória é para ser conseguida em ficar parado: em uma espera tranqüila.
E isto é muitas vezes mais difícil do que correr nos dias em que podemos estar ativos.
 
Requer maior heroísmo ficar ali e esperar, sem perder o ânimo nem a esperança; submeter-se à vontade de Deus;
deixar com os outros o trabalho e as honras deles;
ficar calmo e confiante, regozijando-se sempre em Deus,
enquanto a multidão feliz e atarefada avança e vai embora!
 
Que o Senhor te abençoe ricamente neste dia!
 
publicado por SISTER às 09:36

Sinto falta do seu abraço, que me conforta,
me fala de tantas coisas boas sem nenhuma palavra.
Sinto falta do teu cheiro, que me estonteia,
me recorda bons momentos, me leva em viagem.
Sinto falta do seu andar pela casa, as vezes meio sem jeito,
me preenche a casa e a alma.
Sinto falta dos seus beijos, que me acendem,
me incendeiam e me tiram o juízo...
 
Como posso sentir tanta saudade
de quem eu nem conheço ainda?

Como posso sentir a presença de quem ainda não vi?
Como posso saber tantos detalhes,
e até o rosto  perceber, sem nunca te ver?
 
Será a minha carência,
ou a alma solitária que grita,
que vive assim aflita,
transbordando de amor por você que não vem?
 
Ando pela casa e ainda imagino,
abro às janelas e a brisa traz o teu perfume,
fecho os olhos e te sinto,
vou dormir e não consigo,
tua ausência ocupa quase toda a cama,
e assim, viro a madrugada insone,
na esperança de que você vai abrir a porta,
dizer que me encontrou, que voltou,
para o que sempre existiu,
amor de almas-gêmeas que nunca se separam,
nem pelo tempo, nem pela distância.
 
Por isso te espero, te quero
e não me importo de esperar,
enquanto a razão diz "loucura",
e me enche de pavor,
a alma sensível diz "espera, confia",
então acredito: isso é amor...

Eu acredito em você.
Paulo Roberto Gaefke


publicado por SISTER às 09:36

Quantas vezes porteiras fecham
nossa visão
deixando escuras as passagens.

Quantas vezes as flores secaram
sem que ao menos sentíssemos
seu perfume.

Quantas vezes calamos
com tamanha vontade de gritar
e nos fazermos ouvidos.

Quantas vezes sorrimos com
lágrimas nos olhos
fingindo alegria inexistente.

Quantas vezes nos dizemos não
quando temos tantos sim
tão dentro do coração.

Quantas vezes nossas fronteiras
parecem sem fim
e tentamos correr o olhar
em busca de um colorido maior.
 
Nem sempre seguimos as trilhas
que desejamos
mas as que foram traçadas
na garantia suposta do bem estar.

Nem sempre choramos
nossas emoções
nos momentos oportunos.
 
Os obstáculos existem,
nossas paradas são muitas,
talvez façam parte da vida,
mas elas devem servir
de reflexão,
de aprendizado e de adequação
para ordenarmos nossos sentimentos,
para desenharmos nossos caminhos,
para reabastecermos
nossas energias e fazer com que
o restante da caminhada
seja com amor
com muita Paz no coração.
 
 Márcia Dip
publicado por SISTER às 09:36

Um passarinho azul
passou por aqui e me falou
de um alguém sempre tão presente,
para o qual a distância nada quer dizer.
 
Falou-me de alguém para quem meu sorriso é item imprescindível na cesta básica de sua alegria.
 
Alguém que divide comigo o pranto das horas difíceis,
a felicidade da descoberta, as horas de insônia,as aflições, os problemas..
Mas também as conquistas, as vitórias, as gargalhadas.
 
O passarinho falou-me de alguém muito especial, que sonha meus sonhos, e dá vida as minhas certezas...
 
Sempre o primeiro a chegar, sempre o último a sair.
 
Alguém para emprestar um pouco de brilho ao meu dia,
e uma brisa suave ao meu verão.
 
Falou de alguém que me completa, me enriquece, me escuta,
me reanima e para o qual vai sempre meu melhor,
Desejo, Pensamento, Sorriso...
 
O pássaro me disse que a esse alguém
chamamos de amiga(o).
 
Foi então que corri para o micro
e resolvi te mandar esta mensagem.
 
Para dizer amiga(o)... que um pássaro lindo passou por aqui
e me falou de você... amiga(o) de verdade!!
 
Willie
publicado por SISTER às 09:36

Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO