Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

30
Nov 09

É surpreendente observar com que freqüência as pessoas deixam de perceber
que seus valores profundos são tão únicos quanto as suas digitais.



Quando não temos consciência disso, sacrificamos determinadas coisas para
obter o que os outros consideram mais importante.



Um administrador de uma grande companhia de seguros descobriu, um dia, que
tinha câncer de cólon.



Ele foi o primeiro de uma família de agricultores a freqüentar uma
faculdade. Por isso, foi aluno excepcional.



No seu meio, era conhecido como um homem ambicioso, politicamente esperto,
que fazia da carreira a sua própria vida.



Seu câncer foi descoberto bem cedo e o prognóstico era excelente. Findo o
tratamento, seus colegas esperavam que ele retornasse ao trabalho bem
depressa, reassumindo suas funções.



Entretanto, dois dias depois de recomeçar, ele abandonou seu cargo. A
empresa imaginou que ele tivesse recebido uma proposta melhor de outra
empresa. Mas não era isso. Ele parou de trabalhar durante um ano.



Depois, comprou um belo pedaço de terra e mudou-se com a família para a
propriedade. Tornou-se agricultor.



Disse ele: desde o instante em que acordei da cirurgia, tive certeza de que
estava vivendo uma vida que não era a minha. Sofri muitas pressões dos meus
pais para alcançar o sucesso.



Eles estavam muito orgulhosos por eu ter escapado da vida dura que levavam
há tantas gerações.



Deixei-me envolver pelo desafio, querendo vencer. Mais tarde, simplesmente
continuei a me esforçar. Até que, em algum momento, deixei de ouvir a mim
mesmo.



Meu pai era um agricultor, como tinha sido seu pai e o pai de seu pai. Ele
detestava o trabalho que fazia, mas eu sou diferente. Eu compreendo a terra.
Ela é importante para mim.



Conheço este trabalho como conheço a mim mesmo. Sinto que pertenço a este
lugar.



Quando me sento na varanda de minha casa, admirando o imenso mar verde da
plantação, que dança gentilmente ao vento, sinto-me feliz.



As rosas que plantei, contornando a casa, me trazem o perfume do final da
tarde. E o mundo dos negócios está a anos-luz de distância.



Eu me sentia muito orgulhoso de estar vivendo, pessoal e profissionalmente,
de acordo com os meus desejos. Foi difícil enxergar que eu tinha me vendido
de uma maneira tão completa que nem conseguia perceber.



Agora eu sei que não importa o que se faça, mas sim como se faça. É isto que
nos alegra o viver e nos permite oferecer ao mundo o que há de melhor em
nós.



Isto se chama integridade. Já encontrei a minha.



***



Nossa vida é o negócio mais importante que devemos atender. Fazer as contas
de quando em quando é saudável e necessário.



E se descobrirmos que estamos operando no vermelho, que nosso capital não
tem crescido, que as nossas perdas são maiores do que nossos ganhos, não
temamos reajustar, mudar.



Não concluamos nossa vida em completa bancarrota. Invistamos na felicidade,
fazendo aquilo que gostamos de fazer. Assim, o mundo receberá de nós a nossa
melhor cota, a nossa maior contribuição.


 

publicado por SISTER às 14:57

        Quando me visto de vermelho
        sinto-me forte, segura...
        Sinto-me cigana...
        Livre para amar...
        Consciente do meu sonhar...
        Preparada para tudo enfrentar...
        Caminho olhando para frente...
        Quero dizer ao mundo inteiro,
        e ao meu coração,
        que sou corajosa
        que sou ousada
        que enfrento qualquer parada...

publicado por SISTER às 14:55

A busca pelo grande amor
Pelo par ideal, pela felicidade infinita
Deveria ser um caminho enobrecedor
E transformar a vida num coração que palpita

Esta busca, que é uma questão de sobrevivência
De um amor romântico e refinado
Sem nenhuma imperfeição ou inconstância
Tem algo que deveria ser revisto, reavaliado.

Por que é tão difícil viver o grande amor?
Por que o que reina são os desencontros?
Porque espaço e individualidade é assustador
Porque o medo da solidão não causa reencontro.

Somos homens e mulheres repensando os desejos
Por um grande amor que não seja submisso e castrador
E que também não seja livre e cheio de festejos
Mas que seja intenso, romântico, perfeito e acolhedor.

O grande amor não é um conto de fada
E nem é um estado civil qualquer que devemos atingir
Isto não trará a felicidade tão esperada
Porque felicidade temos que oferecer e assumir.

 

publicado por SISTER às 14:55

      É importante respeitar, para ser respeitado...
      Saber ocupar o espaço que lhe é destinado,
      sem tentar invadir o que a outro pertence...
      Os direitos são iguais, perante Deus...
      Esta foi, é e sempre será uma das normas do bem viver.
      Vivemos em comunidade, disso nunca podemos esquecer.
      A vida é um espelho, que sempre nos devolve
      a imagem que passamos...
      Para o ser civilizado,
      realmente ser civilizado,
      precisará agir solidariamente,
      e não solitariamente,
      pensando somente em sua necessidade,
      esquecendo-se da fraternidade, da solidariedade...
      Só pode viver em paz,
      quem disso for capaz...
      Nossos semelhantes respeitando,
      melhor nossa vida iremos levando...


     

publicado por SISTER às 14:54

            As coisas deveriam funcionar assim:

            Cada vez que um homem  reclamasse

            de fazer a barba, ganharia inteiramente

            grátis uma depilação com cera

            quente na virilha. Mas, virilha completa,

            aquela ginecológica! Como bônus ele

            ainda poderia escolher outra parte

            do corpo para ser depilada, sejam

            as pernas, o buço ou as axilas.






            Em caso de reclamação, o macho

            participante da promoção ganharia

            uma semana de menstruação com

            direito a todos os opcionais de

            fábrica: sete dias de sangramento

            + cólicas + dores no corpo

            + irritação + sensibilidade extrema.

            Uma festa de hormônios para

            o deleite do reclamão!






            Na terceira reclamação do barbudo fresco,

            completar-se-ia a Cartela

            Premiada Ouro: Com três estrelinhas,

            ele teria direito a um parto normal

            incluindo os nove meses de gestação,

            dores na coluna, enjôos, dificuldade

            para andar, muitos quilos a mais e,

            na reta final, fortes contrações,

            dilatação de dez centímetros na

            genitália, um corte para facilitar a

            saída do bebê e a própria saída do

            bebê cabeçudo e que tem ombros!



            

            Mas não é só isso... Depois do parto,

            do cansaço e do esforço, o ganhador

            da promoção ainda teria direito a ter

            a criancinha sugando seus mamilos

            com bastante força no incrível e

            mágico momento da amamentação!

publicado por SISTER às 14:53

      Uma amizade, um amor, um carinho,
      é um sentimento a ser entendido,
      e para ser recíproco e bem devolvido,
      compreensão e entendimento é sempre o caminho...
      Se a amizade for sincera... há que se mante-la...
      e para mante-la, é preciso saber vive-la...
      usar bom senso, para não ter que esquece-la,


 

publicado por SISTER às 14:51

      Te llevo tan dentro de mí
      que sería imposible olvidarte.
      En vano pretendo alejarme,
      dejarte por siempre de amar,
      pues todo intento es fracaso.

      Estás presente en cada momento:
      cuando observo una caída de sol
      o escucho una bella canción
      y siento de solo pensarte,
      colmado el pecho de amor.

      He perdido el control de mi vida,
      no sé la dirección en que voy.
      Has tomado el timón de mi barco:
      ¡te has adueñado de todo mi ser!


 

publicado por SISTER às 14:49

Eu quero sim
Eu quero coisas novas
Mas o que eu procuro mesmo são mais vidas
Eu grito sim
Mas grito meu lirismo
E o meu grito vai sanar minhas feridas
E a música e a mística
Aplicam sangue novo no meu ser
Calo a minha dor
E o lúcido, e o válido e o sólido
Vão matar você que evita o seu amor
Por isso eu vou
Trazer você comigo
Programar o amor em seus computadores
Vou mais além
Eu morro, mas consigo
Germinar a minha flor em seus rancores

Nem dúvidas, nem dívidas
Jamais vão destruir a minha flor dentro de você
Que cérebro, que máquina?
Conseguem fazer mais que um grande amor dentro de você

Saiba quem agride a minha lira
Quanto mais ferida, mais diz o que sente
Ainda vou ouvir você dizer pra mim, eu amo sim
Sou carne, sou osso, sou gente.

Sou carne, sou osso, sou gente.



Saiba quem agride a minha lira
Quanto mais ferida, mais diz o que sente
Ainda vou ouvir você dizer pra mim, eu amo sim
Sou carne, sou osso, sou gente.

Sou carne, sou osso, sou gente.

publicado por SISTER às 14:48

O que dizer amado meu, se o dia
Nasceu espantando meu pouco sono?
- Se abri a janela e
Todos pássaros cantavam pra mim?
Embelezando, embalando meu sonho?
O que dizer quando da vida,
Brota mais vida?
Instante mágico refletindo cores...
Paisagens de mim em sua existência,
Paisagens suas desnudando meus desejos...
O que dizer do sol brilhando dentro de mim?
Gostosa loucura afogada em tantos beijos...
Cortina tênue entre sonho e realidade,
Aquecendo meu peito apaixonado
Arfando, vibrando lírica saudade...
O que dizer minha vida, amado meu?
É o nosso amor cantarolando ao mundo...
Verdade... Plenitude... Felicidade!...

 

publicado por SISTER às 14:46

Qué decirte amado mío, si el día
Nació espantando mi poco sueño?
 - Si abrí la ventana y
¿Todos los pájaros me cantaban?
¿Hermoseando, acunando mi sueño?
¿Qué decir cuando de la vida,
Brota más vida?
Instante mágico reflejando colores...
Paisajes míos en tu existencia,
Paisajes tuyos desnudando mis deseos...
¿Qué decir del sol brillando dentro de mí?
Deliciosa locura ahogada en tantos besos...
Cortina tenue entre sueño y realidad,
Jadeando, vibrando lírica añoranza...
¿Qué decir mi vida, amado mío?
Es nuestro amor canturreándole a mundo...
¡Verdad... Plenitud... Felicidad!...

 

publicado por SISTER às 14:45

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

23
25
28

29


subscrever feeds
tags

todas as tags

tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO