Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

28
Jul 08

Que poema é esse,
      que me baila n'alma,nesta límpida
       manhã de domingo?
      Sim! Há um embrionário,
      lírico poema germinal,
      maturando-se em mim.

      Um poema que
      pede emprestadas
      as asas das libélulas,
      para que seus versos pervaguem
       por sobre as águas,
      seguindo o itinerário
       contrário à correnteza
      e penetrem a fonte em sua
      própria nascente,
      a ver onde se reunem
      os milagres das origens...

      Esse poema maturescente,
      quer cada palavra de seus versos
      nas asas das borboletas
      em pleno panapaná...
      Passear por todos os campos
       plenos de flores,
      experimentando
       a seiva, o néctar, o pólen,
      as cores das flores em suas
      diversificadas simetrias,
      aspirando os
       aromas florais e depois,
      plantar-se num canteiro...
      Meu poema quer aprender
       a germinar!

      Esse poema de minh'alma,
      quer para si o encanto das
       pinturas suaves de contornos
       dourados dos bibelôs de
       porcelana antigos,
      e quer beijar
       as almas simples e boas,
      que se abriram
      àquele encantamento
       de poetas
      pacíficos...passados...passivos!

      Esse poema
      quer ser mítico com o unicórnio,
      para sereno adejar...
      Atravessar a transitoriedade
      das nuvens
      e no éter planar...eterno!...
      Tão suave!..tão sutíl!..
      Tão lírico esse poema,
      que chega a ser
      etérico !

publicado por SISTER às 08:04
tags:

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO