Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

17
Out 10

Ao ver a natureza quando se aninha,
na flor que da terra se transforma em cor.
Os pássaros linguagens-cortejos... Melodias.
Transformam a vida em quimeras... Poesias.
O coração bate mais forte,
quando em teus olhos se perde à procura.
No brilho, muito questionado.
Se por amor, refletes o eterno termo: enamorado.
A mente sem razões procura saída.
Para fugir de um encontro tão certo.
Quem dera não ter este sentimento.
Tão dentro... Tão forte... Tão certo.

publicado por SISTER às 12:13

11
Out 10

Que a vida não seja apenas sentida
no momento daquela partida

Que a fala muda deste tempo
revele mais que aquele momento

Que teus olhos tragam o pouso
de um beijo não dado ao relento

E que a vida em momentos continuada
um dia me traga você e mais nada...

publicado por SISTER às 15:01

02
Out 10

Grito seu nome ao vento!
Ecoa só... Em meu pensamento
Das formas apenas visão
Lembrança... Sentida... Ilusão

Quimeras de um simples momento
Indulto em vão sentimento
Prado disperso de pura paixão
Descansa alheio a posição

Ao léu intenso e quanto
Ao vento à toa o pranto
Grito seu nome... Ecoa canção
Ao Mar... Ao Céu... Ao seu... Coração

Grito seu nome ao vento!
Sentido... Descansa... Emoção.

publicado por SISTER às 13:51

09
Jul 10

Ao ver a natureza quando se aninha,
na flor que da terra se transforma em cor.
Os pássaros linguagens-cortejos... Melodias.
Transformam a vida em quimeras... Poesias.
O coração bate mais forte,
quando em teus olhos se perde à procura.
No brilho, muito questionado.
Se por amor, refletes o eterno termo: enamorado.
A mente sem razões procura saída.
Para fugir de um encontro tão certo.
Quem dera não ter este sentimento.
Tão dentro... Tão forte... Tão certo.

publicado por SISTER às 14:15

15
Jun 10

Que a vida não seja apenas sentida
no momento daquela partida

Que a fala muda deste tempo
revele mais que aquele momento

Que teus olhos tragam o pouso
de um beijo não dado ao relento

E que a vida em momentos continuada
um dia me traga você e mais nada...


publicado por SISTER às 12:09

Não sentiu falta de mim
quando caia a chuva
quando ardia o sol
quando surgia a lua
Neste mundo só

Não sentiu falta de mim
quando sorria a criança
quando partia a lembrança
quando passava a esperança
Nesta saudade sem fim

Não sentiu falta de mim
Naquele beijo diferente
que trazia só em minha mente
para te dar tão de repente
quando chegasse aqui

Não sentiu falta de mim
Naquele sonho só meu
de te ver no azul do céu
assim como num papel
sorrindo só pra mim


publicado por SISTER às 12:08

mais e mais em mim a poesia
passagem abstrata de mais um dia
trazendo à luz que brilha em energia

e na imensidão do tempo arredia
busca do clássico - atual cotovia
época em épocas senzala doentia

no virtual o saber que encanta e cria
mentes, sentidos... mão maestria
em teclado constrói a melodia
quer seja de alegria ou melancolia

importa o formato e a tecnologia
tempo-seres em real travessia
passado-futuro perfeita sincronia
presente "se algum dia.." hoje, se inicia

Poeta... seja bem vindo a esta utopia


publicado por SISTER às 12:07

23
Fev 10

Acordo nas manhãs e penso "mais um dia"
Vejo o sol que brilha, as crianças na rua e a poesia
Homens que vão ao trabalho de rostos cansados
Racionais que vagueiam sem donos agoniados

A vida continua em suas estações
Na Primavera o verso se enfeita de ilusões
No Verão o calor desperta eternas lições
No Outono a colheita declina em acepções
No Inverno, o verso se encolhe em opressões

Em nome do verso...

As dores se acumulam no tempo que passa
E seguem em suas manhãs solitárias
E como jóia de pedra única engastada
Ou pequeno vaso alto e esguio para flores
Sobrevive no ermo dos meus olhos
Sem pressa... Sem pessoa... Em quase nada
Ainda resiste a vida em suas estações

 

publicado por SISTER às 13:20

07
Fev 10

Queria fazer um poema...

Livre como o vento...

Mas hoje estou assim...

Poeta!!! Sem lenço e sem documento.

Não sei onde foram parar...

Minha emoção e meu sentimento.

Já procurei nas gavetas...

Nos armários, e em baixo da cama.

Encontrei, jogados cds...

Vazios como meus hds...

Não sei se é o céu, nublado e sem sol.

Jeito de chuva e calor.

Ou meu jardim, sem água e sem flor.

Mas, como em tudo existe um jeito.

Vou poetar mesmo sem inspiração.

Pois, mais vale uma palavra na tela.

Do que muita comida na panela.

Mais vale um poema sem documento.

E ter lágrimas ao relento.

Do que viver assim "enroscada".

Sem uma palavra, um encantamento...

Nesta estrada,

sem caminho, sem volta e sem nada.

 

publicado por SISTER às 12:38

04
Fev 10

Queria fazer um poema...
Livre como o vento...
Mas hoje estou assim...
Poeta!!! Sem lenço e sem documento.
Não sei onde foram parar...
Minha emoção e meu sentimento.
Já procurei nas gavetas...
Nos armários, e em baixo da cama.
Encontrei, jogados cds...
Vazios como meus hds...
Não sei se é o céu, nublado e sem sol.
Jeito de chuva e calor.
Ou meu jardim, sem água e sem flor.
Mas, como em tudo existe um jeito.
Vou poetar mesmo sem inspiração.
Pois, mais vale uma palavra na tela.
Do que muita comida na panela.
Mais vale um poema sem documento.
E ter lágrimas ao relento.
Do que viver assim "enroscada".
Sem uma palavra, um encantamento...
Nesta estrada,
sem caminho, sem volta e sem nada.




 

publicado por SISTER às 08:01

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


tags

todas as tags

tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO