Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

31
Out 07
Fácil, tão fácil dizer!
Ficou no passado...
Mas me encantam teus versos melodiosos
Chamando-me: tua rainha!

Sim, tivemos um lindo amor!
Dura ainda, tão silencioso...
Segredado, pecaminoso aos  olhos outros
Terno e puro para nós!

Quem dera esta borboleta
caísse por terra, desfalecida, inerte...
Deixando-me livre, afinal!

Anna Paes

publicado por SISTER às 06:05

Se ainda falo de Amor e continuo
A dedilhar na Lira o Sentimento
Que ao tempo em que me dói é meu alento...
E se em teu coração eu me insinuo

É que poeta eu sou, ah, de outra Era
Onde o Amor reinava soberano!
Sei: hoje, esse Querer é ledo engano
Sinônimo de Ausência... de Quimera!

É frágil borboleta o pobre Amor
E apesar da Beleza dura pouco...
E desse (des)encanto eu canto a Dor:

Daquela que ficou - lá no passado...
De tanto amá-la, vede: fiz-me louco
E o verso meu saudoso e machucado!

J.J. Oliveira Gonçalves
publicado por SISTER às 06:05

Sueño con un mundo justo, igualitario,
      Apreciando la verdad de nuestro legado.
      Acabar con todo el estado totalitario,
      Que nos roba impune nuestro predicado.

      Sueño con niños y viejos felices,
      Que la raiz de los problemas acabe de una vez.
      Que lo que dices hoy no se cicatrice
      Por puro miedo tuyo o triste timidez.
      Llamase a eso caracter y cierto carisma,
      Hay mil personas a tu alrededor;
      Aún que te nortées por el mismo prisma.

      Lo importante es ser flexíble y resoluto,
      Poner en cada cosa todo tu amor,
      Hablar con inteligencia y ser astuto.

      Jorge Humberto
publicado por SISTER às 06:05

Em tua boca encontro o néctar

que me leva a sentir o sabor alucinante

que penetra em minhas entranhas...

um sabor de doce mistério...

Em tuas mãos, sinto a essência

do carinho que minha alma tanto buscava ,

meio aos teus cachos, sinto-me

diante  do cheiro de flores exóticas ...

 

Em tua pele. encontro-me 

com o sabor místico

que leva-me a sentir

senhor do mundo....

Nada mais importante lá fora

sem você e a todo instante

grito quero mais!!!

 

Tu fazes de meus dias minutos ,

de meus anos fará dias curtos,

 porque, adentro nestes teus olhos mágicos,

ora cor do céu, ora cor de turmalina;

olhos em formato de jóia mística

que me seduz fazendo-me

teu escravo e querendo você

a cada momento perto de mim,

apossando do meu ser

tornando-se minha alma gêmea...

 

Quero contigo sair como menino ,

adentrar aos jardins e tornar-me homem,

quero contigo mostrar aos oceanos

o quanto são efêmeros diante

do amor que sinto por ti...

Quero você o calor que me protege

nas noites de inverno,

o frio que me leva a te buscar

a cada instante fazendo

 cada qual único sempre.

 

Teu sabor dominante

 agora faz parte de minha pele.

 Senti cada milímetro

deste corpinho límpido

como copo de leite misterioso ,

como um jasmim  mágico,

como a dama da noite..

Vamos enfim semear

ao nosso redor este gosto

de quero mais e

entre nossas caricias

viver todos os nossos dias

 sempre como únicos!!!

 

Paulo Nunes Junior

publicado por SISTER às 06:05

Uso e-mail.

Descarto alto-falante!
Sem patente
de coronel ou almirante.
Presta atenção tropa do povo
pro o carinho
que vem do distante.
Bom dia gente.

Positivo operante?

Rosa Pena
publicado por SISTER às 06:05

Oh! Meu grande e bom Pai das alturas,

      Fazei-me melhor o mundo entender,

      Que eu bem saiba suportar as agruras,

      Que eu saiba realmente bem viver.

       

      OH! meu Pai de amor misericordioso,

      Ajudai-me neste meu caminhar,

      Que não seja um caminho pedregoso

      A trilha a qual eu devo palmilhar.

       

      Oh! Pai que tanto carinho irradia,

      Tanta luz, tanta paz tanta alegria

      Neste mundo que para nós criou.

       

      Mundo onde até o amor se eternizou

      Naqueles, que puro têm o coração

      E que sabem valorizar a oração.





      +++++++

      "Antes de adormecer ore e reflita, 

      em tudo que o dia lhe ofereceu,

      e tente amanhecer também refletindo

      agradecendo as dádivas que o Pai lhe deu"

Maria Angélica
publicado por SISTER às 06:05

Se não doesse
Então não saberia
Se era paixão

A dor é o fruto
De uma ferida profunda
Não um perfume de domingo

Olho as paredes
Olho as nuvens
Olho os espelhos

Em tudo encontro respostas
Mas apenas o seu retorno
Me acalenta

Não acredito na morte
Vivo para ser o que sou
Um pedaço de estrela

Carlos Assis
publicado por SISTER às 06:05

Dói demais, dói,
sangra não estanca
corrói e destrói
inflama a chama
é a lâmina do corte
reabrindo a ferida
é o cheiro da morte
ainda em vida...

Sônia Mª Grillo

publicado por SISTER às 06:05

Cai  a chuva em nosso corpo,
      molhando-nos em gotas mornas
       que de tua taça entornas
      e que eu sorvo assim absorto

      Encharcados de chuva e paixão;
      Teu vestido  colado em ti...
      Tua mão a buscar me sentir:
      Somos fogo, desejo, tesão.

      As roupas despidas, molhadas...
      se transformam em nosso lençóis,
      Eu, tu, a chuva e a estrada

      Nosso corpo a arder qual mil sóis:
      Dois amantes na madrugada,
      a viver o prazer que há em nós


  Jorge Linhaça
publicado por SISTER às 06:05

Sempre que as gratuidades pousam em minhas palavras,

elas são abençoadas por pássaros e por lírios.

Os pássaros conduzem o homem para o azul,

para as águas,para as árvores e para o amor.

Ser escolhido por um pássaro para ser a árvore dele:

eis o orgulho de uma árvore.

Ser ferido de silêncio pelo vôo dos pássaros:

 eis o esplendor do silêncio.

Ser escolhido pelas garças para ser o rio delas:

 eis a vaidade dos rios.

Por outro lado, o orgulho dos brejos

é o de serem escolhidos por lírios

que lhes entregarão a inocência.

(Sei entrementes que a ciência faz cópia de ovelhas

Que a ciência produz seres em vidros

Louvo a ciência por seus benefícios à humanidade

Mas não concordo que a ciência

não se aplique em produzir encantamentos.)

Por quê não medir, por exemplo,

 a extensão do exílio das cigarras ?

Por quê não medir a relação de amor

que os pássaros têm com as brisas da manhã ?

Por quê não medir a amorosa penetração

das chuvas no dentro da terra?

Eu queria aprofundar o que não sei,

 como fazem os cientistas,

mas só na área dos encantamentos.

Queria que um ferrolho fechasse o meu silêncio,

 para eu sentir melhor as coisas increadas.

Queria poder ouvir as conchas

 quando elas se desprendem da existência.

Queria descobrir por quê os pássaros escolhem

 a amplidão para viver enquanto os homens

escolhem ficar encerrados em suas paredes ?

Sou leso em tratagem com máquina;

mas inventei, para meu gasto,

 um Aferidor de Encantamentos.

Queria medir os encantos

que existem nas coisas sem importância.

Eu descobri que o sol, o mar, as árvores e os arrebóis

 são mais enriquecidos pelos pássaros do que pelos homens.

Eu descobri, com o meu Aferidor de Encantamentos,

 que as violetas e as rosas e as acácias são mais filiadas

 dos pássaros do que dos cientistas.

Porque eu entendo, desde a minha pobre percepção,

 que o vencedor, no fim das contas, é aquele que atinge

 o inútil dos pássaros e dos lírios do campo.

Ah, que estas palavras gratuitas

possam agora servir de abrigo para todos os pássaros do Brasil!

 

Manoel de Barros
publicado por SISTER às 06:05

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





subscrever feeds
tags

todas as tags

tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO