Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

07
Jul 07

Volví para casa en una madrugada más,

anduve  perdido por  calles extrañas,

y entrañas de otras mujeres,

estoy dolorido, continúo triste.

 

 

Soy la sombra del hombre que un día amó,

desistí de quellos tantos sueños,

todos los que dibujamos bien coloreados,

no comprendo la vida, no la mía.

 

 

No exíste ninguna razón para sonreír,

quedé invisible a los ojos de uno cualquiera,

no que me sienta triste, abandonado,

tengo culpa  confieso, no toda, parte de ella.

 

 

No quiero recordar más  ningún adiós,

sólo de aquellos tantos amaneceres  juntos,

de nuestro mundo, uno que acabó pronto

y no nos encontramos más,  perdimos.

 Caio Lucas

 

publicado por SISTER às 05:17

Soy fantasma amante de tus noches,

tu la pasión  eterna de mis deseos,

en la boca llevo el sabor de la carne roja

donde reposa el beso de otras noches.

 

 

Camino la escalera arriba de un paraiso,

busco escalones de felicidad eterna,

como el sol, la luna, los candelabros de plata,

donde el demonio derrite como parafina.

 

 

Vuelvo noches seguidas, vuelvo amor,

cargo conmigo todas las pasiones,

la fibra trémula del tesón,

el calor incredulo del corazón atéo.

 

 

Podría ser apenas la sombra de tus sábanas,

el color pálido de un sueño no común,

pero mi alma se perdió ante la tuya,

quedé amor, el futuro de miles de noches.

 Caio Lucas

publicado por SISTER às 05:17

Se quiserem que eu morra,

tudo bem, que esperem,

por hora vou andando por aí,

pela minha vida só minha.

 

 

Tudo é simples como o céu,

está lá,

alma que jamais morre,

pensa que esqueci, não.

 

 

Posso saber alguma coisa

que me disseram, sei,

soube também o que é morrer,

então fique só, como eu.

 

 

Não sei o que é hoje,

sonho o depois,

o amanhã eu vivo agora,

cantar, canto como aprendi.

 

 

Não preciso estar vivo,

já disse, vou sozinho,

em cima do mundo

que me deram de presente.

 Caio Lucas

publicado por SISTER às 05:17

Segura, plena e envolvente
Meio ao todo que acontece
Cativante, quero apenas flutuar
Libertando meus movimentos
Para proteger quem deseja
Nas minhas límpidas águas se banhar
Encontro encantado acontece
Vestindo-me de esperança
Fazendo-me como flor
Por mais tempo desabrochar
Esticando elásticas incumbências
Carícias enviadas que me abraçam
Chegando para as dores saciar
Segredos, diamantes lançados
Neste inverno do meu viver
Raiando olhares, sorrisos
Determinando e resguardando
O meu pequeno reconhecer
De que nada me pertence
Só as águas
E o meu pouco saber
 Aurea Abensur
publicado por SISTER às 05:17

Um dia, a FÉ, a ESPERANÇA e o AMOR saíram pelo mundo para ajudar os aflitos. Quem das três, seria capaz de realizar o melhor trabalho para a glória de Deus?
 
A beira da estrada da vida encontraram um homem pobre que sofria com uma doença que o deixou paralítico desde nascença. Mendigava às almas caridosas a fim de sobreviver. Diante daquela situação, a FÉ tomou a frente da Esperança e do Amor para resolver o caso. Disse:
 
- Esperem aqui, vou realizar minha obra na vida daquele infeliz e tirá-lo daquela situação.
 
A FÉ trouxe ao homem a palavra de Deus e assim ela foi reproduzida no coração dele. Imediatamente aquele homem se rebelou contra aquela situação e usou a FÉ que tinha no coração para determinar sua cura e, no momento em que orava, seus ossos e juntos tornaram-se firmes.
 
Finalmente ficou de pé e saltou de alegria. Não precisava ficar mais a beira da estrada para mendigar e muito menos padecer todas as dores de antes.
Passadas algumas horas, o homem não tinha para onde ir. Nem casa, nem profissão, que lhe desse condições de se estabelecer na vida.
 
Neste momento a ESPERANÇA sentiu que era chegada a sua vez de trabalhar. Ela o levou para o alto da montanha e fez com que ele visse os férteis campos da terra. Desta maneira, foi mudando o seu coração e o homem entendeu que podia prosperar.
 
Movido pela força da ESPERANÇA, ele se pôs a caminho. Logo conseguiu um emprego, em uma fazenda próxima, e rapidamente aprendeu a cultivar a terra. Em pouco tempo, tinha juntado o suficiente para comprar seu próprio campo.
 
Com FÉ e ESPERANÇA, renovava suas forças a cada dia, e em poucos anos expandiu grandemente seus negócios. Suas colheitas eram exportadas em navio, alcançando portos de todo o mundo.
 
Ele tinha muitos empregados e se tornou o homem mais rico da terra. A FÉ e a ESPERANÇA estavam satisfeitas com o maravilhoso trabalho que haviam produzido na vida daquele homem.
 
Então disseram ao Amor:
* "Não te preocupes em realizar tua obra. Vês, que juntas, mudamos completamente a vida deste homem, fazendo-o forte e próspero".
 
Assim, o Amor partiu em busca de alguém a quem pudesse ajudar. O império daquele homem se expandia por todo o lado, de forma que eram tantas as casas que muitas delas nem sequer conhecia.
 
Viajou o mundo inteiro e nada mais havia que o surpreendesse. Mas com o passar do tempo o homem foi ficando triste e enfastiado.
* "Tenho tudo que um homem possa desejar" dizia ele, "mas ainda me sinto vazio".
 
A FÉ e a ESPERANÇA conversavam o que podiam fazer para torná-lo forte como antes? Ele agora não precisava do milagre da cura nem da Esperança para crer no sucesso do seu futuro, pois era muito rico.
Então as duas foram correndo em busca do AMOR para lhe pedir ajuda.
O AMOR voltou com elas e realizou sua obra no coração daquele homem.
 
Ao sentir AMOR, ele passou a entender Deus e a sua mais extraordinária obra. Surgiu a necessidade de ajudar outros com os mesmos problemas que os seus. A FÉ e a ESPERANÇA entenderam que embora suas obras tivessem sido de grandeza extraordinária... com o passar do tempo, sem AMOR, tudo perdia o sentido.
 
 
A FÉ é rápida...
a ESPERANÇA permanece por mais tempo,
mas o AMOR... NÃO ACABA NUNCA !
publicado por SISTER às 05:17

Minha fuga é pensar em você
esperar ansiosa por um olá
ou somente um boa noite
 
Enquanto sonho com você
esqueço minha dor de cabeça
minha alma se alegra
 
Enquanto delíro com esse contato
meus olhos brilham, minha respiração
fica afoita
 
Que bom que tenho você
para sonhar, me ocupar
que bom que lhe quero bem
e que a monotonia da convivência
não atrapalha esta paixão
 
Quero muito estar com você
mas entendo que é o melhor
é ficarmos, como estamos
apaixonados platonicamente
é mais emocionante, mas excitante
 
Bywoo
publicado por SISTER às 05:17

Por que sofres meu rapaz ?
Não me diga que você caiu na dela ?
Acreditou piamente que ela poderia te amar ?
que deixaria você avançasse o sinal ?
 
Que tolinho tu és
Todos viam, todos sabiam
e tu fostes cego, não conseguiu ver
como realmente é ?
 
Não vistes que sem a fantasia da serpente encantada
livre da máscara de Eva a sedutora
não passa de um ser comum ?
 
As serpentes sabem se enroscar muito bem
pelo jeito, você nem sentiu, nem notou
que é desta forma que ela se alimenta
e se mantem Eva para todo sempre
 
Ficastes esmagado ?
Sangrando ?
Dilacerado e sem quase respirar ?
é assim que funciona, uma louca paixão
 
ByWoo
publicado por SISTER às 05:17

Puedes partir, mi amor.
Te dejo libre.
Se que volverás,
cuando en el mundo te canses de vagar.
Andarás por caminos lejanos
en busca de otros amores.
Pero, en los brazos de otra,
sentirás el cariño de mis brazos,
la ternura de mis abrazos.
Cuando otra boca beses,
sentirás de  mis besos, el sabor.
Porque solo yo te beso con amor.
Cuando outro cuerpo acaricies,
sentirás la llama ardiente de mi cuerpo.
Sentirás la carícia del toque suave de mis manos..
De cuerpo, estarás entregado a la otra,
pero tu pensamiento estará en mí.
Tu alma estará entregada a la mía.
Porque almas gemelas no se separan.
Cuando en otro cuerpo te extasíes de placer,
desearás mi cuerpo,
que te extasía de amor.
Entonces de mí sentirás enorme falta.
Verás que soy tu amor.
Que soy quien más te amó.
Sentirás un interminable vacío.
Entonces, volverás para conmigo vivir,
el pleno, verdadero e infinito amor.
En 16/03/2003

Marilda Conceição

publicado por SISTER às 05:17

Ser poeta é amar a vida
sentir o aroma das flores
neste jardim grandioso
que é um mundo imaginário
 
Amar a paz a concórdia
em terras por vezes conturbadas
e quando não há harmonia
ele chora desesperadamente
 
Sentir o trabalho honrado
e amar os homens trabalhadores
na sua faina campestre
através dos campos férteis
 
O poeta ama os pobres
com a sua desdita
e tenta reconfortá-los
na mágoa sentida
 
Ama as crianças
e torna-se ternurento
perante a sua ingenuidade
Brinca infantilmente
 
Sente o sorriso do Sol
e a felicidade atravessa
oceanos secretos
num bailar das gaivotas
 
Fica horas indeciso
e chocado com a malvadez
do homem e das guerras
que destroem outros seres
 
Tem o seu palácio imaginário
onde vive com a sua princesa
e a ama com muita ternura
sonhando com o amor eterno.
Pedro Valdoy 
publicado por SISTER às 05:17

Enquanto a tarde cai lá fora

E as andorinhas, andam num corrupio louco,

De asas e de penas, 

Meu ser apaixonado detém-se à janela,

Desfrutando da brisa suave

Que acaricia meu rosto,

Como um afago de mão feito realidade,

Que a paisagem empresta ao azul celeste,

Grés pairando por sobre o rio,

Que corre lá mais em baixo, junto às fábricas

De outrora e novas estruturas,

Que se içam aqui e ali.

 

Tudo isto vejo com os sentidos, não com

Os olhos, porque ver com os olhos é mentir.

 

E nada quero nem espero,

Porque quem quer alcança nada, e, esperar,

É uma realidade que nos foge.

 

Fecho os olhos e sinto todos os ruídos mínimos,

Que se debruçam sobre a varanda

De meu quarto.

 

Que me diz o vento? Que é vento e que passa.

 

Assim as coisas que nos cercam, não podemos

Aprisioná-las, com as mãos sujas de industrias.

 

Jorge Humberto

publicado por SISTER às 05:17

Cuando los ojos olvidan el llanto,

languidecen indiferentes al mundo.

Queda seco el caudal de sus lágrimas,

que atiborrado permanece con polvo.

Ilusiones y sueños, sin retorno aletean.

Las emociones duermen en carne,

impermeable a cualquier sentimiento.

La memoria se confabula en el tiempo,

obstinada olvida nefastos recuerdos

e ingrata abarca incluso los buenos.

Cuando mis ojos olvidan el llanto,

escribo unas líneas que luego al leerlas:

los humedezco con diáfanas lágrimas.

©SKORPIONA
publicado por SISTER às 05:17

Porque mentiste tanto, e tanto tempo?
Porque fingiste ser o que não eras?
Porque me reservaste só as quimeras?
Porque me julgas ser tão desatenta?...
 
Eu quis compreender tuas razões vazias
procurei encontrar-te nas noites de lua
deparei-me com tua alma exposta e nua
caftina da mentira e hipocrisia...
 
Porque mentiste tanto, e tanto tempo...
porque roubaste a esperança e o alento
se ao teu anseio em nada serviriam...
 
Porque me deixaste assim tão maltrapilha
sem sonhos, sem coragem, sem partilha
se te amei por tanto tempo, e tanto!?
 
Tere Penhabe
publicado por SISTER às 05:17

Vou...
                        
                        Parto nas desavenças,
                        
                        em silêncio,
                        
                        divagando na despedida,
                        
                        sigo minha caminhada sufocando as lágrimas
                        
                        que derramam tua ausência...
                        
                        No entanto,
                        
                        mais do que nunca,
                        
                        entrego a vida às mãos do tempo
                        
                        e continuo onde me deixaste....
                        
                        Sabes,
                        
                        não escolhi esta retirada
                        
                        mesmo assim, vou aos desencontros e,
                        
                        ainda que não me entendas,
                        
                        aos lamentos,
                        
                        é a única opção...
                        
                        Em preces e renúncias  seguirei,
                        
                        não mais em desventuras,
                        
                        apenas guardando nossos beijos e abraços
                        
                        nos laços da saudade à espera do reencontro...
                        
                        Acredite, 
                        
                        não fomos mera aventura,
                        
                        muito mais, somos sentimento e ternura,
                        
                        e mesmo que separados,
                        
                        existe o sonho, ou quem sabe,
                        
                        a eternidade deste amor,
                        
                        a nos esperar...
Vera lucia Scatulin
publicado por SISTER às 05:17

Minha amada querida,
                        
                        você sabe que é o amor de minha vida...
                        
                        Peço-te não desapareça,
                        
                        pois por ti, perdi a cabeça...
                        
                        Desde o inicio, você sempre dominou
                        
                        meus pensamentos,e tortura-me ficar
                        
                        só com meus lamentos...
                        
                        E assim, enquanto tua ausência me desespera,
                        
                        ouço quando simplesmente,  diz...espera...
                        
                        Mas após o amor, vejo com tristeza, que vivemos
                        
                        apenas uma mera aventura,
                        
                        não houve aquela doce ternura,
                        
                        foi um amor sem a beleza de um real
                        
                        sentimento de carinho.
                        
                        Assim, amamo-nos sem qualquer doçura...
                        
                        Vai, amor, siga seu caminho e
                        
                        deixe-me sozinho...
                        
                        Então, separados,
                        
                        sigamos nosso caminho...
                        
                        Mas querida...
                        
                        Se mudar de ideia,
                        
                        estarei a sua espera...
                        
                        Te amo demais...
                         
                        
Marcial Salaverry
publicado por SISTER às 05:17

Vou eu
Sem saber bem
Onde vou
Mas, vou
Porque é preciso seguir
Continuar a ir
Pra algum lugar
Ou voltar
Pro lugar de onde vim
Mas voltar não dá
Não há mais tempo
Então só posso prosseguir
Penso em parar
Parar um pouco
Descançar
Mas, se eu paro
E descanço
Sou capaz de sentar
E se eu sentar
Sou capaz de deitar
E deitado posso dormir
E dormindo posso sonhar
Sonhar que parei
E ai a história
Se repete
E não vou repetir
Então sigo
E seguindo talvez
Encontre alguém
Pra me acompanhar
Será que você
Quer vir
Seguir-me
Pra onde vou
Mesmo sem eu saber
Pra onde vou
Você viria
Será?
Não sei não
É difícil acreditar
Mas, tudo é possível
Posso imaginar
Ambos seguindo
Pela estrada
De mãos dadas
Sem compromisso
Andando juntos
Num mesmo passo
Só pelo prazer de andar seguir
Ir pra algum lugar
Por ir por seguir
Pela companhia
Pelo papo
E até quem sabe
Por algo mais
Será que você iria?
Será?
Então vamos lá
Sei lá onde é la
Mas, vamos
Só para experimentar?
Vamos?
ABittar
publicado por SISTER às 05:17

Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO