Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

19
Ago 08

E o tempo, carrasco e intransigente,
            nem se dá conta, da leve brisa nas folhas;
            no rio que passa, em todo o seu esplendor;
            nas flores abrindo-se, para o sol matinal,
            numa entrega total, que a mãe natureza nos
            empresta, para os sentidos mais apurados.

            Relógio bruto, de todas as angústias,
            ao Homem, uma mão cheia de nada, lhe
            delegou. Do trabalho para casa, de casa
            para o trabalho. que lhe diz o vento, que
            passa? Que é vento e que já passou.

            Ponteiros bruscos, criaram raiz, no verdete
            das estátuas; no aglomerado das aves, sempre
            iguais: constrangimento aflitivo, de quem
            se vê privado, de sua espontaneidade.

            Já nem há tempo para o tempo, dominados
            que fomos pela sua tirania, onde o que conta
            são as normativas restritas, que não
            nos contempla, de tão ínfimos que somos -
            descartáveis.

            E entranhando-se nas esquinas e nas escadas,
            tudo controla, desde os passos mais
            apressados, ao bom-dia, que não chegou, a
            quem connosco se cruza nos caminhos viciados.

            Quebrem-se todos os relógios. ignore-se o tempo,
            que nos castra, pensamento e acção!



          

publicado por SISTER às 07:22

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO