Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

19
Dez 10

Quando a vejo, oh Lua!
Nessa imensidão branca
Beijas-me a pele nua
Traz-me a unção do amor.


Revive sonhos apagados
Meus ais! Coração alado
Busca o leite dos seus lírios
As fases, seus delírios.


Devaneio essa morada
Um alvo bouquet de cristal
Presente em minha alma
Sedas flutuam, linda fada.


Lua imensa doce manjar
Fremem seus olhares prata
Tocam meu rosto devagar
Volto meu corpo a esse altar.

publicado por SISTER às 12:45

11
Ago 10

As águas vindas salgadas
Vertidas pelos dias idos de dor
Dilacerados olhos que vagueiam
O poder do sem fim que pranteio

Como velas ao mar que sobem os céus
Ascende em mim à imaginária quimera
De voar, voar e desabrochar a estrela,
Uma luz pequena de brilho e doce mel

Um saltitar branco da lontra rodeia
Numa ilusão de fada sinto poder vê-la
Acaricio-a em seda entre os véus
Ao crepúsculo que me incendeia

Levo-a ao colo e de tão leve pluma
Um amor silencioso me consome
Reconheces-me e sorris risos de colibris
De olhos fechados, alados braços, te senti!

Como um espelho a memória te guarda
Vislumbro-te toda em luz, meu querubim!
A inspiração nas imagens mais belas.
Contemplando-a!
Tu és música, poesia, és luz!

publicado por SISTER às 13:18

14
Mai 10

Sou vida!

Que pulsa florear

Pelos inatingíveis horizontes

Deslizando balés etéreos no ar

Pelas águas errantes, sou mar



Sou mulher!

Envolta em sono o sonho preclaro

Onde o silêncio dorme vão do infinito

Como zumbido de borboleta ao ouvido

Escuto-te em sinfonias de amar bonito



Sou anjo!

Ouço voz de pássaro cantor alvorecer

Recebo néctar nos beijos do beija-flor

Colhendo dos seios das montanhas

Flores silvestres ao meu amor



Sou lura!

Cama leoa, Eva...

Do Sol de amor intenso... Às vezes treva

Remota como o nunca, dispersa, fada.

Mas para o amor, Única!

publicado por SISTER às 10:40

29
Mar 10

Tu e eu, corpo e alma em união
Nu reencontro total comunhão
Eterno amor rimas em eclosão

Inspiro os bordados do mar
Nos etéreos frutos de sonhar
No sono da noite transpiro teu sal

Choro teu mistério na leveza do ar
Quando uno o mar ao teu olhar
Vivo a ternura dos sonhos, calar

Repouso em conchas
Na madrepérola que nos beija
Contornos que aquecem o amar

As lágrimas que por ti choro
Pura emoção dos cânticos anjos
Almas unas, etéreas

Corpos que se unem solidão
Sonhos, recíprocos silêncios
Saudade eterna canção

Somos dois poemas,
Dois corações desrumados
Que a memória guarda!


publicado por SISTER às 13:37

17
Fev 10

     Do morro, novamente!
      Desce uma estrela cadente
      Brilhando na passarela
      No samba de amor envolvente

      Um corpo de ébano perfeito
      Tal princesa africana
      Numa dança sintonizada
      Ei-la, estrela do carnaval!

      Os passos do samba nos pés
      O jogo gracioso de suas pernas
      Insinuando a sua cintura
      Dá-lhe ritmo e desenvoltura

      No corpo uma entrega
      A dança que nos acaricia
      A comunicação e alquimia
      Com graça e forte sintonia

      Ela abraça a passarela em salvas
      Bordando o asfalto com os pés
      Leva seu samba com fé
      Ei-la, rainha do carnaval!



    
    

publicado por SISTER às 14:11

11
Dez 09

                                Venha dançar comigo outra vez!

                                Traga flores, aproveite a Primavera e como disfarce,

                                por ela me ver e ter.

                                Novas flores, novos ares, tempos de espera!

                                Mude o tom, traga-as amarelas! Seja audaz,

                                enfeite com laço lilás.

                                Pinte o papel em tons de aquarela

                                Coloque-as em caixa com teu amor e "Bis"

                                Quem sabe a mudança por tempos de ausência,

                                Traga-o com ritmo e coreografias de essência

                                E no passo e compasso, o "Passo-Doble" me embale!

                                E me faça de novo arder em teu baile.

publicado por SISTER às 13:23

19
Out 09


  Tão dividida,
  Quem sou eu?
  Assim perdida!

  Louca de amor
  Amando a mim e tudo
  Um segredo muda

  Surpreendida
  Ao te amar, unida
  Sem guarida!

  Quisera fosses,
  A cura...
  Dessa ferida

  E a vida?
  Densa em mistérios
  Traz descrença

  A tudo resiste
  Um ser em riste
  E persiste?

publicado por SISTER às 08:48

17
Set 09

                  Eu te queria meu!

                  Com a força do abraço

                  O beijo formando laço.



                  Analisar teus traços

                  Mergulhar nos teus olhos

                  E dançar neste espaço.



                  Eu queria tua voz!

                  O sussurro no ouvido

                  O morno da tua pele.



                  Descobrir o teu gosto

                  Sorrir com teu riso

                  No contato único do amor!



                  Eu te queria em mim!

                  Eu te queria! Queria assim!

                  Queria! Em mim!

publicado por SISTER às 14:23

04
Mar 09

  Na imensidão do amor que me seduz

            Chego-te em brancas plumas de neve

             À noite escura meu corpo para ti reluz

            Maciez da seda, lenitivo à nossa febre



            

            Nua, tua, em pele marfim rija de amor

            Aquele rubro ardor aquecendo os nós

            Dos laços e nos abraços um tenaz calor

            Quando a lua se cobre, nos deixa a sós



            

            Sem nos conter aos murmurantes sons

            Os dons na canção é o nosso esplendor

            Em misteriosa forma que brilha os tons

            Acalantos à pele em orgasmos multicor





             E nas imagens fugazes que se apagam

            Delírios trazem olhares que nos afagam

            Nos retratos do sonho surgidos do amor

            Voamos ao infinito em formatos de flor

 

publicado por SISTER às 08:17

15
Fev 09

Ah, quantos sonhos ainda por sorver

E quanta beleza me tenta neles viver

Tendo ventura em lugar da aventura

 

Neles avisto inatingíveis horizontes

Percorro mundos nada vistos antes

Infinitos céus de um azul acre-doce

 

A magia soberana dos brancos luares

Iluminam as tendas da minha ilusão

E sou tua deusa em tempo de paixão

 

Revivo segredos de uma vida mística

Vidas vividas com magia e sabedoria

Ocultas de um tempo trazido no vento

 

E na realidade projetada em visagens

Sinto o almíscar em meu corpo e no ar

Penetro às brumas nas areias do lugar

 

E teu corpo soberbo ao pólen da luz

Fazendo pulsar a vida acima de tudo

Transforma o sonho em nosso mundo.


 

publicado por SISTER às 12:24

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


tags

todas as tags

tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO