Bem Vindos O que os homens chamam de amizade nada mais é do que uma aliança, uma conciliação de interesses recíprocos, uma troca de favores. Na realidade, é um sistema comercial, no qual o amor de si mesmo espera recolher alguma vantagem. La Ro

09
Abr 07

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta.
De sol quando acorda.
De flor quando ri.
Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede
que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.
Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça.
Lambuzando o queixo de sorvete.
Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher.
O tempo é outro.
E a vida fica com a cara que ela tem de verdade,
mas que a gente desaprende de ver.

Tem gente que tem cheiro de colo de Deus.
De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul.
Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem
e que alguns são invisíveis.
Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa
e trocando o salto pelo chinelo.
Sonhando a maior tolice do mundo com o
gozo de quem não liga pra isso.
Ao lado delas, pode ser abril, mas parece
manhã de Natal do tempo em que
a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.

Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu
e daquelas que conseguimos acender na Terra.
Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível,
a gente tem certeza.
Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria.
Recebendo um buquê de carinhos.
Abraçando um filhote de urso panda.
Tocando com os olhos os olhos da paz.
Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave
que sua presença sopra
no nosso coração.

Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa.
Do brinquedo que a gente não largava.
Do acalanto que o silêncio canta.
De passeio no jardim.
Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume
que vem de dentro e que a atração que
realmente nos move não passa só pelo corpo.
Corre em outras veias.
Pulsa em outro lugar.
Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos
Deus está conosco, juntinho ao nosso lado.E a gente ri grande que nem menino arteiro.


(Ana Cláudia Saldanha Jácomo)

 
 
publicado por SISTER às 06:03

Lágrimas que rolam na face
cristalinas gotas de emoção
salobras águas em profusão
revelando algum desenlace
 
Olhos úmidos, semicerrados,
cisternas da face, depositários,
desses perolados relicários,
emergindo da alma em fados
 
Lágrimas, que se precipitam
face abaixo rumo ao coração
como a querer retornar então
para onde as dores habitam
onde os sentimentos conflitam
nascedouro da nossa emoção.
 
 Jorge Linhaça
publicado por SISTER às 06:03

O Valor de um Sorriso Não custa nada e rende muito...
Enriquece quem recebe, sem empobrecer quem dá...
Dura somente um instante, mas seus efeitos duram para sempre...

Ninguém é tão rico que dele não precise...
Ninguém é tão pobre que não possa dar a todos...

Leva a felicidade a todos e a toda parte...
É o símbolo da amizade, da boa vontade...
É o alento para os desanimados, repouso para os cansados, raia de sol para os tristes, ressurreição para os desesperados...

Não se compra não se empresta...

Nenhuma moeda do mundo pode pagar o seu valor...

Não há ninguém no mundo que precise tanto de um sorriso, como aquele que não sabe mais sorrir...

Bom fim de semana ! Excelente Pascoa à todos !!!!!!!!!


publicado por SISTER às 06:03

Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 
Vida essa viagem
Este embarque constante
Está tudo sempre fugindo
Tem sempre alguma coisa chegando
 
Levo histórias na bagagem
Pra te contar quando chegar
E não me importa se o meu destino
É perto ou distante
Eu miro é sempre no horizonte
 
Amor
Essa noite preciso viajar para a lua
Porque tenho nela um encontro marcado
Num lugar chamado “Mar da tranqüilidade”
Meus amigos de Andrômeda estão me esperando por lá
 
E quando eu voltar
Venho devagar cantando uma canção
Dizendo que vou te levar comigo
Pra bem longe
 
Amor
Não importa pra onde quer que eu vá
Você vive dentro no meu olhar
Desde o centro do universo
Até o fundo do mar
 
Amor
Estou chegando na sua casa
E tenho toda certeza do mundo
Que você está me esperando na janela
 Andre Luis AquinoAndre Luis
publicado por SISTER às 06:03

Use calma. A vida pode ser um bom estado de luta, mas o estado de guerra nunca será uma vida boa.

Não delibere apressadamente. As circunstâncias, filhas dos Desígnios Superiores, modificam-nos a experiência, de minuto a minuto.

Evite lágrimas inoportunas. O pranto pode complicar os enigmas ao invés de resolvê-los.

Se você errou desastradamente, não se precipite no desespero. O reerguimento é a melhor medida para aquele que cai.

Tenha paciência. Se você não chega a dominar-se, debalde buscará o entendimento de quem não o compreende ainda.

Se a questão é excessivamente complexa, espere mais um dia ou mais uma semana, a fim de solucioná-la. O tempo não passa em vão.

A pretexto de defender alguém, não penetre o círculo barulhento.. Há Pessoas que fazem muito ruído por simples questão de gosto.

Seja comedido nas resoluções e atitudes. Nos instantes graves, nossa realidade espiritual é mais visível.

Em qualquer apreciação, alusiva a segundas e terceiras pessoas, tenha cuidado. Em outras ocasiões, outras pessoas serão chamadas a fim de se referirem a você.

Em hora alguma proclame seus méritos individuais, porque qualquer qualidade excelente é muito problemátia no quadro de nossas aquisições. Lembre-se de que a virtude não é uma voz que fala, e, sim, um poder que irradia.

Xavier, Francisco Cândido.
 
publicado por SISTER às 06:03

Ainda não aprendemos a lição, a lição de saber amar, a todos, a tudo. Somos parte de um sistema interativo, interligado, Os reinos Animal, do qual fazemos parte, Vegetal e o Mineral.
Estes reinos, nos sustentam, mantém as nossas vidas, quando o místico diz: Vida é Morte, Morte é vida", não atentamos para o fato de que vivemos da morte, de algum ser, dos três reinos. Veja: quando se alimenta, de que se alimenta, de seres mortos, sejam animais, vegetais ou minerais, que dão suas vidas para sustentar as nossas. Um belo file, veio de uma vaca, sabia?, uma linda salada, veio de diversos vegetais, o sal, que tempera, veio do mar, do cloreto de sódio, um mineral. Todos nos oferecendo, se sacrificando para nos alimentar nos dar vida. e um dia chegará em que seu corpo vai alimentar este mesmo sistema.
Os tratamos com desdém, sem cuidados, sem carinhos, sem Amor, sem respeito, na verdade estamos tratando mal a nós mesmos!!! Quando desta forma agimos!
Não aprendemos, não nos conscientizamos, que a sustentabilidade, a Harmonia, a Paz e a Felicidade , reside no Amor, como o Senhor nos ensinou, já faz mais de dois mil anos, a não captamos ainda o verdadeiro significado dos ensinamentos Dele, do sonho Dele.
Imaginem se imperasse o Amor, todos se respeitariam, conviveriam pacificamente, com fraternidade, com igualdade, sem guerras, sem desavenças, sem miséria. mas não é assim que estamos assistindo diariamente.
Pensa, se o padeiro iria colocar fermento demais no pão para ganhar mais, se o açougueiro que comprou do padeiro, iria, praticar algum tipo de esperteza para ganhar mais também, se o frigorífico iria tentar espoliar o açougueiro, se o fazendeiro iria dar sal aos seu rebanho, para hidratar seu gado, e pesar mais, e assim fraudar o frigorífico, e por aí afora; e assim também, na família, nas amizades, na comunidade, na economia, na sociedade, na política, em todos os extratos da humanidade
Pensa, em todos os segmentos da economia, agindo corretamente, com honestidade, com moral. Porque quem ama  não deseja prejudicar, seu amor. Quando falo em Amor, é em sentido amplo,nao sómente no romântico, nem filódico, nem poético nem teológico.
Então teríamos uma sociedade, justa, com valores, com princípios, com fraternidade, com igualdade, pacifica e feliz.
Mas não aprendemos, nao captamos ainda devidamente a lição que o Senhor, que Jesus nos ensinou, de uma forma tão simples, que ouvimos quase diariamente, que lemos, que esta impressa, em milhões de livros, de lugares, que é repetida diariamente nas Igrejas, nos encontros comunitários, finalmente em tantos lugares.
Mas Jesus, que deu sua própria vida para nos salvar, mesmo sabendo que não sabíamos o que fazíamos, mas Ele tem a Fé, a Esperança Divina, de que um dia realizemos este Seu sonho, que aprendamos a grande lição...que de uma forma tão simples nos ensinou...sobre a magnitude, a amplitude, a extensão dos milagres que pode realizar, que tem O Poder do Amor...

"AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO"

    Joe'A
  

publicado por SISTER às 06:03

Não sinta saudade
tenha boas lembranças
não desespere, sempre há esperança!

Se caires, levanta
dá a mão a tua fé
e segue em frente

Não tenha dúvidas
e sim certezas
não seja falso
use a franqueza

Lute pelos teus ideais
e teus sonhos
mesmo que cometa erros, tente
melhor se arrepender de ter errado
de que arrepender-se por não ter tentado

Tanto nos momentos felizes
como nos de tristeza e dor
agradeça sempre ao criador
Ele sabe o que faz

Procure fazer o bem
a recompensa um dia vem
pense em ti, nos outros e nos seus
só assim viverás
em harmonia com Deus.

José Molina (JIM)

publicado por SISTER às 06:03

Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
tradutor
Música
mais sobre mim
pesquisar
 
Sister online
Selo

blogs SAPO