Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

02
Out 10

Entre seus escritos
deixo-me estar.
Aliviam-me a solidão desta tarde
que cai em chuvas.
Foram tão cheios de alegria!
Hoje, dizem-me das ausências
e dos choros
que me enchem o dia.
Não quero mais
ver essa espera
que cada verso teu me traz.
Quero presença,
o afago,
a ternura.
Quero o frisson
que a poesia faz.



publicado por SISTER às 13:59

21
Mai 10

Este meu tédio
dói bem aqui dentro do peito,
mas já não tem remédio.
E só há um jeito
de fazer este amor sossegar:
É esquecer os versos e as juras,
é apagar da minha pele
o arrepio e a ternura
que me faziam (en)cantar...


publicado por SISTER às 14:41

29
Jan 10

      Porque ouço tua voz,
      meu coração em festa,
      descompassado, se agita.
      Canto em cores vibrantes,
      faço fita,
      danço na ponta dos pés
       tuas secretas coreografias,
      saltito entre as nuvens,
      invento histórias,
      vivo o real ou a fantasia?
      Porque somos nós,
      a sós,
      insisto,
      incito,
      excito,
      imito,
      desminto...
      Sou eu ou tu?
      Somos um só, concluo...
      Somos nó bem feito, afirmo...
      E juro de pés juntos:
      "Jamais tive um amor tão lindo
      dentro do meu peito!
      Te amo,
      meu sonho de amor perfeito!"

publicado por SISTER às 11:53

04
Ago 09

      Era só um tantinho
      da saudade que chegava,
      uma ponta do nó
      que não se desfez.
      E na tarde fria,
      entre nuvens
      e o sol que se escondia,
      eu quis
      ser de novo tua guia,
      - a luz que te iluminaria
      para sempre
      e mais uma vez.


     

publicado por SISTER às 18:13

29
Abr 09

      Abençoa-me
      com tuas mãos verdadeiras
      e me deixa assim:
      entre o céu e a terra,
      suspenso cristal
      a cair em teus lábios,
      riso certo,
       choro aberto,
      da beira de meus ais.
      Abençoa-me
      com teu sinal.
      Dá-me um rumo certo,
      um consolo,
      um porto com luz ao final.
      Abençoa-me
      que estou crente,
      de joelhos,
      carente,
      esperando a cura desse mal.


 

publicado por SISTER às 11:51

27
Mar 09

Um dia falar-me-ás com ternura
de tudo o que esperas de mim.
Falar-me-ás de beijos,
e me envolverás com teus abraços.
Mostrar-me-ás as praias e as montanhas
e me apontarás,

na aurora que se avizinha,
onde deixaste os teus traços.
E para que eu não me perca,

marcarás qualquer estreito caminho com teus passos.
Tudo para que eu não tenha
de ficar, nunca mais, sozinha.
Nunca mais ficar sem o teu carinho.
     


 

publicado por SISTER às 13:45

08
Set 08

Vem, amor,
      de noite ou de dia
      que te espero ainda,
      com olhos de quem muito chorou...
      Vem no embalo da coreografia,
      inventada em segredo.
      Vem, amor,
      vem que te espero ainda,
      pois só contigo,
      (escuta o que eu digo!)
      Só contigo
      desfaço o meu medo.
      Só contigo acaba minha agonia.


    

publicado por SISTER às 07:15

15
Ago 08

      Minha vida ata nós
      que não consigo desatar.
      Tu e eu,
      nós,
      que deixo,
      deliberadamente,
      atar.

    

publicado por SISTER às 11:47

07
Ago 08

Não fica bem
      ter este sorriso
      pincelado de batom.
      Não cai bem
      dançar com os pés descalços
      na chuva.
      Não é bom
      deixar a alma solta,
      não é de bom tom
      ser feliz.
      Cobram-me
      sorrisos amarelos,
      gestos medidos
      olhares enviesados,
      tristezas no olhar.
      E eu?
      O que faço com as ternuras
      e as pétalas em minhas mãos?
      O que faço com os amores
      que trago no meu peito?
      O que faço com a felicidade
      que transborda nos meus dias?
      Deixo-os em sedas embrulhados,
      ou espalho-os,
      em cinzas,
      no verde dos olhos teus ?


   

publicado por SISTER às 06:46

06
Ago 08

Não fica bem
      ter este sorriso
      pincelado de batom.
      Não cai bem
      dançar com os pés descalços
      na chuva.
      Não é bom
      deixar a alma solta,
      não é de bom tom
      ser feliz.
      Cobram-me
      sorrisos amarelos,
      gestos medidos
      olhares enviesados,
      tristezas no olhar.
      E eu?
      O que faço com as ternuras
      e as pétalas em minhas mãos?
      O que faço com os amores
      que trago no meu peito?
      O que faço com a felicidade
      que transborda nos meus dias?
      Deixo-os em sedas embrulhados,
      ou espalho-os,
      em cinzas,
      no verde dos olhos teus ?


     

publicado por SISTER às 07:02

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


tags

todas as tags

tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO