Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

12
Jun 08

Ainda que eu ande distante
      das coisas que falam de amor
      meu ser clama com furor

      Ainda que o dia me chame
      a trabalhar com sofreguidão
      meu corpo grita por paixão

      Ainda que eu tenha
      que amargar mil pesares
      que fazem da dúvida pensares

      Ainda assim te procuro
      por entre duendes e fadas
      em teu castelo amordaçadas

      Mesmo que eu queira
      para sempre, esquecer-te de vez
      me vejo acariciando a sua tez

      E de teus beijos me lembro
       teus carinhos reacendendo
       meu corpo rejuvenescendo

      Ainda vago nas noites
      em busca do meu alferes
      nem sei mais se ainda me queres

      As vezes falo coisas
      que eu nem mesma sei
      e depois tristonha vejo que errei

      Mas hoje não vou te magoar
      com toda a certeza meu amigo
      vou querer paz e alegria contigo

      Nas voltas que a vida dá
      em minimos instantes que sejam
      há mil ilusões que vicejam

      Num jardim encantado
      repleto de flores sentinelas
      o amor pulsa em todas elas

      Posso sentir teu coração
      batendo forte no peito
      estou apaixonada, não tem jeito

      Dizes que vou me machucar
      voce está como sempre certo
      mas a razão tomou um rumo incerto

      Está perdida em um rio
      perto do teu barraco abençoado
      onde te encontrei refestelado

      E minha emoção pura despertou
      ao som da música que se elevou no ar
      e principiamos a nos desejar

      Mas o tempo e a distância cruéis
      afastaram nossas intenções
      e parecemos sem pretensões

      Mas a esperança me anima
      a te ver de novo alvissareiro
      de sonhos também és passageiro

      E assim definitivamente te lanço
      a pergunta que não quer calar
      Em teu coração haveria lugar

      que abrigasse uma estrangeira
      que da vida apenas deseja
      se tornar prisioneira

      de um coração valente e forte
      que indique um norte
      na vida e na morte

      Nas asas da poesia viajo
      em mil fantasias me entrego
      sou cheia de sonhos não nego

      Mas o que é a vida
      senão o pulsar constante das estações
      acelerando os corações

      Tristezas e dissabores
      cedem lugar à magia e encanto
      dois seres debaixo de um manto

      fazem amor até o sol raiar
      na delícia da hora prazerosa
      que deixa a vida mais gostosa

Guida Linhares

 

publicado por SISTER às 06:47

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO