Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

10
Abr 07
Quero desnudar o teuinconsciente,
Quero conhecer os segredo dos teussonhos,
Quero que a minhaalma conheça a tua alma,
Quero conhecer a fonte do teuamor...
 
Quero perscrutar o teucoração,
Quero, hojeacalmar a minhaansiedade,
Quero saber o que sentes, qual a tua reação,
Quandoeutefalar de amor...
 
Quero ter o direito de sentir tranquilidade,
Quero expulsar de mim essas incertezas,
Queroquesuma da minh'alma a tristeza,
Quero conhecer a tua realidade...
 
Quero que saibas quete tenho amor,
Quero queme digas o que sentes pormim,
Quero dizerquenão suporto maisviverassim
Quero tocar, sentir do teucorpo, o seucalor...
 
Quero que saibas, repito, vivocomansiedade,
Quero que elimines de mim essa incerteza,
Quero quequando estivermos distantes,
Fiquemos unidos pelasaudade
 
 
Tarcísio RibeiroCosta
 
 
publicado por SISTER às 06:50

Na contramão da minha história
faço estória. Acrescento luz,
crio fatos vou no rastro,
fantasia de deus visto
no delírio me recrio
sou um, dois, sou mil
sem essência logo à frente
me desfaço, refaço.
Na realidade letal para o sonho,
meu eu mesmo exagerado,
marcante e opulento
se impõe, me expõe e me desnuda,
é produto de strep-tease lento
cadente, malemolente
que eu mesma faço.
Tento me ignorar mas desabo...
 
elisasantos
publicado por SISTER às 06:50

Minha poesia é melhor do que eu...
não tem preconceitos.
Habita guardanapos
em mesa de bares....
Até na areia  da praia,
enquanto as ondas não vem
Satisfaz-se com ser poesia,
além do bom e do mau,
sonhando com o  seu bem...!
Não por presunção
que tal vício não a possui
mas porque não pretende nada
apenas se basta....

Ahh...e é pura emoção...!

                          Ciducha

publicado por SISTER às 06:50

Machucou-me tua ausência!
Quase a chuva apagou-o e fiquei só
O silêncio, o breu da noite,
O barulho da chuva no telhado.

Um vôo de trovão iluminado
O gosto do meu sonho sem o teu
Caminhos idos, perdidos,
Sem por nós percorridos.

Tudo transparente, sem cor
Como a casa sem janelas
Sem varanda, no silêncio
Sem a música dedilhada.

Sem as flores nos cabelos,
Ficou o vazio, faltou poesia!
Orquestra sem maestria
A cama sem coberta, fria!

Ficou a dúvida, o medo,
A insegurança, incerteza
Eu e você não somos um?

LuliCoutinho

 
publicado por SISTER às 06:50

Para ti me ofereço toda noite,

quando conheces cada poro de minha pele

e onde bebes dos meus labios docemente.



 Esqueças tuas tramas nos meus braços,

  encontres o amor nos olhos meus

 e que teu nome seja o eco dos meus versos.



Juntas teus sonhos aos simples sonhos meus,

 liberta-te dos laços de outros tempos

 para que  fiques em mim intensamente.




 Que teu olhar penetre  meus segredos

e leias nos meus olhos que te amo,

para que eu fique em ti eternamente.



Ceres Marylise


publicado por SISTER às 06:50

Recolho-me no divã de seu coração,
aconchego-me aos seus carinhos,
descerro a neblina da incerteza,
instalo-me em cada partícula de você!

Na ternura de seu olhar,
encontro a certeza de seu amor.
Na expessão carinhosa de seu sorriso,
sinto que cheguei ao tão sonhado
caminho do verdadeiro amor.

O receio de abrir o meu coração, findou!
Voltei a acreditar que o amor existe!

Dentro de mim, recebo,
a sensação gostosa de sentir-me amada,
em confiança de um amor sereno,
em braços seguros,
na cumplicidade e na simplicidade
de uma vida a dois.

Espcialmente para você,
entrego-lhe:
os meus sonhos, os meus carinhos,
os meus desejos, o meu coração,
a minha vida e o meu amor.


Olhosde£in¢e

publicado por SISTER às 06:50

O tempo
não é futuro nem passado,
assim como não é passada
a minha busca utópica
de doces palavras,
suaves ternuras
que de mim
se apossem.
Imagino tanto
um brilho de olhar
o quanto se fosse
vendo o insistido
nascer do amor
sendo capaz
de feliz
preencher
a vida
Orinho 
publicado por SISTER às 06:50

Aprenda a sorrir para estender a fraternidade
Eleve o seu vocabulário para o intercâmbio com os outros
Carregue as suas frases com baterias de compreensão e otimismo
Eduque a voz para que ela seja a moldura digna de sua imagem
Converse motivando as pessoas para o bem a fazer
Não corte o assunto com anotações diferentes daquilo que interessa ao seu interlocutor
Quem aprende a ouvir com respeito fala sempre melhor
Diante de problemas a solucionar, esclareça com serenidade sem destacar a perturbação
Quanto possível, procure calar suas mágoas, reservando-as para os seus colóquios com Deus
Recordemos: todos necessitamos uns dos outros e a palavra simples e espontânea é a chave da simpatia
 
 
André Luiz
publicado por SISTER às 06:50

A cabeça que quiseste... será que a tiveste?
Tu, enamorada apenas de ti; só contigo o teu desvelo...
Não raciocinaste, apenas em ti pensaste,
 como se só a ti tivesses que tratar com zelo...
 
Na história ficas... Ela aponta a tua desdita...
Não se pode tripudiar impunemente...
Além da tua ousadia infinita,
nada mais em ti a registrar sobejamente...
 
Quiseste uma cabeça na bandeja e... acabado!
Tu, apenas uma fêmea cobiçada...
Vaidosa, um capricho teu realizado...
Quiseste a cabeça... Mas não foste amada...
 
Porque Amar não é ceifar, não é exigir...
Amar não é determinar, não é ofender...
E aquele que finge amar... sem transigir,
acolhe dor no peito, esta a pior parte do seu ser...
 
Tiveste uma cabeça na bandeja, e o que mais?
Acaso pensaste que assim calarias a razão?
A tua sanha de vingança, loucura voraz,
não te concede mais do que um mísero perdão...
 
Pensas que podes tudo, mas podes... nada!
Tua pobreza é imensa, mas tu não o sabes...
Iludes-te, criatura amarga, mulher despojada
de tudo de bom que ao teu ser não trazes...
 
O que pretendeste, mulher perdida no vazio?
Degolar a voz, cortando uma garganta?
Tão perdida estavas, tua vida... podre fio...
Não vês que muito do que foi dito já imanta?
 
Pobre Salomé, o que tu tens a nos dar
além da tua vã e tosca insensibilidade?
Acaso pensas que a todos podes imputar
teus tentáculos macabros, tua falta de verdade?
 
E o homem que levou a ti de João Baptista a cabeça,
que fez manchar o ar do sangue profético e puro...
Pobre vassalo, tão pobre quanto tu ele o é... Obedeça
a ordem tão tresloucada, homem obscuro!  
 
Ah, Salomé, tentas encantar por meios escusos...
O silêncio da noite te trará arrepios
e a tua lida, as tuas atitudes e os teus usos
te levarão a sentir no coração dores e frios...
 
Foste e és má, nada tens de bom a nos mostrar...
Tua verve doente, perdida, te defende como arma...
Ao te veres vencida, só te restou a lâmina desembainhar... 
... para decapitar e podar a voz,  ato feio que tu encarnas... 
 
Fica, Salomé, com tuas ensangüentadas lembranças...
Lembra sempre a cabeça da tua vítima na bandeja,
dançando os teus sete véus, o teu corpo em tuas andanças...
Quem sabe te sintas soberana na solidão que tu marejas...
 
E as palavras... Aquelas que já foram ditas...
... tu não as silenciarás, porque elas já voaram!
E mais e mais virão, de outras gargantas... benditas,
a te lembrarem sempre...
... aquelas que os teus surdos ouvidos já escutaram...
 
 
Cartas de alforria
Escritos de Regina Coeli
 


publicado por SISTER às 06:50

or diversas vezes, conheci o desprezo,
a solidão, o medo e a fraqueza sem saber o porque.

Hoje, almejando novos horizontes,
quero ser atuante em tudo, mesmo quando
passos incertos forem impostos pela vida.

Desejo sentir o chão quando nele tiver que cair,
tocar as estrelas quando a felicidade não couber
em mim, me levando ás nuvens.

Quero a cumplicidade da verdade sem idas e voltas,
viver a vida sem descaminhados, sentindo a essência
de tudo que dela vier para ser vivido.

Ciente que sempre haverá um novo amanhã,
mesmo que os sonhos sejam desfeitos, que meus
versos sejam tristes, sempre haverá a infinidade da verdade
presente nos novos horizontes, onde eu seja a aprendiz
da essência do viver, exorcizando minhas fraquezas e medos.
Pois, a minha frente há novos rumos...


Rosi Marques

publicado por SISTER às 06:50

Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO