Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

11
Mai 07

Ao imaginar-te na praia

O meu olhar  se torna devasso

Da cabeça aos pés, te envolve

Como o mar à areia

Quando a água

Mansamente se espraia

 

Aflora então o meu lado lascivo

Fico agitado e impulsivo

Ávido por intimidade

Por olhares sensuais

Por tudo que dê prazer

E, ainda que efemeramente, por felicidade

 

Atentos aos teus movimentos

Os meus olhos não param

Cheios de esperança

Inundados por ondas de amor

Te seguem

Fazendo de ti caça e de mim caçador

 

Ah, esse amor que me consome

E me faz devanear

Restringir a ti o meu universo

Sufocar quando a vontade é gritar

Revelar a todos o teu nome

Ainda que seja num verso!

 

 


 

 

 

 

Walter Pereira Pimentel
publicado por SISTER às 07:00

Cuide de minha alma adolescente com carinho
Venha para mim nessa noite escura
A vida está tão dura
Vamos construir nosso ninho!

Entregue-se ao meu beijo apaixonado
Venha para os meus braços com cuidado
lentamente o amor acalentando...
venha, amor, traga sua alma. Pairando

sobre a minha, está sua boca que se entrega
num beijo longo, de longa espera;
suas mãos em minha nuca e cintura,
firme segurando o meu corpo em doçura

e após o beijo suave, a barba áspera em meu rosto
se arrasta, provocando o gemido
do tesão que alucina...essa é minha sina
Desejar  e não ter isso posto...

Você é o meu amor, o meu gosto
Aceite o meu convite, não me dê esse desgosto
A noite está escura e eu quero o seu corpo
sobre o meu, do lado do meu

Quero você em minha cama,
me sentir amada a protegida,
e não levar essa vida sentida...
Quero você dizendo que me ama!

MARGARET PELICANO

publicado por SISTER às 07:00

Ah! Se eu pudesse entre as estrelas
Despertar
Num deserto repleto de esperanças
Nos teus sonhos me ver passar
Flutuar livre e leve no tempo
Me deixar conduzir pelo sopro
 Do vento
E voar com as nuvens
Libertar meu pensamento
Para escrever no espaço as mais
Doces poesias
Ser envolvida por loucas inspirações
Vestir os mais loucos desejos
Sem receio de liberar as emoções
 
Ah! se eu pudesse esquecer
Do amor desfeito pelas mágoas
Penetrar num mundo novo
Me deixar levar para a eternidade
E no espaço em cada canto
Dispersar o meu pranto e saudade
 
Ah! Se eu pudesse despertar
Do sonho um só momento
Quando a solidão teimosa
Meu coração invade
Sentir teus passos no meu caminho
Te fazer de mim sentir saudade
E nesse momento ser apenas espaço
Amor e magia
Estar em teu pensamento
Para despertar com teu abraço
                                                                   VANDA FACCHINI
publicado por SISTER às 07:00

Por que Deus permite que as mães

vão-se embora?

Mãe não tem limite, é tempo sem hora,

luz que não apaga quando sopra o vento

e chuva desaba,

veludo escondido na pele enrugada,

água pura, ar puro, puro pensamento.

Morrer acontece com o que é breve

e passa sem deixar vestígio.

Mãe, na sua graça, é eternidade.

Por que Deus se lembra

- mistério profundo - de tirá-la um dia?

Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei:

Mãe não morre nunca,

mãe ficará sempre junto de seu filho

e ele, velho embora, será pequenino

feito grão de milho.
Carlos Drummond de Andrade
publicado por SISTER às 07:00

Elas sorriem quando querem gritar.
Elas cantam quando querem chorar.
Elas choram quando estão felizes.
E riem quando estão nervosas.

 
 

Elas brigam por aquilo que acreditam.
Elas levantam-se para injustiça.
Elas não levam "não" como resposta quando
acreditam que existe melhor solução.
 

Elas andam sem novos sapatos para
suas crianças poder tê-los.
Elas vão ao médico com uma amiga assustada.
Elas amam incondicionalmente.

Elas choram quando suas crianças adoecem e
se alegram quando suas crianças ganham prêmios.
Elas ficam contentes quando ouvem sobre
um aniversário ou um novo casamento.
 Pablo Neruda
publicado por SISTER às 07:00

Todo dia é tempo de renovar o destino.

Todo instante é recurso de começar o melhor.

Não deixes, assim, para amanhã o bem que possas fazer.

Faze-o hoje.
 
Emmanuel/Francisco Cândido Xavier
publicado por SISTER às 07:00

O amor é um sentimento tão profundo, que as palavras mais belas nem sempre o conseguem expressar, é quando fala a voz do coração!

Rui Pais*

 

 

publicado por SISTER às 07:00

Deus passeando sobre a Terra, seleciona seus instrumentos para a preservação da espécie humana com grande cuidado e deliberação.

                            A medida em que vai observando, Ele manda os seus anjos fazerem anotações em um bloco gigante.

                            "Elizabete Souza...vai ter um menino. Santo protetor da mãe: São Mateus".
                            "Mariana Ribeiro...menina. Santa protetora da mãe: Santa Cecília".
                            "Claudia Antunes...esta terá gêmeos. Santo protetor...mande São Geraldo protegê-la. Ele esta acostumado com quantidade".

                            Finalmente Deus dita um nome a um dos anjos, sorri e diz: "Para esta, mande uma criança excepcional".

                            O anjo cheio de curiosidade pergunta: "Porque justamente ela Senhor?
Ela é tão feliz."
                            "Exatamente, responde Deus, sorrindo.
                            Eu poderia confiar uma criança deficiente a uma mãe que não conhecesse o riso?
                            Isto seria cruel!

                            "Mas será que ela terá paciência suficiente?"

                            " Eu não quero que ela tenha paciência demais, senão ela vai acabar se afogando num mar de desespero e
auto-compaixão.
                            Quando o choque e a tristeza passarem, ela controlará a situação.
                            Eu a estava observando hoje, ela tem um conhecimento de si mesma e um senso de independência, que são raros, e ao mesmo tempo, tão necessários para uma mãe.
                            Veja a criança que vou confiar a ela, tem todo o seu mundo próprio.
                            "Ela tem que trazer esta criança para o mundo real e isto não vai ser nada fácil".

                            "Mas Senhor, eu acho que ela nem acredita em Deus!" Deus sorri. "
                            Isto não importa, dá-se um jeito.
                            Esta mãe é perfeita.
                            Ela tem a dose exata de egoísmo de que vai precisar.
                            O anjo engasga. "Egoísmo? Isto é uma virtude?"

                            Deus balança a cabeça afirmativamente.

                            "Se ela não for capaz de se separar da criança de vez em quando, ela não vai sobreviver.

                            Sim, aqui está a mulher a quem eu vou abençoar com uma criança menos "perfeita" do que as outras.

                            Ela ainda não tem consciência disto, mas ela será invejada".

                            "Ela nunca vai considerar banal qualquer palavra pronunciada por seu filho. Por mais simples que seja um balbucio dessa criança, ela o receberá como um grande presente".

                            "Nenhuma conquista da criança será vista por ela como corriqueira.


                            Quando a criança disser "MAMÃE" pela primeira vez esta mulher será testemunha de um milagre e saberá recebê-lo.


                            Quando ela mostrar uma árvore ou um por-do-sol ao seu filho e tentar ensiná-lo a repetir as palavras "árvore" e "sol", ela será capaz de enxergar minhas criacões como poucas pessoas são capazes de vê-las.


                            "Eu vou permitir que ela veja claramente as coisas que Eu vejo: ignorância, crueldade e preconceito.

                            Então vou fazer com que ela seja mais forte do que tudo isso.
                            Ela nunca estará sozinha.

                            Eu estarei a seu lado a cada minuto de cada dia de sua vida, porque ela estará fazendo meu trabalho e estará aqui ao meu lado".


                            E qual será o santo protetor desta mãe? Pergunta o anjo, com caneta na mão.

                            Deus novamente sorri.

                            "Nenhum! 

                Basta que ela se olhe num espelho". 

                (Adaptação de "The Special    Mother" de Erma Bombeck)

Para meus queridos amigos, uma história linda!!!
Benditas Mães que Nosso Pai Celestial, envia a

terra.
publicado por SISTER às 07:00

Redação correta de rimas e métricas...
Tudo em seu devido lugar...
Jóia de literatura... Que todos devem buscar...
 
 
Composições tétricas...
Sem alma e coração... Leitura dissabor...
A externar que é melhor escrever com amor...
 
 
Mestres do passado sem universidade...
Imortalizaram suas obras em tantas gerações...
Escreveram o que diziam... Seus corações...
 
 
Corrija, sim... Sem arrogância e maldade...
Em particular e sem magoar...
O que a ti desagrada... São jóias, de um sonhar...


 
Fernando José Tricerri
publicado por SISTER às 07:00

Eu conheço cada palmo desse chão
é só me mostrar qual é a direção
Quantas idas e vindas meu Deus quantas voltas
viajar é preciso é preciso
Com a carroceria sobre as costas
vou fazendo frete cortando o estradão

Eu conheço todos os sotaques
desse povo todas as paisagens
Dessa terra todas as cidades
das mulheres todas as vontades
Eu conheço as minhas liberdades
pois a vida não me cobra o frete

Por onde eu passei deixei saudades
a poeira é minha vitamina
Nunca misturei mulher com parafuso
mas não nego a elas meus apertos
Coisas do destino e do meu jeito
sou irmão de estrada e acho muito bom

Eu conheço todos os sotaques
desse povo todas as paisagens
Dessa terra todas as cidades
das mulheres todas as vontades
Eu conheço as minhas liberdades
pois a vida não me cobra o frete

Mas quando eu me lembro lá de casa
a mulher e os filhos esperando
Sinto que me morde a boca da saudade
e a lembrança me agarra e profana
o meu tino forte de homem
e é quando a estrada me acode

Eu conheço todos os sotaques
desse povo todas as paisagens
Dessa terra todas as cidades
das mulheres todas as vontades
Eu conheço as minhas liberdades
pois a vida não me cobra o frete
Renato Teixeira
publicado por SISTER às 07:00

Assinada a carta de alforria, a alma liberta alça vôo,
Quebrando as algemas que prendia,
Deixando para trás nas colunas do Pelourinho,
Apenas flores a germinar pelo caminho.

Dores e injustiças, crenças malditas,
Homem demente, maltratando seus semelhantes,
O Tronco guarda as marcas de torturas,
De tantas vidas inocentes.

Cicatrizes e flagelos soam nas trombetas,
Calhambola fugitivo de sua prisão,
Vagando no breu da escuridão,
Vítima da segregação racial inconseqüente,


De uma época diferente,
Onde inocentes eram vendidos como mercadoria,
Oxalá, bendita carta de alforria!

Águida Hettwer

publicado por SISTER às 07:00

Pus o meu sonho num navio
e o navio em cima do mar;
depois abri o mar com as mãos,
para o meu sonho naufragar.
Minhas mãos ainda estão molhadas
do azul das ondas entreabertas,
e a cor que escorre dos meus dedos
colore as areias desertas
O vento vem vindo de longe,
a noite se curva de frio;
debaixo da água vai morrendo
meu sonho dentro de um navio...
Chorarei quanto for preciso,
para fazer com que o mar cresça,
e o meu navio chegue ao fundo
e o meu sonho desapareça.
Depois, tudo estará perfeito:
praia lisa, águas ordenadas,
meus olhos secos como pedras
e as minhas duas mãos quebradas.
 
 
 
Cecília Meirelles 
publicado por SISTER às 07:00

Sou Guerreira Sim !!!!
Sabe por quê?
Eis alguns motivos para me considerar como tal...
Sou o homem e a mulher de uma casa.
Trabalho para o meu sustento.
Não desanimo diante de uma batalha!
Confie em Deus com todas as minhas forças.
Parabéns para mim, nesse Dia das Mães!
E Parabéns a todas as Mães desse Mundo de Meu Deus!!!
Estou emocionada...
Vou parar por aqui....
Fique com Deus.
Seja feliz...
Sempre!!!
Eneliram
publicado por SISTER às 07:00

O sol já pronuncia a noite e seus defeitos…
O barco, de peito dado ao rio, caminha…
E eu reitero aqui mesmo todos os conceitos
De um mar ao largo que se avizinha.

 
Dança frenética de aves daqui e de acolá,
Num frenesim de bicos e de açucenas…
E eu sou tudo aquilo que não há,
Fora eu o outro caminhando suas penas.
 
As sombras fazem negrume no mato…
Há gemidos agoirentos por todo o lado,
Servidos a frio no raso de um prato.
 
Meus olhos tentam acostumar-se à mesmice,
Num grito de guitarras de um triste fado…
Quem foi que aqui se contradisse?
 
Jorge Humberto
publicado por SISTER às 07:00

Ausentei-me enfim,
Da ocasionalidade rarefeita
Desses meus momentos aqui.
O peso inerente aos conceitos,
O lastro que ainda me mantém,
Em estrutura, na periferia da razão.
Aguardando o derradeiro sopro
Das aleatórias ocorrências.
Para me levar da inércia a evasiva.
Uma fuga para contemplação.
A visão do meu espaço,
Sem mim.
 
Gerson F. Filho
publicado por SISTER às 07:00

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO